Que aumente a intolerância contra os intolerantes

Grande Laerte!

Há seis anos atrás, em junho de 2005, escrevi no meu primeiro blog sobre os grupos de pessoas que, amparados em ideologias nazistas, fascistas, integralistas e afins, cospem fogo contra negros, judeus, gays e outros grupos étnicos ou minoritários.

Na época, eu achava preocupante que usassem comunidades do Orkut (que ainda estava engatinhando) para discutir suas teses sobre as maravilhas de ser branco, sobre as diferenças entre os judeus e as tortas, sobre a afronta que é ser homossexual, sobre imigrantes indesejados etc.

Hoje resolvi dar outra passeada pelas comunidades do Orkut, para ver como está a situação. Tive que procurar com mais afinco (até porque a Justiça está de olho no Google), mas ainda assim encontrei comunidades defendendo o estupro coletivo de lésbicas, um sujeito dizendo que Nova Orleans (aquela terra linda do jazz e do blues dos pântanos!) tem mais casos de crimes do que o Japão por ter mais negros e outras coisas do gênero.

Mas o que preocupa mais, hoje em dia, não é a palhaçada de anônimos covardes dizendo asneiras em comunidades para pré-adolescentes. Mas saber que alguns deles se reúnem, têm bandeiras, leis, códigos, usam coturnos com bico de ferro, canivetes e outras armas e as usam para efetivamente desferir golpes contra pessoas que estão obviamente sozinhas, em menor número, desprotegidas. E que costumam apanhar e até morrer pelo simples fato de serem negras, gays, nordestinas ou judias.

Em São Paulo, já foram identificados 200 marginais, de 25 gangues, conforme a excelente matéria da Laura Capriglione, publicada hoje. E o pior é que acham o máximo ser presos, emolduram o B.O. por agressão na parede do quarto, qual troféu, talvez por saberem que seu crime não irá muito além do registro de um boletim de ocorrência, apesar de ser o chamado “crime de ódio”, gravíssimo.

E os que nem foram identificados?, cabe perguntar.

Também me pergunto, sempre, o que leva um grupo de jovens de 16 a 28 anos a cultuar esse tipo de coisa (que, como defendi em outro post, não é aceita por nossa Constituição democrática, justamente por ferir direitos humanos universais básicos). Problemas na educação? Problemas familiares? Problemas psicológicos? Psiquiátricos? Alguma razão, séria, deve haver. E essa razão deveria ser apurada e trabalhada pelo poder público e pela sociedade.

Anúncios

4 comentários sobre “Que aumente a intolerância contra os intolerantes

  1. O que leva um pessoa a agredir e até matar outra pessoa por sua origem, etnia ou orientação sexual? Todos esses problemas que você citou somados à certeza da impunidade. Acho que a Justiça no Brasil é muito lenta e amena contra esse tipo odioso de crime.

    Curtir

    • Sim, a impunidade é pretexto para vários tipos de crime, desde os de ódio até a corrupção em larga escala, que também é odiosa.
      Ainda bem que apareceu por aqui: já escrevi e amanhã entrará no blog o post sobre “Os Meninos da Rua Paulo”, que acabei de ler na semana passada, no meu niver 😀

      Curtir

  2. No orkut teve um desses tontos que tentou divulgar uma comunidade de ódio em uma comunidade que modero. Tentavam disfarçar com linguagem empolada, mas era só prestar atenção no nome “anti anti-racismo”…

    Denunciei na hora. E um tempo depois o Google/orkut havia deletado.

    A internet é uma maravilha tecnológica da comunicação. Infelizmente tem esse lado de facilitar e dar visibilidade a essa gente.

    []s,

    Roberto Takata

    Curtir

    • Pois é. O lado bom é que ficou mais fácil de denunciar de 2005 pra cá. E o orkut não está dando trégua a esse pessoal, porque a Justiça está na cola e não é interessante para ninguém dar espaço a esse povo. Também tive que dar mais voltas para encontrar o pessoal do ódio desta vez. Até nas comunidades de punks e skinheads atuais o discurso é antipreconceito, felizmente. Mas há comunidades com nomes mais light, como “contra o politicamente correto”, que abarcam muito racista.

      Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s