A fábula do menino de 2 anos que aprendeu a valorizar o que tem

Luiz se divertindo com baldinhos cheios de terra e água | Foto: arquivo pessoal

– OLHA O QUE EU GANHEI, PAPAI!

Foi assim que o Luiz chegou em casa, no último sábado. Todo alegre, ele mostrava ao pai o que tinha acabado de ganhar no passeio que fez comigo, na livraria infantil do bairro.

Era um pedacinho de papel rosa, com um número “3” escrito a caneta no meio.

O pai ficou meio sem entender. Expliquei:

– A livraria sorteou três livros, depois que a contação de histórias terminou. Não ganhamos nenhum livro, mas o Luiz adorou o papelzinho rosa com seu número no sorteio.

Claro que desandei a pensar num monte de coisas por causa desse singelo episódio.

Em como as crianças ficam maravilhadas com pequenas coisas, com pequenos gestos, surpresas, presentes-sucata de papel, caixinhas, embrulhos, tão ou mais valiosos que seus conteúdos.

Em como, para o Luiz, o simples fato de ter participado de um sorteio, com a aventura de poder ganhar um presente a partir da sorte, do aleatório, já foi emocionante.

Em como perder, no fim das contas, não desmerece o percurso da expectativa de ganhar.

Em como seríamos todos mais felizes, os adultos, se soubéssemos valorizar e agradecer por essas pequenas trivialidades que compõem a vida, em vez de estarmos sempre esperando pelas conquistas grandiosas, as mais difíceis, que só acontecem de vez em quando.

Em como sou sortuda, pra começo de conversa, por ser mãe desse baixinho sorridente, que sente felicidade em empunhar um papelzinho rosado, e que me faz pensar em todas essas coisas.

É muita fortuna junta!

 

E aí na sua casa? Quantos papeizinhos rosas te deixaram contentes nos últimos dias? E quantos vocês simplesmente jogaram fora sem nem reparar?

Leia também:

ttblogfaceblog

Anúncios

Os 7 melhores CDs para crianças de 0 a 3 anos

Comentei no último post desta seção Maternidade que o Luiz tem uma pequena biblioteca e que nela estão 12 CDs que ele foi ganhando ao longo de seus 2 anos e meio de vida. Sete deles são muito especiais, e eu resolvi divulgá-los por aqui, inclusive porque alguns são bem underground 😉

#1 Sonhos de Bebê – Marcus Viana

Este é um CD especial para os bebês miudinhos, recém-nascidos mesmo. Ajudou muito a embalar os sonos do Luiz em seus primeiros meses de vida, como já falei aqui no blog. É um belo trabalho do músico Marcus Viana, que transformou músicas consagradas, como “Serenô”, em cantigas suaves de caixinha de música. R$ 23,90 no link

#2 Casa de Brinquedos – Toquinho

CD clássico, com músicas já consagradas, como “A Bailarina” e “O Caderno”, em interpretações de Chico Buarque, Tom Zé, Moraes Moreira, Baby Consuelo, MPB-4, dentre outros. Bom gosto musical para “aplicar” no filhote desde cedo. R$ 14,90

 

#3 MPB Pras Crianças – Banda de Boca

Versões simpáticas de músicas como “João e Maria” (Chico), “Leãozinho” (Caetano) e “Biquíni de Bolinha Amarelinha”. R$ 30,45

 

 

#4 Qualquer um do Palavra Cantada

Luiz adora Palavra Cantada, que a gente ouve principalmente na Netflix (Destaque pra Pauleco e Sandreca e Vem Dançar com a Gente). Mas o que a gente mais escuta é o DVD “Canções do Brasil“, que é um trabalho maravilhoso, com participação de crianças de várias partes do país, e grandes sucessos da dupla, como “Criança Não Trabalha”, “Sopa”, “Ciranda” e “Eu”. R$ 49,90

#5 Rádio Osquindô – Só Sucessos – Clube Osquindô

Este é bem underground, tanto que não achei lugar que vende este CD nem mesmo no site oficial do Osquindô. Mas é um álbum sensacional, com resgate de músicas folclóricas, num arranjo alegre, e intercaladas por muita conversa, como se estivéssemos ouvindo um programa de rádio ao vivo. A favorita do Luiz é “Palma, palma, palma, pé, pé, pé, roda, roda, roda, caranguejo peixe é“, que de repente fica agitadíssima, e ele, super feliz, começa a gritar: ROCK’N’ROLL! ROCK’N’ROLL!! 😀

#6 Mafagafolândia – Os Mafagafos 

Este CD me foi enviado pela própria banda, via assessoria de imprensa, e foi uma grata surpresa. Que arranjos! Eles transformaram a musiquinha “Pela Estrada”, da Chapeuzinho Vermelho, em um reggae digno de Bob Marley. E tem também rock, baladinha, músicas bem infantis em vozes de crianças e outros ritmos, tanto em composições autorais como em clássicos como “O Sapo Não Lava o Pé” – a favorita do Luiz. Vale a pena conhecer o trabalho tocado principalmente por Pedro Caldas e Lia Vicente. R$ 30

#7 Ricardo Herz Para Crianças – Ricardo Herz

Resolvi encerrar a lista com o CD favorito do Luiz, disparado. Eu já tinha conhecido o trabalho do violinista Ricardo Herz no fim de 2012 e até escrevi sobre ele aqui no blog na época. Mas nunca imaginei que meu filho iria se apaixonar por um CD todo instrumental, com a base no violino, como foi este, presente da amiga Clara Machado. Agora, todo santo dia temos que ouvir esse CD, que começa com músicas mais alegres e agitadas – Samba Lelê, O Sapo Não Lava o Pé, Marcha Soldado, e outras versões muito legais – e termina com melodias mais calmas, justamente pra levar a criança ao soninho – como a favoritíssima do Luiz, Boi da Cara Preta. R$ 15

Outro dia gravei o Luiz pedindo ao Ricardo Herz que fizesse um volume 2 para esse CD, e listando inclusive o repertório que ele queria que fosse incluído. Foi um dos vídeos mais fofos que fiz do meu filhote nos últimos tempos, já caindo de sono, mas alegríssimo com as músicas favoritas, que ele mesmo tira da caixinha, coloca no som, liga, muda de faixa, e desliga, todo sabichão:

E seus filhos, gostam de quais CDs? Compartilhe aí nos comentários!

Leia também:

faceblogttblog

 

Os 13 melhores livros para crianças de 0 a 3 anos

Em foto aos 2 anos e 4 meses, 59 livros e 12 CDs.

Uma das coisas que mais tento estimular, desde cedo, no Luiz é o prazer pela leitura. Sempre que cabe no bolso, compro um livrinho pra ele, e um de seus programas favoritos é visitar uma livraria infantil que existe aqui perto de casa e ficar por lá, vendo os livrinhos, mesmo que a gente não vá comprá-los.

Quando fizemos aquela mudança de casa, providenciei uma bibliotequinha em duas prateleiras da cômoda do quarto dele e, ao contar os volumes, fiquei surpresa ao constatar que já havia 59 livros e 12 CDs no acervo. Muitos dos quais herdados dos primos e tinha alguns até que eram da minha própria infância! Luiz ficou felicíssimo com a biblioteca e é sempre um dos lugares do quarto que gosta de mostrar para as visitas.

De novo, como sempre digo aqui no blog: este post não tem pretensão de bater martelos, é apenas a minha experiência. Não li todos os livros escritos para crianças de 0 a 3 anos no mundo para pinçar os 13 melhores; eu li os 60 exemplares da pequena biblioteca do Luiz, e elegi os 13 que mais marcaram seus 2 anos e meio de vida. Aí estão os nomes, em ordem cronológica, e os porquês:

Palavras – Pequena Biblioteca – Col. Meu Mundo de Palavras – Press, Little Tiger – Publifolha – R$ 32,90

Este foi o primeiro livro de que o Luiz gostou, ainda bem pequeno. E o primeiro que compramos para ele. Na verdade, é um box com quatro livretos, de muitas imagens e poucas palavras, além de páginas ultraduras: um sobre veículos, um sobre lanches, um sobre brinquedos e um sobre amigos. Esta mesma coleção também tem versões com outros tipos de vocabulários.

No Ritmo da Bicharada – Vale das Letras – R$ 53,08

Este foi o segundo a encantar o Luiz, também na fase do engatinhar. O livro traz melodias e 45 sons de instrumentos musicais, além de belas ilustrações de bichos em 5 habitats diferentes. Só acho que os sons poderiam ser um pouco mais longos do que são, mas o resultado, de toda forma, é muito legal.

 

Procure e Escute – Animais – ed. TodoLivro – R$ 32,90

Este livro, presente da amiga Carol, fez a festa do Luiz por muitos meses! Mostra cenas de bichinhos na fazenda, na selva, na mata, na savana e no fundo do mar. A criança aperta um botão, que vai ditando: “Encontre o polvo. Encontre a vaca. Encontre o jacaré.” E ele vai apertando no bicho correspondente, com um som indicando se acertou ou errou. Era divertidíssimo!

 

365 Histórias Encantadas para divertir e sonhar – ed. Culturama – R$ 15,92

Este livro, presente da amiga Paola, também fez os sonhos do Luiz por muitos meses. Antes de dormir, era tradição folhearmos as páginas em busca das ilustrações, principalmente do urso e do boi. Ele sempre gostou mais dos desenhos que das histórias, mas, se eu contasse histórias a partir dos desenhos, também estava valendo e ainda era uma maneira de estimular o amor pelo livro.

 

365 Histórias Para Ninar – Claire Bertholet, Sally-Ann Hopwood, Lenia Major, Jacques Thomas-Bilstein, Michael Espinosa e Claire Grémont – Girassol – R$ 53,90

Outro livro encantador de pequenos contos, com ilustrações muito bonitas, pelas quais adoramos passear nos minutinhos antes do sono.

Continuar lendo