Macarronada da Cris: se eu sei fazer, qualquer zé-mané faz

Hoje foi meu último almoço na minha casa da Terra Cinza, que tantos amigos já recebeu. Como faz dez mil anos que não ponho uma receita aqui no blog, segue a que eu fiz para o prato principal. Lembrando que, como eu não sei cozinhar, todas as receitas do meu blog são da categoria “facílima”,… Continuar lendo Macarronada da Cris: se eu sei fazer, qualquer zé-mané faz

Avalie isto:

Os muchachos

Recebi um comentário muito legal para aquele post que fiz sobre a história de amor surgida de um erro de digitação. É da Rosana, a “muchacha”, que era a destinatária errada do email e acabou se tornando a certíssima: “Oi, sou a esposa do Muchacho… kkkk, a tal do hífen, felizmente. Amei ler a minha… Continuar lendo Os muchachos

Avalie isto:

Homenagem ao melhor garçom do planeta

Anteontem dividi aqui no blog meu lema sobre sempre tentarmos exercer nossas profissões da melhor maneira possível, sejam elas quais forem. Aliás, já tinha tratado disso aqui, mais ou menos. Pois bem. Hoje eu queria homenagear uma pessoa que conheci aqui na Terra Cinza e que segue meu lema à risca. Já conheci muitos garçons… Continuar lendo Homenagem ao melhor garçom do planeta

Avalie isto:

Erro de digitação: uma história de amor real

Gustavo, o “Muchacho”, era um pescador lá na Argentina, que nunca tinha tido um computador. Quando ganhou o primeiro micro, sua primeira providência foi entrar em sites de relacionamento. Queria uma mulher para ficar, nada sério. Encontrou uma, com underline no apelido, que era do Rio. Bonitona, na foto, deixou ele interessado. Enviou um email… Continuar lendo Erro de digitação: uma história de amor real

Avalie isto: