Ir para conteúdo

40 livros para ler durante a quarentena do coronavírus

Depois de trazer para o blog algumas ideias de coisas legais para fazer com os filhos pequenos dentro de casa, trago hoje algumas sugestões de livros para quem está nesta quarentena do coronavírus.

É importante mantermos o isolamento dentro de casa, mas temos que ser criativos e cuidar da nossa saúde mental, para não perdermos a cabeça.

Por isso, nada melhor do que um bom livro para nos transportar a outros mundos, mesmo dentro de quatro paredes.

Nesta lista abaixo, pus livros para todos os gostos: romances, novelas e contos, de autores brasileiros e estrangeiros de várias nacionalidades, de autores clássicos e contemporâneos, de suspense, drama, ficção científica, biografia, história, reportagem, quadrinhos, poesia, aventura, amor.

Em cada livro há um link com mais detalhes sobre a obra, para você se inteirar melhor antes de começar a ler.

Anote aí:

  1. “Os Vestígios do Dia”, de Kazuo Ishiguro, 285 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  2. “Antes da Queda”, de Noah Hawley, 366 págs. Leia mais sobre este livro AQUI. 
  3. “Pequena Abelha”, de Chris Cleave, 270 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  4. “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, de Martha Batalha, 188 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  5. “Não me Abandone Jamais”, de Kazuo Ishiguro, 343 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  6. “Persépolis”, de Marjane Satrapi, 352 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  7. “A Casa do Céu”, de Amanda Lindhout e Sara Corbertt, 445 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  8. “A Cidade do Sol”, de Khaled Hosseini, 365 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  9. “Tudo o que nunca contei”, de Celeste Ng, 301 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  10. “Rita Lee – Uma Autobiografia”, 294 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  11. “Os escritos secretos”, de Sebastian Barry, 348 págs. Leia mais sobre este livro AQUI.
  12. “Doce Quinta-feira”, de John Steinbeck, 304 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  13. “Cecília – Antologia Poética”, de Cecília Meireles, 335 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  14. “Vale tudo: o som e a fúria de Tim Maia”, de Nelson Motta, 392 págs. Mais AQUI.
  15. “O herói discreto”, de Mario Vargas Llosa, 342 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  16. “Horizonte Azul”, de Wilbur Smith, 654 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  17. “Caminhos da Lei”, de John Grisham, 317 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  18. “A Rua das Ilusões Perdidas”, de John Steinbeck, 207 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  19. “As Vinhas da Ira”, de John Steinbeck, 585 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  20. “O Bicho-da-Seda”, de Robert Galbraith, 461 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  21. “O Fio da Navalha”, de Somerset Maugham, 317 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  22. Sempre em desvantagem, de Walter Mosley, 236 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  23. O Jogo do Anjo, de Carlos Ruiz Zafón, 410 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  24. A Máquina de Xadrez, de Robert Löhr, 351 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  25. Holocausto Brasileiro, de Daniela Arbex, 255 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  26. O Chamado do Cuco, de Robert Galbraith (JK Rowling), 447 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  27. A Pele Fria, de Albert Sánchez Piñol, 239 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  28. Leite Derramado, de Chico Buarque, 195 págs. Leia sobre ele AQUI.
  29. A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert, de Jöel Dicker, 572 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  30. Contos de amor, de loucura e de morte, de Horácio Quiroga, 208 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  31. A Vida como ela é…, de Nelson Rodrigues, 533 págs. Mais sobre ele AQUI.
  32. Eu não vim fazer um discurso, de Gabriel García Márquez, 127 págs. Mais sobre ele AQUIAQUI e AQUI.
  33. Toda Poesia, de Paulo Leminski, 421 págs. Estou devendo um post mais completo sobre essa obra maravilhosa, que só ameacei fazer AQUI.
  34. Buddy Bolden’s Bluesde Michael Ondaatje, 173 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  35. Histórias Apócrifasde Karel Capek, 175 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  36. O Cemitério de Pragade Umberto Eco, 479 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  37. Festa no Covilde Juan Pablo Villalobos, 88 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  38. O velho que acordou menino, de Rubem Alves, 269 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  39. A Segunda Confissãode Rex Stout, 248 págs. Leia mais sobre ele AQUI.
  40. Dois Rios, de Tatiana Salem Levy, 220 págs. Leia mais sobre ele AQUI.

 

Pra finalizar, recomendo a leitura de um livro infantojuvenil que é muito útil em tempos sombrios como estes: “Pollyanna”, de Eleanor H. Porter. Ela nos ensina a pensar positivo, com seu “jogo do contente”. Escrevi sobre ele AQUI e AQUI.

E aí, já leu todos? Deixe suas sugestões nos comentários! 😉


Leia também:

 

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: