Ir para conteúdo

Salvem as abelhas!

texto de José de Souza Castro:

Uma boa notícia para os que se preocupam com o extermínio das abelhas polinizadoras, um fenômeno que vem sendo observado nos últimos anos em todo o mundo e que ameaça a produção de frutas e outros alimentos: a Bayer CropScience anunciou hoje, no site da gigante alemã da indústria química o fechamento de fábricas de pesticidas nos Estados Unidos.

Nos últimos três anos, a Bayer vem enfrentando a pressão de criadores de abelhas e de ecologistas em geral. Alguns de seus pesticidas já foram proibidos na Alemanha e em outros países, como França e Itália, como suspeitos de provocar a desorientação das abelhas que, depois de polinizar as plantas poluídas com inseticidas produzidas pela Bayer, não conseguem retornar à colméia e morrem aos milhões, mundo afora.

O problema se tornou tão sério que foi criada na Alemanha a ONG Coalizão contra os Perigos da Bayer que, em agosto de 2008, denunciou ao Ministério Público de Freiburg, por causa da mortandade das abelhas, o presidente do Conselho de Administração da empresa, Werner Wenning, que se aposentou em setembro passado depois de trabalhar na Bayer por 45 anos.

Antes de sair, Wenning tentou melhorar a imagem da empresa. Os leitores brasileiros de revistas semanais puderam ler recentemente várias páginas de anúncios da Bayer e suas ações relacionadas com a responsabilidade social. Antes, lançou um relatório de 110 páginas, em inglês, com o mesmo objetivo. Quem fatura mais de 30 bilhões de euros por ano pode tudo, até vender uma boa imagem…

Em agosto de 2010, a empresa foi obrigada, no entanto, a firmar um acordo com a EPA (U.S. Environmental Protection Agency) para suspender a produção de Temik®, Methomyl e Carbofuran, o que levou agora a anunciar o fechamento de fábricas de pesticidas em território americano. O governo alemão já havia proibido a fabricação em seu território de oito produtos Bayer.

No Brasil, a empresa continua livre de qualquer ameaça por parte do governo.

Até quando, não se sabe. Uma ONG internacional, a Avaaz, está recolhendo assinaturas em uma petição para salvar as abelhas, a ser dirigida a governos de países onde os produtos suspeitos de matá-las são produzidos ou vendidos. No fim de semana, logo após o lançamento na Internet, foram obtidas mais de 500 mil adesões. Mais informações AQUI.

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

4 comentários em “Salvem as abelhas! Deixe um comentário

  1. Além da petição, penso em adotar algumas colméias na minha casa mesmo, multiplicar as abelhas nas cidades – aqui no Barsil temos as abelhas sem ferrão que podem conviver nos centros urbanos sem problemas. Adotem um colméia vc também!

    Curtir

Deixe uma resposta para Alina ProchmannCancelar Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: