Manual de como se comportar num show de rock

Meu primeiro show do Paul, em São Paulo.

Rock, por natureza, não deveria requerer qualquer manual. Afinal, trata-se do gênero e da atitude da liberdade, não das regras. Da contravenção, não da obediência. Mas minha experiência no último show do sir Paul McCartney, no dia 17, me obrigou a criar este manual. Muito por causa do item 5 que eu destaco abaixo.

Fiz o manual a partir da minha experiência em vários showzaços ao longo da vida, a maioria de rock: Paul McCartney (três vezes), Eric Clapton, Rolling Stones, Deep Purple (duas vezes), B.B. King, Queen, Buddy Guy, Creedence, Jethro Tull, Mud Morganfield, John Mayall, Focus, Herbie Hancock, Milteau, Sonny Rollins, Maceo Parker, Madeleine Peyroux, Novos Baianos, Mutantes, Paralamas, Titãs, Rita Lee, Jorge BenJor, Skank, Caetano, Marisa Monte, Paulinho da Viola, Luiz Melodia, dentre outros, inclusive em várias Viradas Culturais (SP e BH) e Pop Rocks da vida.

Yes, eu vi o B.B. King!

Anote aí: Continuar lendo

Anúncios

Descobertas musicais em Porto de Galinhas

Falei bem rapidamente sobre eles no post sobre Porto de Galinhas, mas queria estender um pouco mais hoje.

Zé Matuto do Forró em foto no seu Facebook.

Minha primeira descoberta musical em Porto de Galinhas foi o Zé Matuto do Forró, que estava tocando na praça em frente à feirinha da vila, munido apenas de violão e com a voz mais suave do mundo. Ele toca forró, mas, naquele momento, não estava na vibração típica desse gênero musical. Estava mais pra Geraldo Azevedo numa de suas versões mais lentinhas.

Já em Beagá, dei uma boa procurada no Zé Matuto e descobri esta página no Facebook e este canal no Youtube, com bem pouquinhas músicas. Ele tem mais de 30 anos de carreira, abre shows importantes, como de Elba Ramalho, e tem dois CDs gravados. No Youtube, além do canal dele, é possível encontrar inúmeras gravações de turistas, como estas: Continuar lendo

Ouça as canções do novo álbum de Affonsinho: ‘Certeza?’

O músico mineiro Affonsinho vai lançar seu novo álbum, “Certeza?”, nos dias 3, 4 e 5 de agosto, no Palácio das Artes. Até agora, se não me engano, ele já pingou cinco canções desse novo CD, uma delas com videoclipe.

É a minha favorita, pela letra e pela música, e a que dá nome do álbum. Para abrir o post:

Minha segunda favorita é “O meu pai tava triste”, que ele compôs para minha sobrinha querida, a Laurinha, de 9 anos (!). Ele explica: Continuar lendo