Ir para conteúdo

Os 20 melhores livros para crianças de 4 a 6 anos (e que encantam por muitos anos depois!)

Foto: Gabriel Tovar / Unsplash

Quando o Luiz tinha 2 anos e meio, fiz um post com dicas de livros para crianças de até 3 anos. Contei como adoro estimular a leitura desde cedo e como fiz uma bibliotequinha para meu filho desde que ele era um bebê.

De lá pra cá, aquelas prateleiras só encheram sem parar. Sempre que vejo um livro incrível (e num preço pagável), mesmo que não seja exatamente pra faixa etária dele, eu compro para colocar na biblioteca (vale destacar que metade dos livros abaixo foram adquiridos na Colorê, da qual já falei aqui no blog). Assim, alguns dos livros ainda vão ser curtidos quando ele for mais velho, embora desde agora ele já sinta curiosidade com os assuntos tratados e com as ilustrações.

Segue abaixo a listinha dos meus favoritos:

Fotos: CMC

O Monstro das Cores – Anna Llenas (trad.: Rosana de Mont’Alverne) – Ed. Aletria (2018) – 48 páginas.

Livro maravilhoso, em capa dura, largo, com ilustrações e colagens que são um verdadeiro diferencial e exploram a imaginação. O livro é sobre os sentimentos e mostra didaticamente às crianças a diferença entre tristeza, alegria, raiva, medo e calma. Ideal para crianças a partir dos 3 anos, ou até um pouco antes, quando começam a entender os sentimentos e a aprender como expressá-los.

Pedro Vira Porco-Espinho – Janaina Tokitaka – Ed. Jujuba (2017) – 31 páginas.

Leo e a Baleia – Benji Davies (Trad.: Marília Garcia) – Ed. Paz & Terra (2019) – 28 páginas.

O Tupi que Você Fala – Claudio Fragata – Globo Livros (2018) – 32 páginas.

Estes livros entraram na campanha “Leia para uma criança”, do Itaú Social, por isso eu os recebi de graça em casa, pelos Correios. O primeiro deles fala sobre a birra, e sobre como é fácil uma criança nesta idade virar um “porco-espinho” quando algo a chateia, mas como também é fácil voltar ao normal, se houver oportunidade. É uma ótima forma de abordar esse assunto da pirraça, que aparece entre os 2 e os 4 anos, dependendo da criança. O segundo é encantador, sobre um garotinho que salvou uma baleia encalhada e como esse gesto o aproximou de seu pai. E o terceiro traz várias palavras que a gente usa e que têm origem no tupi. É uma forma de aproximar os pequenos da cultura indígena e mostrar o quanto de índio temos em todos nós.

Vamos Salvar o Planeta! – Fabiana Martins – Edição da autora (2018) – 24 páginas.  

Não consegui encontrar onde este livro precioso, que ganhei de presente da amiga Dani Mercier, está à venda. Conta a história de Bóris, um monstrinho que aprende a cuidar do Planeta Terra. Traz várias informações sobre sustentabilidade, com conceitos de fácil entendimento para as crianças pequenas. As ilustrações também são da autora, Fabiana Martins.

Elisa e Filomena – Luiza Lehmkuhl Carreirão – Ed. Fino Traço (2013) – 20 páginas.

É outro livro que ensina as crianças a amarem a natureza. Desta vez, a personagem principal, além da garotinha Elisa, é uma árvore chamada Filomena. E o livro mostra como as crianças podem se tornar boas amigas das plantas e ter formas de convivência diferentes com o verde.

O Gênio Preguiçoso – Ana Paula Pedrosa – Páginas Editora (2018) – 20 páginas.

Este livro foi escrito pela minha amiga Ana Paula, de quem muito já falei aqui no blog. E as personagens principais são suas filhas: Beatriz e Helena. Elas se envolvem em uma aventura que mostra como os livros podem ser maravilhosos, até mágicos. Este conto é uma ótima forma de introduzir os pequenos nas aventuras do universo literário. As ilustrações são da Renata Pedrosa, irmã da Ana.

Procurar & Encontrar – da Fisher Price – Ed. Ciranda Cultural (2017) – 32 páginas.

Trata-se de um livro ao estilo “Onde está Wally?” mas para crianças de 2 a 3 anos. Os pequenos são estimulados a encontrar coisas escondidas em meio a ilustrações de bichinhos diversos, e os pais podem contribuir com a brincadeira, pedindo para encontrarem coisas mais inusitadas do que o que está sendo pedido pelo próprio livro.

Onde Está? Na Escola – Walter Wick e Jean Marzollo. Editora Fundamento (2012) – 40 páginas.

Este livro tem a mesma lógica do que citei logo antes, mas é muito mais difícil! Até para os adultos, que ficam perdidos em meio a todas estas charadas ilustradas. Ele faz parte de uma coleção que envolve também o universo dos parques de diversão, de caça ao tesouro, noite assombrada e mistério. Mas achei este da escola o mais legal para as crianças começarem a tentar desvendar desde cedo. Tenho certeza que meu filho vai se divertir com este livro por muitos e muitos anos.

A Casinha de Brincar da Ninoca e O Sítio da Ninoca – Lucy Cousins – Ed. Ática.

Já falei sobre a Ninoca no post anterior, quando indiquei “O Grande Livro de Palavras da Ninoca”. Trata-se de uma ratinha que tem vários outros bichos como amigos e ensina amplo vocabulário sobre muitas coisas. Depois de introduzir esse vocabulário nos pequenos, vale a pena dar de presente para eles esta casinha e o sítio, que vêm com cenários e personagens destacáveis, de papel, para eles inventarem as próprias historinhas. Meu filho AMA! Os desenhos, lindos, são os mesmos do outro livro. Ah, e fiquei sabendo que este livro parou de ser editado no Brasil, então vale a pena comprar os últimos exemplares que você encontrar nas livrarias, antes que se esgotem de vez.

Disney Clássicos – Naihobi Steinmetz Rodrigues – Culturama Editora (2017) – 32 páginas.

É um livro em capa dura com a adaptação de quatro clássicos da Disney: Pinóquio, Alice no País das Maravilhas, Peter Pan e Dumbo. As ilustrações são as originais da Disney também. Eu já tinha outros livros com adaptações dessas historinhas, mas este foi o que acho que fez o melhor trabalho.

O Tesouro das Cantigas para Crianças – Org. Ana Maria Machado e ilustrações de Cláudio Martins – Ed. Nova Fronteira (2017) – Dois livros de 96 páginas cada.

Este foi um dos maiores tesouros que já encontrei nas minhas buscas pelas livrarias. Trata-se de uma caixa dura, com dois livros em capa dura, com ilustrações maravilhosas do grande Cláudio Martins, e resgate de cantigas e parlendas de domínio público, como “Sambalelê”, “Marcha, Soldado”, “Tangolomango”, “Rosa Juvenil”, e dezenas de outras. Há cantigas sobre bichos, de brincar de roda, com o corpo, de repetir, de tirar a sorte, de ninar, que contam histórias, para brincar com números, e muitas outras preciosidades atemporais. O trabalho riquíssimo e encantador foi organizado por ninguém menos que Ana Maria Machado. Para melhorar, cada livro vem com um CD, que registra em áudio todas essas cantigas, para que possam ser transmitidas de geração a geração. Não sei quem gosta mais deste livro, se meu filho ou eu! 🙂

Vaca Amarela Pulou a Janela – José de Castro – Ed. Dimensão (2017). 40 páginas.

Este livro também é cheio de parlendas, como o que citei logo antes, tais como a que dá o título à obra, e outras como “Hoje é Domingo” e “Um, dois, feijão com arroz”. O mais legal é que o autor, além de resgatar essas rimas antigas, também criou suas próprias reinvenções (tipo a Vaca Marrom e a Vaca Malhada). É um convite a que as crianças também criem e recriem versinhos a partir daqueles que já ouviram mil vezes. Acredito que meu filho vai curtir este livro ainda por muitos anos.

Lendas Brasileiras – Mauricio de Sousa – Girassol Brasil Edições (2009). 200 páginas.

Este livro introduz algumas lendas brasileiras aos pequenos, como Boitatá, Curupira, Lobisomem, Iara, Mula sem Cabeça, Saci etc. Tudo ilustrado com os desenhos da Turma da Mônica e acompanhado por um CD com as lendas narradas pelo próprio Mauricio de Sousa. Embora meu filho tenha gostado muito, inclusive porque ele já tinha sido apresentado a alguns personagens folclóricos como o Saci e a Cuca, eu acho que este livro vai ser melhor aproveitado quando ele for um pouco mais velho, com cerca de 6 anos. Se você for ler para seu pequeno, é importante adaptar algumas partes, porque nosso folclore – assim como os contos de fadas clássicos de Grimm, Andersen e Perrault – tem algumas histórias bastante duras e sombrias, com mortes e tragédias. Ainda assim, acho importante que as crianças as conheçam pouco a pouco.

Mania de Explicação – Adriana Falcão – Ed. Salamandra (2001).

Este livro também é para o Luiz curtir quando for um pouco mais velho, mas não resisti e comprei assim que o vi, para compor a biblioteca do meu pequeno. Trata-se de um livro extremamente poético, sobre uma garotinha meio filósofa, que adorava criar suas próprias explicações para todas as palavras. E assim surgem definições maravilhosas como estas: “Preocupação é uma cola que não deixa o que não aconteceu ainda sair do seu pensamento”. Ou: “Dificuldade é a parte que vem antes do sucesso”, e: “Sucesso é quando você faz o que sabe fazer só que todo mundo percebe”. Também há definições para coisas como certeza, ansiedade, sentimento, solidão, felicidade, raiva, e muitas outras. Pensando bem, acho que meu filho vai gostar desse livro pela adolescência adentro e até quando for adulto. As ilustrações – incríveis – são de Mariana Massarani.

Cena do livro “Mania de Explicação”

A Maior Flor do Mundo – José Saramago – Companhia das Letrinhas (2001).

Em janeiro, levei o Luiz para ver a peça “A Maior Flor do Mundo”, no Teatro Marília. Amamos. A história era sobre a tentativa de salvar uma flor, mas passando por vários conceitos de sustentabilidade e sobre, no fundo, salvar o planeta inteiro. Rendeu muito papo nosso depois do fim da peça. Resolvi comprar o livro do Saramago, que inspirou o roteiro. É bem diferente, bem mais simples – e ao mesmo tempo mais complexo, graças ao jeito de escrever do gênio português –, mas li para meu filhote e ele também se interessou muito. Achei uma boa introdução de Saramago para as crianças, que ainda poderá ser desfrutado por muitos anos.

O Corpo Humano – Matteo Gaule – Sassi Editore – 32 páginas.

Trata-se de um livrinho que conta várias coisas sobre o corpo humano (que é, definitivamente, para crianças bem mais velhas) e que vem acompanhado de um quebra-cabeça com 210 peças de um corpo humano de criança em tamanho real, com mais de 1 metro de altura. Por que diabos fui dar ao meu filho de 4 anos um livro e um jogo que mostra pulmões, cérebro, fígado e intestino? Porque ele estava curiosíssimo sobre o funcionamento do corpo! Foi um dos brinquedos que ele mais gostou até hoje, e olha que é indicado para crianças acima de 6 anos. Já montamos o quebra-cabeças várias vezes e ele sempre quer saber mais e mais.

Luiz e seu quebra-cabeça do corpo humano, que ele adora!

Bônus: livros para os pais

Os livros O Grande Livro dos Jogos (Josep M. Allué – Ed. Leitura – 192 páginas) e, principalmente, 501 Atividades Para Crianças (Di Hodges – Girassol Brasil Edições – 192 páginas) são um bônus, porque eles são mais pensados para os pais de crianças pequenas do que para as próprias. Ali, é possível encontrar ideias de brincadeiras e atividades que a gente adorava fazer quando crianças e que fomos esquecendo com o passar dos anos. São inspirações geniais para os pais que não gostam de ver os filhos sempre enfurnados num tablet ou diante de uma TV e que gostam de brincar juntos, quando há tempo livre. No caso do segundo livro, ainda há dicas de trabalhos manuais e até de receitas para fazer junto com os filhos.

 


E você, indica outros livros para crianças nessa faixa etária? Coloque aí nos comentários!


Leia também:

faceblogttblog

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: