Praga

(Foto: CMC)

A flor

que plantei

na janela

cresceu

e cresceu

e cresceu.

Desceu

pela parede

escorreu pelo chão

se esparramou,

abafou toda a casa

subiu pelos móveis

invadiu a cama

criou espinhos

salpicou folhagens

expandiu raízes

atraiu insetos

polinizou outras janelas

Cresceu

e cresceu

e cresceu.

 

A florzinha,

bonitinha,

pequeninha

da janela

(que reguei)

virou, então,

a praga do mundo.

(28/02/2010)

Anúncios