Carta ao meu filho Luiz, 5 anos

Pronto, filho, você agora fez a mão cheia. Ninguém imaginava que seria no meio de uma pandemia. Que seu aniversário teria só os vovós e a tia , sem nenhum outro amiguinho – e, mesmo assim, com tão pouca gente, teria que ser adiado por causa de uma gripe que te pegou na véspera, com… Continuar lendo Carta ao meu filho Luiz, 5 anos

Avalie isto:

Carta ao meu filho Luiz, 4 anos

Luiz catando conchinhas. Foto: CMC

Quatro anos. Por mais que já tenham se passado 1.460 dias de convívio DIÁRIO, às vezes ainda tenho a impressão de que não caiu minha ficha que sou sua mãe, meu querido Luiz. Às vezes me sinto tão despreparada para esta missão tão colossal de cuidar de você, de te educar, de te ajudar a… Continuar lendo Carta ao meu filho Luiz, 4 anos

Avalie isto:

Um contraponto sobre o filme ‘Mãe!’

No post de ontem, escrevi como achei o filme “Mãe!” sofrível, apesar de ter seus méritos. Recebi um e-mail do leitor Angelo Novaes, poeta e filósofo que já escreveu várias vezes aqui no blog, trazendo um contraponto interessante. Por isso, com a devida autorização dele, decidi reproduzir aqui no blog, ainda mais levando em conta… Continuar lendo Um contraponto sobre o filme ‘Mãe!’

Avalie isto:

‘Mãe!’, um filme para nos fazer sofrer

Em cartaz nos cinemas: MÃE! (Mother!) Nota 5 Assisti ao filme “Mãe!” há umas duas semanas e, até hoje, ainda estava acabando de digerir e pensar sobre ele. Na sessão de cinema, que muitas pessoas abandonaram ao longo dos 121 minutos de filme, persisti bravamente até o final, mesmo me sentindo totalmente perturbada em vários… Continuar lendo ‘Mãe!’, um filme para nos fazer sofrer

Avalie isto: