Ir para conteúdo

Mais de 20 coisas legais para fazer com os filhos em casa na quarentena

Bagunça
Foto: Rick Mason/ Unsplash

Todos nós estamos com as crianças em casa, sem aulas, como medida preventiva para conter a pandemia do coronavírus. As aulas em Minas Gerais vêm sendo gradativamente suspensas desde o início da semana passada. Na escola do Luiz, as aulas pararam na quinta passada, mas ele já estava em casa desde a véspera.

É ilusão pensar que as crianças estão completamente blindadas das notícias catastróficas que estamos lendo e vendo todos os dias. Elas percebem que há algo errado e também ficam ansiosas, angustiadas, tensas, até paranoicas. Cabe a nós, seus pais, dosar a informação que chega aos pequenos, para que eles também aprendam a se proteger mas não fiquem muito assustados. Vale ler AQUI algumas dicas de uma psicóloga a respeito.

Além disso, é preciso entretê-los. Afinal, não queremos que nossas crianças fiquem o dia inteiro diante de uma TV ou de um celular, não é mesmo? O dia subitamente ficou mais longo e mais entendiante, porque elas não vão à escola nem às aulinhas que muitas vezes fazem no contraturno. E os pais, em muito casos, também estão enfurnados em casa, sem trabalho.

Para ajudar neste malabarismo de entreter, ensinar e acalmar nossos pequenos, listei neste post algumas ideias legais que podem ser feitas neste período de quarentena. Minhas ideias se baseiam na minha experiência com uma criança de 4 anos, mas algumas delas podem servir também para crianças menores ou um pouco maiores.

Fiquem à vontade para sugerir também nos comentários: as melhores sugestões que chegarem serão acrescentadas à lista 😉

Confiram:

#1 Fazer brinquedos de papelão junto com os filhos. Não é todo mundo que tem esse talento, mas meu marido inventou de fazer máscaras com o Luiz e elas fizeram o maior sucesso! O pai recorta o papelão com estilete e faz um desenho com lápis, e o filhote pinta tudo sozinho com tinta guache. Eles já fizeram sete máscaras em três dias (enquanto escrevo este post): de personagens do desenho A Guarda do Leão, o favorito do Luiz, do Flash e um de um vilão cheio de dentes afiados que o próprio Luiz inventou. Além de a própria feitura das máscaras ser uma diversão danada, que toma muito tempo e explora a criatividade, depois que elas ficam secas e prontas, é possível fazer teatrinhos e brincar de aventuras!

Máscaras do Rafiki e do Kion (Guarda do Leão) e muitas outras.

#2 Usar fantasias. As crianças geralmente têm fantasias em casa (fora estas máscaras incríveis que podem ser feitas com papelão!), mas geralmente só usam no Carnaval. Alguns pais também têm lá seus adereços, que só saem do armário durante a folia. Que tal colocarem algumas fantasias malucas ou usarem a imaginação juntos para montar fantasias diferentes? Colocar capas de super-heróis e irem salvar o mundo dos vilões que invadiram a sala ou das baratas gigantes que entraram pela janela do quarto?

Luiz de Homem-Aranha

#3 Dançar. Fantasiados ou não, coloquem músicas alegres e divertidas no som, pelo menos uma vez ao dia, e dancem juntos, pais e filhos! Inventem coreografias doidinhas que vão render boas risadas, cantem bem alto, mesclem músicas infantis com outras que divertem todas as idades. Toquem instrumentos juntos, se tiverem em casa. Tamborzinho, pianinho, xilofones.

#4 Fazer circuito com os móveis da casa. As crianças estão com energia de sobra? Outra forma de gastar esse pique é fazendo ginástica. Você pode fazer junto com os filhos ou inventar circuitos, usando os móveis da casa, para que eles percorram. Vale a pena também cronometrar, porque a brincadeira pode ser eles tentarem bater os próprios recordes. Exemplo de circuito: passe por cima das cadeiras da sala, por baixo da mesa, atrás do sofá, pule sobre as almofadas no chão, vá se arrastando pelo corredor, dê uma volta ao redor da cama etc. Pode colocar uma bola no meio do circuito também. Com linha de saída e linha de chegada.

#5 Arrumar a casa. Outra coisa que gasta uma energia danada e ainda é bem importante em tempos de coronavírus é arrumar a casa e fazer faxina junto com os pequenos. Eles geralmente são super solícitos e adoram ajudar. Coloque o filho para lavar vasilha em cima da cadeira, ao seu lado. Você lava os vidros e panelas e eles, os plásticos. Arrumem as camas juntos. Guardem os brinquedos espalhados. Coloquem enfeites pela casa afora.

#6 Cozinhar. Criança também ama cozinhar. Façam bolos, biscoitos, brigadeiro, gelatina, sucos, vitaminas. Existem várias receitas facinhas, em que as crianças são ótimas ajudantes, como algumas que estão aqui no blog. O Luiz sempre me ajuda a fazer panquecas e alfajor aberto, por exemplo.

#7 Fazer uma hortinha juntos. Mesmo no apartamento é possível montar pequenas hortas dentro dos vasos, colocando as plantinhas em locais onde bate sol. Se esta quarentena durar muitos meses, como já previu o governo federal, vai ser emocionante começar uma hortinha do zero junto com o seu filho e verem ela ir desabrochando e crescendo aos poucos. Plantem salsinha, cebolinha, tomatinho, hortelã, várias coisas. Ainda será uma oportunidade de, daqui a algum tempo, seu filho começar a experimentar coisas verdes. AQUI, 10 dicas para ter uma hortinha em casa ou no apê. Também vale plantar flores, é claro.

Salsinha, alho poró (recém-podado) e manjericão basílico
Um móbile criado pelo Luiz na porta do quarto dele.

#8 Fazer cartões e enfeites. O Luiz ama fazer arte. A gente até colocou ele numa aulinha de arte, uma vez por semana. Com a quarentena, essa aulinha foi suspensa, assim como a escola regular. Ele inventa móbiles, faz desenhos, prega adesivos. Faça enfeites junto com seu filho e coloque pela casa afora. Podem ser sobre Páscoa, por exemplo. Ou, mais adiante, sobre festa junina. Também vale fazer cartões coloridos com mensagens positivas para todos da família. Se não tiver se encontrando com os tios e avós, por causa do isolamento, basta fazer uma foto do cartão e enviar pelo WhatsApp ou e-mail.

#9 Fazer ligações em vídeo para os amigos e parentes. Por falar em família, nestes tempos de quarentena, é muito importante dar um jeito de manter contato com todos, mesmo sem poder encontrá-los pessoalmente. Vale a pena fazer ligações em vídeo (via WhatsApp ou Messenger, por exemplo) para todos os avós e tios, para conversar um pouco todos os dias e para que seus filhos mantenham contato com os priminhos, vejam do que estão brincando, se inspirem e se apoiem.

#10 Brincar de massinha. Dá para usar a imaginação e fazerem coisas incríveis com potes coloridos de massinhas. AQUI, veja mais de 40 figuras de massinha para você fazer com seu filho, como comidas e carrinhos.

#11 Brincar de escolinha. Seu filho vai morrer de saudades da escola. E é importante manter aceso nele, durante a quarentena, este interesse pelo aprendizado em sala de aula. Brincar de escolinha pode ser uma maneira muito boa de conseguir isso. Vocês podem fazer atividades relacionadas ao que ele vinha aprendendo na escola, e é uma ótima oportunidade de você pedir para ele contar experiências que viveu com a professora. Praticar as letrinhas, noções de matemática, tirar dúvidas sobre o corpo humano etc.

#12 Ler juntos. Já falei aqui no blog o tanto que eu acho importante incentivarmos a leitura desde cedo. Por isso, o Luiz tem uma verdadeira bibliotequinha na cômoda dele, com vários livros que fui garimpando nas livrarias. Assim como a leitura é mais do que incentivada para os adultos que estiverem em quarentena, que tal tirar uma horinha do dia para ler junto com os pequenos? Pode ser a “hora da leitura”! Se sua criança já souber ler, vocês se sentam juntos, cada um com seu livro na mão. Se for pequetita, você pede para ela escolher alguns livros e conta as histórias. AQUI, os 20 melhores livros para crianças de 4 a 6 anos.

#13 Brincar de construção. Esta é uma das brincadeiras favoritas do Luiz. Ele tem aqueles toquinhos de madeira que fazem sucesso há várias décadas, e a gente gosta de construir castelos com ele e depois derrubar, usando um carrinho. Mas, se seu filho não tiver esses toquinhos em casa, vocês podem usar a imaginação para brincar de construtores com caixas, latas e potes!

Prédio de toquinhos que construí junto com o Luiz em 30/7/2019
Primeira página do livro que fizemos sobre o mar.

#14 Fazer um livro juntos. Eu já fiz dois livrinhos com o Luiz e a experiência é muito legal. Sentem-se juntos no computador e escolham um tema para o livro. Nosso primeiro livro se passou na floresta e, o segundo, no mar. É a criança que vai puxando o assunto, você só senta e escreve e estimula ela a pensar de forma encadeada. Vai se surpreender com o resultado. Depois de terminada a historinha, leiam juntos e escolham ilustrações na internet para colocar no meio do livrinho. Não se esqueçam de imprimir 😉

#15 Fazer um teatrinho. Aqui em casa a gente tem um teatrinho de fantoche, com cortininha, onde gostamos de criar histórias com os dedoches e fantoches do Luiz. Mas, se você não tiver isso na sua casa, não tem problema: podem ir para trás do sofá e colocar os fantoches em ação. Vale a pena filmar e rever o teatrinho todo do ponto de vista do espectador. É encantador!

#16 Fazer um cineminha. Feche as cortinas, deixe a casa toda escura, estoure umas pipocas e coloque um filminho no DVD ou na Netflix. Vale a pena também rever clássicos da Disney antigos, que nos encantaram quando éramos crianças. O Luiz adorou, por exemplo, Peter Pan, Pinóquio e Rei Leão. Ou filmes como “Menino Maluquinho” e “Mary Poppins”, que ele também ama e todos os adultos adoram. Sem falar nos filmaços da Pixar e Dreamworks, mais recentes, que maravilham todos nós. Toy Story, Pets, Como Treinar seu Dragão, Shrek, Viva! A vida é uma Festa, DivertidaMente, Up! Altas Aventuras, Frozen, Procurando Nemo, Os Incríveis etc.

#17 Montar quebra-cabeças bem grandes. É um ótimo jeito de entreter toda a família. Um dos favoritos do Luiz é este do corpo-humano, com mais de 200 peças:

Luiz e seu quebra-cabeça do corpo humano, que ele adora!

#18 Brincar de esconde-esconde. Esta dispensa muitas descrições, né? Tente encontrar esconderijos novos e criativos dentro de casa!

#19 Brincar de caça ao tesouro. Escolham uma coisa para ser o tesouro (pode ser um brinquedo qualquer ou um bombom, por exemplo) e um de vocês o esconde. O outro tem que procurar pela casa toda. O jeito mais divertido de brincar é espalhando pistas pela casa. Mas também dá para brincar com o “quente ou frio”, quando quem está procurando se aproxima do lugar do tesouro.

#20 Brincar de pirata. Esta é outra das brincadeiras favoritas do Luiz. A gente finge que a cama dele, ou o pufe, é um navio pirata. Colocamos comidinha de brinquedo por lá, os bichinhos de pelúcia, que são parte da tripulação, as espadas, a luneta (um rolo de papel-toalha) etc. E, claro, o mapa, que a gente fez há um tempo. Durante a viagem, enfrentamos perigos como bruxas voadoras, tubarões, tempestades e um furacão. Mas também comemos, lemos livros e dormimos. Por fim, chegamos à ilha, onde está o tesouro. Dê asas à imaginação!

#21 Jogos de tabuleiro, baralho, bingo. Estes são mais clássicos, mas não deixam de ser ótimos de brincar em família. Crianças na idade do Luiz já conseguem aprender um jogo de baralho mais fácil, como “rouba-monte”. Alguns jogos de tabuleiro também podem entreter, como o “cara a cara”. E bingo é diversão com a família toda.

A capa do álbum de fotografias de 2017 do Luiz.

#22 Ver álbuns de fotos. Isso é muito legal! Você pode mostrar o álbum com as fotos de quando ele era um bebezinho, de quando estava dentro da barriga. Ele vai ter mil perguntas sobre quem são as pessoas, onde é tal lugar etc. Ou fotos de quando você era o bebê, ou era criança, ou do seu casamento. É um momento nostálgico em família. Claro que vale ver as fotos no computador também.

#23 Brincar de mímica e adivinhação. Esta também é uma das brincadeiras favoritas do Luiz. Principalmente quando a mímica é de bichinhos. A adivinhação costuma ser de desenhos animados. A gente fala alguma dica sobre o desenho e o outro tem que tentar adivinhar qual é.

#24 Brincar com água. Nos dias de mais calor, como os clubes estão fechados, vale brincar com água no box do banheiro. Para não desperdiçar este bem tão precioso, pegue uma bacia bem grande e encha de água e deixe o pequeno se divertir lá dentro com alguns brinquedos de plástico e borracha. Pode ser um balde grande também. O Luiz já ficou mais de meia hora brincando assim na hora do banho, e é quando eu aproveito pra lavar as vasilhas ou resolver outra coisa. Se você tiver uma área aberta na sua casa ou apartamento, como um quintal, jardim ou área privativa, isso fica ainda mais divertido. Coloque balões d’água e veja como as crianças vão curtir!

#25 Brincar ao ar livre. A ideia é ficar dentro de casa, então esta só vale para quem tiver uma área aberta em casa. Mas outros podem pensar em usar um pouco a garagem do prédio, por exemplo, se estiver ficando vazia. A sugestão é tentar ficar um pouco ao ar livre, ainda mantendo o isolamento. Brincar de bolhas de sabão, de andar de velotrol, de observar os insetos no jardim etc. Quem não tiver nem garagem pode tentar explorar a área de serviço do apartamento para poder pelo menos soltar bolhas de sabão e fazer mais brincadeiras que gerem alguma baguncinha extra, como areia ou tinta.

#26 Brincar com os brinquedos. Toda criança tem alguns brinquedos, e uns sempre ficam mais guardados por mais tempo que os outros. Que tal brincar com aqueles que estavam sumidos há um tempão? Ou que tal fazer um circuito de brinquedos? Basta separar uns seis, de estilos diferentes, colocá-los num círculo, e pegar um contador de minutos. A ideia é brincar apenas dez minutos com cada um. Acabou o tempo, tem que ir pro próximo. Assim, em uma hora, dá para brincar com vários brinquedos diferentes e o tempo passa voando! E tem também a possibilidade de criar o próprio brinquedo, como este dado que eu fiz com o Luiz há alguns meses:

 

Programação do dia

Uma sugestão extra é vocês fazerem uma programação do dia logo que acordarem. Anotem num quadro ou papel e tentem cumprir cada coisa. Assim, o dia vai passando de forma mais leve e proveitosa (ver ao lado).

O importante é que esse período da quarentena não seja traumático para a criança. Se ela puder passar mais tempo juntinho com os pais, e brincando bastante, é possível até mesmo que este período fique guardado na memória de todos e, para os pequenos, se torne ainda mais especial.

 


Leia também:

faceblogttblog

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

2 comentários em “Mais de 20 coisas legais para fazer com os filhos em casa na quarentena Deixe um comentário

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: