Pra inglês ver

Só se fala disso.

É a capa das revistas semanais, é a home de todos os sites, inclusive os de emails, é grade de todos os canais de tevê, da Rede TV! ao National Geographic (sério, tá lá passando agora).

O casamento real, a plebéia que conquistou seu príncipe, o conto de fadas, “o sonho de toda garota”.

Será que só eu não sonho com uma insanidade dessas? Ficar exposta pro resto da vida para todos aqueles tablóides britânicos irritantes? Ter que obedecer a mil regras inúteis e conviver com aquela excentricidade que é uma família real de enfeite, um luxo caro que os britânicos têm que sustentar a troco de absolutamente NADA? Sobrará espaço para o amor, em meio a todo esse espalhafato? (Aliás, existe amor, anyway? Eis um negócio do qual ando duvidando.)

É tudo, como se diz, pra inglês ver.

E minha reação a toda essa cobertura nauseante é uma só: e o kiko?

Pra não acharem que estou mal-humorada (não estou ;)), um tiquim de comédia:

Tirei DAQUI.

Anúncios