Aviso aos blueseiros: vem aí um festival grátis de blues na cidade!

Jimmy Burns em foto de divulgação

Como fiz nos últimos anos, divulgo aqui no blog um evento que é muito legal para quem curte jazz e blues: o Festival BB Seguros de Blues e Jazz. Ele está em sua quinta edição, sempre de graça, sempre na Praça JK, e neste ano será no próximo domingo, 9 de junho, das 11h às 19h.

Anote as atrações:

  • 11h – Décadas Brass Band
  • 11h30 – Un Autre Chat – Gypsy Jazz
  • 13h – O blues de Jimi Hendrix
  • 14h – André Christovam
  • 15h15 – Hamilton de Holanda Quarteto
  • 16h30 – Sérgio Dias convida Luiz Carlini
  • 17h45 – Jimmy Burns

Para quem tem crianças: oficina de desenho, malabares, escultura de balão, pintura facial e muitas brincadeiras!

Nos veremos lá 😉 [Mais informações AQUI ou AQUI.]

Para quem não é de Beagá: o mesmo festival também acontecerá em Curitiba (15 de junho), São Paulo (27 de julho), Brasília (3 de agosto), Porto Alegre (10 de agosto), Goiânia (14 de setembro) e Recife (19 de outubro). Fiquem de olho! 😉

Leia também:

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

Anúncios

Anote na agenda: 1º Garage Rock Festival de BH!

Só telão mesmo pra nos salvar. E o binóculo emprestado. Show dos Stones, na praia de Copacabana, Rio, fevereiro de 2006. (Grátis!)

Começa agora no dia 1º de junho e vai até o fim do mês a primeira edição do BH Stone, festival de rock de garagem de Beagá, a “cidade do rock”. Serão 54 bandas se apresentando em todas as regiões da capital, sempre aos finais de semana.

Um detalhe importante: os ingressos são gratuitos! O festival tem apoio da lei municipal de incentivo à cultura. Mas a entrada é limitada, então os ingressos precisam ser retirados com antecedência pelo site do Sympla. Para entrar nos locais do evento, também é preciso doar 1 kg de alimento não perecível.

Esta é a programação por regional:

AQUI, a lista de bandas que vão participar, em sua maioria, em início de carreira, bandas, literalmente, de garagem. Algumas autorais, outras cover de clássicos do rock’n’roll.

Aí mais detalhado, com endereços e horários:

 

Enfim, fica a dica. Imperdível para os roqueiros de Beagá!

Leia também:

  1. Manual de como se comportar num show de rock
  2. 18 músicas de Paul para você ensinar o quanto antes aos seus filhos
  3. História do rock em 100 riffs
  4. A história do rock em 8 minutos
  5. Heróis do rock que morreram aos 27 anos
  6. O primeiro festival da Galeria do Rock
  7. Vídeos do festival
  8. Festival de gaita no Sesc Pompeia, com vídeo
  9. As meninas que trouxeram Paul a BH
  10. Paul tocando blues
  11. As barbearias de blues
  12. Desenhos musicais de Robert Crumb
  13. Três mineiros no Playing for Change, com Keith Richards
  14. Clipe original de Like a Rolling Stone

 

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

Os melhores shows da minha vida: para rememorar e rejuvenescer

No último domingo, fui com meu marido e meu pimpolho ver um show que, teoricamente, era voltado para as crianças, mas que, na prática, era um showzaço com repertório que foi de Paul McCartney a Raimundos, de Titãs a Genival Lacerda. Estou falando do “Música de Brinquedo 2”, da lavra do Pato Fu, com direito a bonecos do Giramundo. Compramos ingressos promocionais do Sesc, num teatro absolutamente lotado (mesmo com divulgação quase nula do evento) e ainda descobrimos que o DVD estava sendo gravado naquele show.

O Luiz já tinha visto Pepeu Gomes na Praça JK e já tinha ido ao Street Blues Festival na Praça da Liberdade, por exemplo. Mas este foi o primeiro show com ingresso pago ao qual levamos ele. Pode-se dizer que foi um dia histórico!

Isso me fez lembrar de tantos outros shows aos quais já fui na vida, e em como é bom ir a shows, de todos os gêneros, e sentir aquela adrenalina boa de entoar canções junto a milhares de pessoas, ou ver seus heróis da guitarra destruindo num palco a poucos metros de você. Torço para ter a oportunidade de ainda levar o Luiz a muitos outros shows, inclusive quando ele já for adulto e eu já estiver velhinha, sem pique de ficar de pé, dançando, durante todo o tempo 😉

Desandei a relembrar os shows da minha vida e resolvi listá-los todos neste post, para deixar um registro deles. Aí vão, em ordem cronológica, desde a foto mais antiga que consegui recuperar, de 2003. Clique sobre qualquer uma para ver todas em tamanho real, com as legendas:

 

Posso ter me esquecido de alguns, mas aí estão os principais: Paul McCartney (três vezes), Eric Clapton, Rolling Stones, Deep Purple (duas vezes), B.B. King, Queen, Buddy Guy, Creedence, Jethro Tull, Mud Morganfield, John Mayall, Focus, Herbie Hancock, Milteau, Sonny Rollins, Maceo Parker, Madeleine Peyroux, Novos Baianos (duas vezes), Mutantes (três vezes), Paralamas do Sucesso, Titãs, Rita Lee, Jorge BenJor, Caetano Veloso, Marisa Monte, Paulinho da Viola (duas vezes), Luiz Melodia, dentre outros.

Vou atualizar este post à medida que for a novos shows. Que venham muitos!

Leia também:

  1. Manual de como se comportar num show de rock
  2. 18 músicas de Paul para você ensinar o quanto antes aos seus filhos
  3. História do rock em 100 riffs
  4. A história do rock em 8 minutos
  5. Heróis do rock que morreram aos 27 anos
  6. O primeiro festival da Galeria do Rock
  7. Vídeos do festival
  8. Festival de gaita no Sesc Pompeia, com vídeo
  9. As meninas que trouxeram Paul a BH
  10. Paul tocando blues
  11. As barbearias de blues
  12. Desenhos musicais de Robert Crumb
  13. Três mineiros no Playing for Change, com Keith Richards
  14. Clipe original de Like a Rolling Stone

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

As 3 melhores marchinhas do Carnaval de BH em 2019

Hoje é a finalíssima do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas e, desde o início da semana, já é possível escutar as 15 marchinhas selecionadas. Basta clicar AQUI 😉

[Correção em 23.2.2019: Ontem foi apenas a seletiva, com escolha das 10 marchinhas finalistas, e não a final, como escrevi no parágrafo anterior. A finalíssima, com decisão da grande vencedora, vai ser no dia 28 de fevereiro, no Baile de Marchinhas Mestre Jonas, no Mercado Distrital do Cruzeiro, a partir das 20h. Saiba mais e confira os prêmios no regulamento do concurso.]

Pra falar a verdade, neste ano não achei que nenhuma se destacou, como em anos anteriores, de pérolas como “Baile do Pó Royal” e “Cidadão de Bem”. O pessoal estava menos inspirado. Senti muita falta de marchinhas criticando a Vale e a tragédia em Brumadinho/Mariana e em todas as outras cidades mineradoras que já estão começando a gerar centenas de desabrigados. E não se pode dizer que foi por falta de tempo: as inscrições iam até 12 de fevereiro, muito depois do dia do rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em 25 de janeiro. A única marchinha que faz alguma referência ao episódio mais triste de 2019 foi a “Vale pra mim”, mas num tom que achei extremamente inadequado.

Dito isso, selecionei minhas três marchinhas favoritas e, coincidência ou não, todas elas zoam deste presidente ridículo que puseram no poder. Afinal, tem hora que temos que rir para não chorar (mesmo quando o cara destrói o direito dos mais pobres de se aposentarem algum dia, dentre outros absurdos – em menos de dois meses de governo).

Divirta-se:

Vou torcer para que uma delas leve o prêmio principal da noite, o Oscar das marchinhas politizadas de Beagá! Saberemos na madrugada de amanhã 😉

Máscaras que estão sendo vendidas na rua 25 de Março, em São Paulo. Foto: Renato S. Cerqueira / Futura Press

 

Agora, que tal relembrar as vencedoras dos últimos anos? Cada uma foi melhor que a outra!


 

Leia também:

 

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog

#Playlist: 10 canções para Belo Horizonte

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Hoje é aniversário da minha cidade do coração, Beagá, Belo Horizonte, Belô.

Por isso, fiz uma playlist especial, com canções que remetem a BH, muitas delas de artistas locais, como Affonsinho, Skank e Graveola.

Bom proveito!

Leia também:

Ouça também:

***

Quer assinar o blog para recebê-lo por email a cada novo post? É gratuito! CLIQUE AQUI e veja como é simples!

faceblogttblog