Beagá, 120 anos, e o guia turístico com os melhores passeios na cidade

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Foi em 2014 que fiz o Guia Turístico de Belo Horizonte com 90 dicas de passeio. Por incrível que pareça, três anos fazem muita diferença, ainda mais nessas coisas de turismo. Alguns bares que coloquei ali, alguns cartões postais, talvez nem existam mais. Outros importantes e legais eu teria acrescentado. Na terceira parte do guia, com os arredores da capital, com certeza eu teria colocado o Santuário do Caraça, que só fui conhecer em 2015, por exemplo.

É por isso que tive a excelente ideia de atualizar este guia, por ocasião do aniversário de 120 anos de minha querida Beagá (celebrado hoje), checando as informações todas e acrescentando outras tantas. Seria o “Guia Turístico de Belo Horizonte com 120 dicas de passeio”. Maravilha!

Mas, como várias boas ideias, esta não pôde ser executada, por falta de tempo e de disposição da blogueira-jornalista-mãe-dona-de-casa-mulher-filha. Quem sabe no aniversário de 125 ou 130 anos…

Enquanto isso, deixo ainda meu guia original, aquele meio desatualizadinho, à disposição de quem quiser fazer download gratuito e sair desbravando a capital mineira. Vale tanto para os turistas de fora quanto para os moradores, que muitas vezes nunca visitaram o mirante no Magabeiras ou os museus do circuito da Praça da Liberdade ou tantas outras coisas ótimas que existem por aqui.

CLIQUE AQUI e boa leitura! 😉

Leia também:

faceblogttblog

 

Anúncios

As negras de tabuleiro do período colonial e os camelôs expulsos do centro de BH

PM usou bombas de efeito moral para dispersar camelôs manifestantes. Foto: Reprodução / Globo

Você tem acompanhado a determinação do prefeito Alexandre Kalil de retirar os camelôs do centro de Beagá (que levou a vários protestos e prisões)? O texto de hoje é sobre isso, mas traz um enfoque completamente novo, para enriquecer nossas reflexões. Foi enviado pelo leitor Régis Quintão, mestre em História pela UFMG: Continuar lendo

Como é bom passear com o filhote no Parque Municipal!

Alguns dias atrás, fomos com o Luiz, de 1 ano e meio, passear no Parque Municipal de Belo Horizonte.

Ele se esbaldou.

Brincou no carrossel, nos barquinhos, no parquinho, andou de trenzinho, desceu de escorrega, correu pela terra, correu atrás dos pombos e demais passarinhos (ele adora!), comeu pipoca, tomou água de coco, viu os burrinhos… Gastamos, todos, um punhado de energia. E gastamos, no máximo, uns R$ 10.

Era um sábado de sol, agradável, mas um pouquinho frio, o que deixou o parque mais vazio, embora ainda alegre.

FOTOS DAQUELE DIA: Continuar lendo