#PérolasDoLuiz – O presente perfeito

Estamos no carro a caminho do shopping. Pergunto:

— Luiz, qual presente a gente deve comprar pra vovó de Dia das Mães? Tem que ser uma coisa que ela vai adorar!

Ele pensa por meia fração de segundo, o rostinho de ilumina, e grita com convicção:

— MASSINHA!

 

***

Que todos tenhamos muitos presentes genuinamente divertidos para oferecer àqueles que amamos.

faceblogttblog

Anúncios

Músicas para Luiz, meu bebê de 3 meses

CD

Luiz completa hoje 3 meses de idade.

Nesse período, enquanto eu descobria como ser a melhor mãe possível para ele, e passava por algumas dificuldades esperadas, eu também tentei me divertir ao máximo — e, de quebra, alegrar também o dia do meu bebê.

Um dos nossos passatempos favoritos era inventar musiquinhas para todas as horas: do choro, do sono, da mamada, do banho, da dor, do soluço, do cocô, do arroto, e assim por diante. Quando a inspiração batia, eu ligava o gravador do celular e começava a cantarolar, enquanto o Luiz acompanhava tudo com atenção.

As musiquinhas são paródias de canções dos Beatles, do Chico Buarque, Vinícius de Moraes, Jorge Ben Jor, de canções infantis tradicionais, de uma marchinha de Carnaval e até de um pagode clássico. Todas elas inventadas na hora, com rimas improvisadas, tentando alegrar o Luiz.

Decidi gravá-las para serem uma pequena lembrança dessa fase do meu bebê e também para divertirem outras mães e pais que estão passando por esta mesma época maravilhosa da vida! 🙂

Luiz, meu amor, este é seu presente de mesversário que mamãe te dá, em 17 faixas 😀

As faixas são as seguintes:

  1. Pra que chorar (versão da música do Vinícius de Moraes e Baden Powell, para a hora do choro do bebê)
  2. Hora da Fome (versão do Pintinho Amarelinho para a hora da mamada)
  3. Mistério do Choro ( versão de Escravos de Jó para a hora da dúvida dos pais quando o bebê não para de chorar)
  4. Solução pro soluço (versão de In My Life, dos Beatles)
  5. A Dor da Vacina (versão de Vai Passar, do Chico)
  6. Boa Noite, Luiz (uma canção de ninar)
  7. Canção de ninar baixinha (pra quando o bebê já está quaaaase dormindo)
  8. Banho de Sol (versão de Here Comes the Sun, dos Beatles)
  9. Andar para arrotar (uma canção de ninar para a andadinha depois da mamada)
  10. Lá vem o arrotão (versão do pagode Lá vem o negão, em processo de criação)
  11. Luiz elétrico (música que inventei, a única que não é paródia de nenhum outro ritmo, para quando o bebê está agitadão — o que pode acontecer por mil motivos)
  12. Dor de Barriga (versão da marchinha Alalaô para a hora do cocô)
  13. Balança as Perninhas (versão de Balança Pema, do Jorge Ben, para várias situações)
  14. Delícia de Banhozinho (versão de Teresinha, que conheço na voz de Maria Bethânia)
  15. Música pra aprender o nome (versão de Hey Jude, dos Beatles)
  16. Hora da Fotografia (versão de Quem Tem Medo do Lobo Mau pra distrair o Luiz enquanto envio as fotos para o pai, via WhatsApp)
  17. Pra que chorar (outra versão da primeira faixa, inclusive com letra um pouco diferente, em ritmo mais lento, pra quando o bebê está chorando de sono).

Ah, e vale registrar aqui como é impressionante o tanto que os bebês desenvolvem em tão pouco tempo! Todo dia acontece alguma coisa pela primeira vez, e eu anoto as novidades a toda hora, tentando registrar cada nova habilidade adquirida pelo meu filho. Ele já sorri faz tempo, mas recentemente também gargalhou fazendo barulhinho, já tem um leque de barulhinhos legais que usa para se comunicar, já aprendeu a virar e até rolou uma vez, já brinca com os móbiles, já segura objetos com firmeza, já sabe tirar o bico da boca (mas ainda não consegue colocar de volta), já mama com mais rapidez, já dormiu algumas noites inteiras sem acordar (embora ainda não seja o padrão), já interage com muito mais frequência, já tem toda uma personalidade. Isso sem falar nas dobrinhas das pernas e braços, nos bochechões, na fofura generalizada ❤ Já que o tempo passa tão depressa, vamos tentando guardar cada pedacinho da memória de todas as formas possíveis, não é mesmo? 😉

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

tarja_licenca

O futuro não existe

O amigo Jorge Soufen, além de excelente jornalista (ele é editor-assistente no jornal “Agora São Paulo”, do Grupo Folha), é um ótimo escritor. Espirituoso, sério, irônico, crítico, analítico, hilário — um pouco de tudo. Ele não tem blog (deveria!), mas de vez em quando deixa um textinho público em sua página de Faceboook. Ontem, dia em que todos compartilharam imagens sobre o filme “De Volta Para o Futuro”, ele também escreveu a respeito. Com sua autorização, compartilho aqui no blog:

devoltaparaofuturo

“Hoje, às 16h29, é o momento exato em que o personagem Marty McFly chega ao futuro no segundo filme da trilogia “De Volta para o Futuro”, de Steven Spielberg, direção de Robert Zemeckis.

Com raras exceções, filmes ou qualquer outra ficção que abordam o futuro fazem previsões desastrosas. Um skate voador. Uma roupa que seca sozinha. Um tênis que fecha sozinho. Casas protegidas pela impressão digital. Um micro-ondas que aumenta os alimentos… E para mim, o mais absurdo: previsão do tempo com margem de erro de segundos…

Os exemplos são inúmeros. Todas previsões fracassadas. E assim segue em filmes também clássicos como “Star Trek”, “O Vingador do Futuro”, “Blade Runner” e até “Minority Report”, no qual autores reuniram estudos científicos reais sobre como será o futuro.

Fica claro que é inerente ao ser humano tentar prever como será sua vida. Daqui a minutos (Terei tempo para almoçar hoje? Vou conseguir ver um filme com minha mulher? Será que meu pai vai me ligar?) ou daqui a anos (Viverei mais tempo? Serei mais feliz? Terei mais conforto? O mundo será melhor? Serei rico?).

Isso é bom? Acredito que sim. Biologicamente, é algo que só nós, humanos, temos: olhar para frente, planejar, se preparar para o que vem lá na frente.

Mas… Por que essa ânsia de saber o que está por vir, se nem conseguimos administrar o que ocorre agora, neste momento? É inacreditável o quanto perdemos tempo AGORA lamentando o ANTES e esperando o DEPOIS.

É inacreditável o quanto sofremos tentando imaginar todas as possibilidades sobre o que vai acontecer e, quando o momento chega, tudo é diferente. E, mesmo sabendo disso, o quanto repetimos e repetimos esse processo mental, sem parar, por toda a vida.

Faça o que tem que fazer JÁ. Beije seu filho. Fale que ama quem merece. Resolva o que é importante, apenas. Reserve tempo para o que é realmente necessário. Foda-se que tudo isso é clichê. Faça.

Porque nem eu, nem você, nem ninguém, neste universo, terá a chance, como McFly teve, de viajar para o passado ou para o futuro para corrigir seus erros.”

Aproveito para indicar outros três textos recentes que ele escreveu em sua página no Facebook e deixou em modo público: “O Caso do Bar dos Escritores“, “Desafio para o Dia do Poeta” e “Corrigir é um ato de amor“.

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Minha coleção completa de ímãs de geladeira

Já contei aqui sobre minha paixão pelos ímãs de geladeira, né? Começaram como uma coleção despretensiosa, mas que foi crescendo, crescendo, e hoje passa de 200 pequenos quadrinhos (fora os que, infelizmente, se quebraram ao longos dos anos).

A grande maioria foi presente de amigos e colegas que, viajando por algum lugar muito legal ao redor do planeta, se lembraram de mim em algum momento e trouxeram o presente. Para mim, ganhar um ímã é um presentão! E com a vantagem-bônus de não ser muito caro nem muito pesado, para não atrapalhar a vida dos amigos viajantes.

Com essa mãozinha, já acumulei ímãs de três continentes (nada da África e Oceania, infelizmente) e 23 países, além de 12 Estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Detalhe: tirando os Estados Unidos, não conheço nenhum desses outros países que inundam minha geladeira. Mas sinto como se viajasse por eles a cada vez que vejo imagens deslumbrantes como estas:

IMG_4772

Lindo ímã do Equador! Foto: CMC, em 27/3/2015

Lindo ímã do Equador! Foto: CMC, em 27/3/2015

Não é uma maravilha? É quase como se meus amigos tivessem me levado na bagagem 🙂

Apesar de eu também ter ímãs mais variados, meus favoritos são os que mostram alguma cidade ou país, com imagens, bandeiras e, de preferência, com o nome do lugar (pena que alguns colocam o nome a canetinha, e logo desaparece…).

Pensando em preservar a coleção, inclusive depois que mais ímãs forem se quebrando (snif), resolvi criar uma galeria fixa no blog, que ficará ali na coluna da esquerda. Cada novo ímã que eu ganhar, vou acrescentando à galeria, com informações sobre quem me presenteou e o lugar retratado.

Para todos aqueles que adoram um ímã de geladeira — ou que adoram viajar: bom proveito! 😀

Clique sobre qualquer foto para ver todas em tamanho real:

Leia também:

faceblogttblog

Que tal conversar com seu ‘eu’ do futuro?

message

Já falei desse site aqui no blog, mas faço questão de repetir.

Na última sexta-feira, dia do meu aniversário de 30 anos, fui surpreendida por um email mágico, direto do passado, escrito e enviado pela Cris de uma década atrás. Foi emocionante ler as palavras da Cristina de 20 aninhos, ver como minha vida era absolutamente diferente então, o tanto que eu mudei, até no jeito de me comunicar. Aproveitei a deixa para escrever um email bem longo, bem detalhado, para a Cris do futuro, que, se estiver viva, vai recebê-lo em seu aniversário de 40 anos.

Recomendo a todos esta experiência mágica! O site que proporciona isso é o Future Me e você também pode enviar mensagens para outras pessoas receberem em 1, 5, 10, 20 anos… Quem sabe até se surpreendam ao receber palavras incríveis escritas por uma pessoa depois que ela já morreu. Imaginem como deve ser de arrepiar!

Que tal aproveitar este domingão e tirar umas horinhas para lançar várias dessas garrafas de mensagens ao mar da internet? CLIQUE AQUI e faça sua cartinha para o futuro, para você, para seu marido/mulher, para seus pais, seus irmãos, seus filhos… 😉

Leia também:

faceblogttblog