15 de março: eu não vou

11046958_10202397561100236_7637983983354472515_n

Vi o banner acima ontem, pela primeira vez, no Facebook. Não sei quem o criou. Eu gostei, compartilhei pelo Twitter, e, duas horas depois, mais de 150 pessoas tinham compartilhado meu compartilhamento. (E assim continuou nas horas seguintes, mas parei de contar.)

Então, fiquei com a impressão de que nem todo mundo bateu panela e gritou “Fora Dilma” na janela de casa no último domingo

Escrevi o seguinte, antes de compartilhar: “Democracia é aceitar o que uma maioria quis e trabalhar/cobrar para que dê certo para todos. Quatro anos depois, escolher livremente o candidato favorito, mais uma vez. E assim por diante ;)”

Claro que, dentro do “cobrar”, do parágrafo acima, cabe também protestar. É legítimo protestar. É legítimo fazer buzinaço, panelaço, vaiar e xingar (embora, que pena, muitos tenham optado por xingar baixarias contra a presidente da República, em pleno Dia Internacional da Mulher). Tudo isso, felizmente, é permitido e só pode acontecer porque ainda vivemos numa democracia.

Quando há reclamação e crítica, o governante da vez se preocupa e busca uma reação para agradar àquela parcela, para a qual ele também governa, e que está demonstrando insatisfação.

O que me preocupa é quando tentam fortalecer o discurso do impeachment, sem nenhum respaldo para isso. É tentar mudar um resultado por meio do tapetão, ou seja, sem respeitar as regras vigentes e, neste caso, sem respeitar a maioria.

Dilma saindo, por um impeachment nonsense, quem assumiria em seu lugar? Segundo a Constituição (art. 79), seria Michel Temer, o vice-presidente, que é do PMDB (entenda mais AQUI ou AQUI). Mesmo partido de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, que dispensam apresentações.

O pior é que não é nem isso que quer um grupelho que estava quieto há 30 anos e, com esta gritaria, voltou a ressurgir das trevas. Esse grupo, que já tem milhares de seguidores só em uma comunidade do Facebook, defende nada mais nada menos que a intervenção militar. [Não vou colocar o link para a comunidade, por motivos óbvios]. E aí, bye-bye panelaço, buzinaço e o escambau. Que seria do futuro? Imprevisível. E não algo que possa ser planejado ou reformulado num novo pleito, em quatro anos, como acontece hoje. O horizonte passa a ser obscuro quando deixamos de viver numa democracia. Assim como essa instabilidade do período pré-tapetão também dificulta qualquer possibilidade de tomar rumos que melhorem o Brasil. Vira só uma grande histeria, cada dia mais radical e intolerante, e menos aberta a divergências.

É isso que você quer? Eu não. Por isso, me abstenho de participar dessa marcha do dia 15. Não pela marcha em si: é muito válido criticar a presidente, que está deixando muita gente insatisfeita, inclusive vários que são até filiados ao seu partido, o PT. Mas pelos que estão se aproveitando da marcha para gerar histeria e, com a histeria, criar o ambiente certo para um golpe, como aconteceu há 50 anos no Brasil (e, também daquela vez, começou com “marchas”). Sou otimista demais pra embarcar nesta canoa furada 😀

Para fechar, recomendo a leitura da coluna de Murilo Rocha, publicada no jornal “O Tempo” na semana passada.

Leia também:

faceblogttblog

Anúncios

107 comentários sobre “15 de março: eu não vou

  1. “Dilma saindo, por um impeachment nonsense, quem assumiria em seu lugar? Michel Temer, o vice-presidente, que é do PMDB. Mesmo partido de Renan Calheiros e Eduardo Cunha, que dispensam apresentações.”

    É isso, Cris, que eu venho questionando com o pessoal que apoia o impeachment da Dilma. Olha que perspectiva “animadora”, o PMDB assumindo ( de fato) o poder no país com essa galera citada.

    Eu tenho milhares de restrições ao PT, ao governo da presidenta Dilma (você lembra de toda a minha indecisão quanto ao segundo turno) e mesmo aqui na Bahia com os governos dos petistas Jaques Wagner ( 8 anos desastrosos sobretudo para a Educação) e do seu afilhado político Rui Costa, que começou muito mal; sou a favor de protestos, manifestações, críticas… é uma democracia; no entanto eu tenho a mesma percepção do que você: existe um ódio cego, uma histeria tão grande e tenho medo desse espírito de manada que vai se tornando crescente.

    Dia 15 eu vou é namorar e passear, isso sim. 😀

    Curtir

    • Faz muito bem, Groo! Dia 15 vou ficar quietinha em casa, vendo algum filme bão 🙂
      Meu medo maior é desse ódio cego que vc citou bem. Já tem gente se atacando nas ruas por pensar diferente. Virou discussão de futebol, sabe? Fanatismo puro. E isso não é saudável pra democracia do Brasil.
      bjos

      Curtir

    • Respeito, porém não entendo e nunca entenderei como as mesmas pessoas que votaram na Dilma e em sua aliança com o PMDB, agora reclamam do Michel Temer, Renan Calheiros e Eduardo Cunha. Afinal, elegeram esta coalização para o Brasil e aprovaram nas urnas, todos sabiam quem era o vice, e, portanto, me parece muito estranho passarem a acusá-lo de não ser apto ao cargo no executivo e o depreciarem, enfim, muita irresponsabilidade votarem em uma coalização a qual nunca acreditaram. Isto demonstra o quanto veem a democracia de uma maneira torta. Eu nunca acreditei na Dillma e nesta aliança, obviamente oportunista. Devido a isso, vou nos protestos do dia 15, democracia não é feita só a base de voto, seria muito fácil para os politicos se continuassemos agindo de forma tão passiva. É simples, não quero impeachement, muito menos interversão militar (absurdo!), porém honestidade e responsabilidade. Não deturpem a nossa isatisfação.

      Curtir

      • Muito bem! Vc percebeu que o vice dela não vale nada! Mas peraí! ? É o vice dela! Teoricamente era pra ser um cara que represente-a nas ausências dela! Ou seja, Michel Temer é uma pessoa que ela confia!
        Se você põe em dúvida o vice dela (que ela escolheu para apoia-la e que você pelo jeito votou pra representar-te), não seria por em dúvida ela mesma? “Diga-me com quem andas que te direi quem você é. ”
        Além disso o PMDB faz parte da base aliada do PT desde 2003. Se você considera que o Eduardo Cunha e o Renan Calheiros dispensam apresentações, como julgar como coerente uma pessoa que escolheu-os e usa-os como aliados?
        O PMDB percebeu que o barco do PT está furado e afundando, e como eles sempre apoiam quem vai ganhar viraram as costas pro PT…
        E sobre a intervenção militar, primeiro acho que é uma pessoa muito desinformada ou manipula a informação pra gerar medo. Segundo sou contra a intervenção militar, e sou contra o atual governo de corrupção! Esse pensamento existe, e posso te dizer que é maioria. As forças armadas são para proteger o povo brasileiro de absurdos como golpes (como os da Venezuela) e também do Foro de São Paulo.
        Por tudo isso exercerei o meu direito de dizer “Fora Dilma”! Sem medo de golpe militar, sem medo do PMDB! Se o Michel Temer assumir, ainda melhor que a marionete incompetente do Lula.
        Lembram do Itamar? Ele não era o melhor de todos, mas mesmo sendo um vice aliado de um corrupto nos conduziu até as eleições e ajudou a chegarmos até onde chegamos.

        Curtir

    • Então a gente não dever tirar a Dilma porque, supostamente, seu vice é ainda pior?
      Então, vou fazer o seguinte, vou me candidatar a presidente, com o Fernandinho Beira Mar como meu vice.
      Vou fazer o diabo… quando alguém pensar em me tirar, vou argumentar: “pense bem, meu vice é muito pior…”
      Isso é lá argumento??? Peloamordedeus….

      Curtir

  2. discordo.
    “histeria”? ahn? democracia mudou de nome.
    democracia é esperar 4 anos pra votar novamente? wtf novamente.
    democracia é feita todo dia, toda hora. democracia é feita pelo povo, quando esse quer.
    a maioria elegeu? ok mas isso não desmerece o fato que precisamente quase a metade descordou. e os arrependidos não contam? não podem mudar de lado 4 meses depois? pensei que isso era democracia.
    quando os caras pintadas foram às ruas, quando os petistas pediam o impeachment do Collor era democracia, agora é chamado de golpismo.
    ps: não sou direita nem esquerda, sou o que me convêm em cada época, e sinceramente esse governo só me f*** mais a cada dia. votei no fhc, no lula e cada coisa a seu momento.
    ps2: se histeria é quando mexem no meu bolso e me transformam em burro de carga, sou histérico então.

    Curtir

      • complementando minha linha de raciocínio quanto à mudança de opinião:

        Itaboraí (RJ) deu 73% de votos para Dilma no 2º turno; Ipojuca (PE), 84%.
        Agora, com a paralisação de obras da Petrobras, a economia de ambas as cidades está destruída e milhares de trabalhadores estão sem emprego.

        li sobre alagoas ter votado em massa na dilma e agora tem o mais alto índice de fome no país, não consegui o link de onde li, faz umas semanas…
        quantos não votaram por pressão dizendo que um novo governo iria cortar as bolsas assistencialistas? quantos da CEF não votaram por boato de privatização e de fato agora vão abrir o capital?
        quantos no norte e nordeste votaram com a barriga? quantos agora estão sem benefício do minha casa melhor – sendo esses quem não tem nada e foi beneficiado com bolsa família. ora, mesma coisa que tentaram me fazer me dando financiamento de veículo a perder de vista, isenção de ipi mas gasolina cara. isenção de ipi pra eletros da linha branca e aumento da conta de energia.

        é, acho que desde a eleição pra cá muitos mudaram de lado pelo que tenho lido por aí.
        eu já mudei de lado, e te afirmo: esquerdismo tem cura! diga não a um governo bolivariano, vejamos o que tem acontecido na venezuela. pra quem diz que isso é especulação direitista, o foro de são paulo não me deixa mentir…

        abraços!
        ps: adorei seu blog, mesmo tendo opiniões diferentes em muita coisa, isso é democracia, e gosto de debates saudáveis expondo cada lado 🙂

        Curtir

      • Obrigada, Eduardo, tb gosto 🙂 Principalmente quando as pessoas discordam com educação e argumentos (porque, infelizmente, tem gente que apela pra agressão só por ter visões diferentes…). Um abraço e volte sempre!

        Curtir

  3. Particularmente gosto das coisas fora da ordem, acho que situações caóticas precedem novas e boas situações. Caso não goste, não apoie e ou não esteja satisfeito a rua é seu lugar, bata panela, grite, etc..Como você bem disse isso é do jogo democrático e que bom que um dia lutaram para que isso possa estar acontecendo hoje. Mas também não irei, não porque apoio ou me sinta satisfeito com o atual governo. Ainda tenho dúvidas e quero entender melhor de onde vem e quem está puxando esse grito. Milton Santos (Geógrafo) disse uma vez que não temos cidadãos no Brasil, cidadão é quem tem direitos e deveres aqui temos uma classe que não tem direitos (apenas deveres) e outra que não precisa de direito (apesar de quer todos para si). Nesse contexto quem é que está reclamando? Porque está reclamando? O que pretende com isso?Como pretende mudar? Está tudo muito confuso, muita neblina para pouco sol. A questão do ódio pura e simplesmente já foi bem exemplificada.Abraço

    Curtir

    • Pois é, Gustavo. Assim como nos protestos de 2013, que terminaram de forma bem nebulosa, com um clima muito pesado de ódio, estes de agora tb me parecem pouco espontâneos. E quem está por trás deles? Não sei, mas tenho uma pulga atrás da orelha. Enfim, nada contra quem vai, é só uma reserva minha mesmo. abração

      Curtir

      • só terminou de forma nebulosa, porque as pessoas têm que voltar a trabalhar, sobreviver e ficar enfrentando a polícia é pra bandidos!

        Curtir

      • E porque o clima de ódio pesou :/ Também aconteceram mais atos de vandalismo e uso de tática black bloc. Ao mesmo tempo, as reivindicações foram se perdendo, ninguém protestava mais pelos mesmos motivos. Assim, muita gente que tinha participado dos protestos no início não quis continuar fazendo parte daquela barafunda.

        Curtir

  4. Creio que o dia 15 servirá para mostrarmos que não somos e não viraremos uma venezuela da vida… Que este negócio de Maduro, João Pedro Stédile, Luiz Inácio Lula da Silva e a nossa despreparada presidenta não continuem tentando fazer de nosso País mais uma falída Cuba de Castro, mais uma Argentina quebrada de Cristina Kischner… Sou BRASILEIRO e não desisto nunca… Por estes motivos que pra você podem parecer toscos, é que no dia 15 estarei de verde e amarelo protestando sim pelos meus e pelos teus direitos, sim pelos teus direitos também, por um país melhor, pelo orgulho de bater no peito e dizer sou BRASILEIRO… Agora somente explicando, em caso de impeachment legal haverá outra eleição e não como está escrito em seu blog que assumiria o vice, este assumiria somente com uma renúncia da atual presidenta, e se isso ocorrer, mais una vez veremos e nos certificaremos o quão despreparados estão, o quão desonestos são…

    Curtir

      • Para o vice presidente assumir o cargo é necessário que a presidente Dilma tenha cumprido dois anos do seu mandato, isso é o correto Cristina. Você divia rever melhor seus conceitos, quem elegeu Dilma foi o NE, o bolsa família, o Vale gás, e as urnas propícias a fraudes, que infelizmente é a maioria da população. Leia o livro o Príncipe de Macchiavel e tire suas conclusões. Por fim, respeito sua opinião, e também não irei, e acho que deveria julgar menos os outros e fazer sua parte para mudar essa sociedade corrupita que é o Brasil.

        Curtir

    • Concordo com tudo até o “Agora somente explicando…”. Vou as ruas pelos menos motivos, não pelo impeachment, mas ficar em casa não vai ajudar em nada. Precisamos sim pressionar o Governo. Precisamos fazer nosso papel, principalmente quem votou na Dilma, pois vcs confiaram nela.
      Sobre o que diz a constituição, quem assume é o vice, independente do tempo.. pode ser com um dia. Há uma confusão pois caso o vice também sofra processo de impedimento (impeachment), o presidente da câmara assume e deve convocar outra eleição. Basta lembrar que Collor deixou o Governo com menos de 2 anos e quem assumiu foi Imatar (seu vice).
      E só mais uma coisa: discordo de várias coisas do texto, mas curti o blog. Parabens.

      Curtir

  5. Já tive que sair de perto da minha família no domingo em outubro para votar.
    Não abro mão do momento mais importante da semana. (família)
    Tô contigo e não abro!!!

    Curtir

  6. Pensar? No Fluminense? 😳
    Primeiro vc devia realmente pensar, usar o cérebro sabe? Aliás, vc tem?
    O que o ânus tem a ver com as calças? A propósito esse seu discurso… Beleza ficar em casa, direito seus. Eu tb não vou protestar portar não votei na anta, portanto não tenho culpa, agora sua fala em relação ao Fluminense demonstra um total desconhecimento em relação ao que fala. O Fluminense não infringiu nenhuma regra, só fez valê-la. Estude um pouco.

    Curtir

  7. Não sei nem por onde começar. Fica realmente difícil quando a autora escreve tantas asneiras em tão poucas palavras. Não gosto de ofender as pessoas, mas recomendo que se quer mesmo ser jornalista que se atenha ao que conhece. Futebol, política, direito e legislação não são sua praia. Dá para perceber logo de cara.

    Vou tentar ser bem breve.

    “Escrevi o seguinte, antes de compartilhar: “Democracia é aceitar o que uma maioria quis e trabalhar/cobrar para que dê certo para todos. Quatro anos depois, escolher livremente o candidato favorito, mais uma vez. E assim por diante ;)””

    Não, desculpa, mas não mesmo. Democracia não é igual a ditadura provisória da maioria. Nem precisa consultar um manual de ciência política para saber disso. Basta um minidicionário mesmo.

    “O que me preocupa é quando tentam fortalecer o discurso do impeachment, sem nenhum respaldo para isso.”

    Nenhum respaldo? Nenhum? Sério? Não vou fazer todo seu trabalho, mas lhe dou uma dica: vá na lei do impeachment e dê uma lida rápida. É bem claro o texto. Se não der para entender, sugiro que digite no google as palavras ives, gandra, martins e parecer. Deixo-lhe uma pergunta ansiosa para saber sua resposta: havia respaldo no caso de Collor?

    “Não consigo deixar de pensar no Fluminense: é tentar mudar um resultado por meio do tapetão, ou seja, sem respeitar as regras vigentes e, neste caso, sem respeitar a maioria.”

    Agora vamos ao exemplo futebolístico. Que ridículo. Seja profissional. Que demonstração categórica de desconhecimento do que escreve. Aconteceu justamente o contrário do que você falou. O Fluminense não caiu em 2013 porque uma regra foi aplicada à risca. Não houve pleito algum por parte da agremiação por mudança ou não aplicação de regras. Não vou entrar em detalhes, nem vale a pena.

    Cansei. Só para terminar. Teve impeachment na década de 1990. Lembra-se? Pois é. O país não acabou. Até melhorou depois. Não é o fim do mundo, viu? Pode ficar tranquila que depois daquele não teve ditadura e nem terá depois do próximo, que, parece, não tardará.

    Agora lhe direi o que penso eu. Para mim não faz diferença se houver o impeachment, mas de uma coisa tenho certeza: pior não fica.

    Curtir

  8. ” E, principalmente, em caso de impeachment, quem assume a Presidência? O impeachment gera a vacância do cargo de Presidente. Nesse caso, então, o Vice-Presidente sucederá o Presidente, completando o que falta do mandato, até o fim (CF, art. 79, caput). Não há que se falar, portanto, em novas eleições. Foi o que aconteceu, inclusive, com Itamar Franco em relação a Fernando Collor. Dando nomes: em caso de impedimento de Dilma Roussef, Michel Temer assumirá o mandato até o final (podendo, inclusive, ser candidato à reeleição). Para haver nova eleição, só se houvesse a dupla vacância (vacância de Presidente E Vice), em caso, por exemplo, de impeachment de ambos. Teria que ser provado, porém, um ato ilícito dos dois, o que é mais raro ainda. Em caso de dupla vacância, aí sim teríamos novas eleições para Presidente E Vice: se a dupla vacância ocorrer nos dois primeiros anos do mandato, novas eleições diretas; se nos dois últimos anos do mandato, eleição indireta pelo Congresso Nacional (CF, art. 81).”

    Curtir

  9. Pena que ainda tem gente que pensa dessa forma, quer dizer então que eu tenho que ficar calado enquanto sou roubado e se o Temer roubar eu tenho que me falar porque já protestei contra a Dilma se o Cunha Roubar eu me calo por que já tirei a Dilma, pelo amor de Deus pare de desinformar as pessoas não é contra Dilma nem por conta de eleição que por um acaso foi muito mal explicada é a favor do meu país que está sendo roubado sem o mínimo pudor e quanto a esses grupinhos, nenhum me representa e creio que não representa a maioria da população o que nós queremos não é intervenção militar e sim a diminuição da roubalheira e de financiamentos de obras em países comunistas, ou você acha que Cuba vive numa democracia?

    Curtir

  10. Basta saber se a maioria que votou nela ainda está satisfeito com a presidência!! Continuem pagando os aumentos e o prejuízo de uma governanta que é corrupta, vamos pagar escolas particulares e plano de saúde caros, pq fazer estádios é mais importante que escolas e hospitais!!! Vamos continuar a encher o bolso do PT!!!!!!

    Curtir

  11. Quanto a democracia você acha que se constrói democracia apoiando Cuba e baseada em regime de Fidel, que democracia em! Procure ler mais, procure ler sobre o foro de São Paulo, se informe mais antes de tentar mutilar o povo mentalmente.

    Curtir

  12. kika, jornalismo é muito sério para ser retratado como um post de idéias marxistas.você falou do governo que assumiu em 64, como se tivesse sido uma revolução, o que na verdade não ocorreu…foi o povo na rua que pediu.Não se esqueça, que o verdadeiro chefe do País é o povo Brasileiro, representado por um signatário, eleito, que se não for digno do cargo, poderá ser deposto a qualquer momento, em virtude de sua conduta pública e de seu caráter.E isso hoje é o que a representante do povo esnoba em seu trabalho.É isso mesmo, trabalho.Não tem conduta pública;não tem caráter;não tem passado (guerrilheira e assaltante de banco agora virou coração valente) e muito menos conhecimento gerencial (petrobras).Então, antes de se divertir em seu blog, com alusões pseudodemocráticas, veja bem, nesse País, se usa a palavra democracia palar justificar atos de vandalismo, invasões e manutenção de um governo corrupto, a eleição é apenas um direito do cidadão(presidiário não conta, muito menos quem tem ficha policial positiva) de ESCOLHER um representante.Sair para protestar contra essa escolha, é um ato digno e também um direito de RENUNCIAR a escolha feita.Quer defender o atual regime ditatorial???Então você não deve pertencer ao universo pagador de impostos.Uma dica: permaneça em casa e se possivel longe da opinião geral deste Brasil.Você não nos representa como trabalhador.

    Curtir

  13. O texto acima eh muito bem elaborado, o que me faz imaginar ter saido de uma mente intelectualmente muito bem formada e experiente. Dah gosto acompanhar cada palavra, cada frase, cada paragrafo. E eh convincente, diga-se de passagem! Interessante que a decisao pelo “EU NAO VOU!” eh a mesma que eu tomaria se morasse onde pretendem fazer a manifestaçao anti-Dilma. Mas seria por um motivo exatamente oposto ao da autora deste comentario. Eu nao iria porque penso como um bom numero de brasileiros que perderam totalmente a confiança em nossas instituiçoes publicas. A ultima mais ou menos confiavel que nos restava era o STF. Virou um “saco de gatos” depois que a atual Ditadura Civil implantada pelo PT, graças ao anafalbetismo politico da maioria da populaçao, nomeou todos os ministros daquela “Colenda Corte”. Estah confirmado que atualmente neste pais existe apenas um unico Poder Central, bem aos moldes do que eh preconizado pelos regimes totalitarios de Direita ou de Esquerda. No nosso caso, nem tendencia existe, porque naum existe ideologia politica no Brasil. Aqui os partidos politicos servem apenas de trampolim para a conquista do cargo eletivo pretendido. Nao iria mesmo arriscar a minha integridade fisica numa manifestaçao desta sabendo que os lacaios dessa Ditadura estarao presentes para impedir qualquer voz contraria aos seus malevolos interesses dizendo palavras de ordem como: IMPEACHMENT SOH DEPOIS DE PISAREM SOBRE MINHA CARCAÇA! Quer dizer: de taum histericos, estaum dispostos a entregar a propria vida pra defender o Regime. As cabeças pensantes desse grupo comunista que ganhou de graça o Poder com a eleiçao do populista operario em 2002, conseguiu ao longo desses mais de 12 anos destruir os valores democraticos corrompendo a classe politica, manipulando a massa pobre e miseravel com migalhas (pao e circo) e se valendo de prerrogativas constitucionais para lotar o Judiciario com seus antigos servicais. Dias Toffoli acaba de assumir o Processo Petrolao. Tudo que o isento Juiz Moro fez agora vai por agua abaixo, eh uma questaum de tempo. Vejam a cara de deboche do Genuino apos o seu livramento total do crime que cometeu. E assim serah ateh quando Deus quiser, porque se depender desses Vermelhos, como os proprios vaidosamente estaum se chamando, jamais vaum largar esse osso!!! Eh muita grana facil de ser roubada. Sem gastar bala!!!!

    Curtir

    • Não acho nem o juiz Moro isento nem o ministro Toffoli. Mas acredito que a Lava Jato está tendo resultados mto importantes pro Brasil (tirando esse ódio cego que gerou em muita gente, que acho que burrifica), ao trazer à luz tanto corruptos como poderosos corruptores. Embora especialmente concentrados em um partido velho conhecido de todos, o PP do Maluf (que apoia tanto o PT quanto o PSDB, dependendo do Estado). E acho que o julgamento no STF tende a ser muito rígido, se lembrarmos como foi o mensalão. Sugiro que revisite as decisões de Toffoli naquele processo, acho que vão te surpreender. Não é a toa que muito petista está inconformado com a ida dele para a turma julgadora da Lava Jato. Abs

      Curtir

  14. Infelizmente, impeachment não vai resolver tudo. Precisa ainda alguém provar que ela cometeu crime de improbidade… no final do ano havia uma chance quando as contas públicas não batiam, mas ai veio a mudança da Lei Orçamentária, aprovada com apio do Renan Calheiros no Senado para evitar a caracterização de descumprimento da Lei. É um jogo de favores para compensar os erros de cada lado, às custas do sacrificio do povo. Pedir impeachment é demonstrar a insatisfação. Se for de grande alcance, podem apostar… vai aparecer uma prova que incrimine sim a corja toda… os politicos tem medo de vaias e reações populares negativas. Porque não se corta o orçamento do Congresso em vez de cortar beneficios de trabalhadores? Porque não reduzir salários lá em vez de ser no povo primeiro? Por isso devemos sim ir às ruas domingo. É mais uma mensagem nacional de insatisfação, que discutir a chance legal do impeachment.

    Curtir

  15. Tava gostando do seu texto, mas a comparação com o Fluminense foi frustrante. Primeiro, que este time não burlou regra alguma. Segundo, que as regras que acabaram por beneficia-lo foram acordadas por todos os times antes de acontecer qualquer disputa esportiva. Terceiro, que o que aconteceu, em termos de punição, foi justamente a aplicação das regras vigentes. A desinformação que a comparação transmite não é compatível com o nivel do resto do post. Lamento muito isso.

    Curtir

  16. Atenção: Crie o seu Blog e não opine. !!!
    Cada comentário execrável que eu leio aqui.
    Os comentários publicados refletem a imparcialidade da jornalista.
    eleitores que perderam a eleição e não aceitam a derrota.
    (a bola é minha se eu não jogar ninguém mais joga)

    Curtir

  17. Nossa, estou espantada com a agressividade dos comentários.
    Discordar ok, mas agredir não!
    Tem que ter coragem para sustentar suas idéias na internet, viu.
    Só espero que você continue firme e forte no blog!

    Curtir

    • Continuarei, claro! 🙂 Felizmente a maioria dos leitores que sempre comentam no blog (como você, né Elisa? :)) são muito educados, mesmo quando têm opinião divergente. Esses agressivos são minoria: passam aqui, deixam um cadinho de ódio, e vão embora para não voltarem mais 😉 abração!

      Curtir

  18. Gostei muito do seu texto e concordo com grande parte dele, mas quanto ao Fluminense você cometeu um erro e contradisse tudo o que tinha exposto ate então.
    O Fluminense não desrespeitou REGRA nenhuma. Muito pelo contrário. Está na série A justamente porque a REGRA foi respeitada. A portuguesa escalou um jogador irregular, houve um julgamento e ela foi punida de acordo com as REGRAS previamente estabelecidas.
    É como na eleição, a regra diz que a maioria elege o Presidente.

    Curtir

  19. Na verdade eu acho que teríamos que olhar o todo e não aos detalhes. É evidente que todos querem mudança e que estão com receio do país do jeito que está. Talvez exista, sim, uma confusão em como pedir a mudança, mas vamos parar de tentar justificar que este protesto é ruim. Não é. Ainda que haja esta confusão de “como” exigir, o que todos querem, ao final das contas, é um país melhor para todos. O que vai valer neste protesto, é isto. Só isto. Não acredito que alguém queira a ditadura de volta. Que alguém queira o Temer ou o Renan na presidência do país. Que alguém torça para que as crianças não tenham educação ou os idosos sem saúde! O que estão exigindo, em diferentes formas, é a mesma coisa. Vamos parar de picuinhas e se unir? Que tal? A exemplo da França que se uniu no “Je suis Charlie”, que não significa que goste ou apoie as charges, mas sim, que não aceitam o terrorismo. Se ficar se prendendo a detalhes insignificantes a coisa não rola! E é isto que o governo quer, desvirtuar e enfraquecer a manifestação. A única coisa que não pode é o vandalismo. De resto, acho que já passou da hora de pensar individualmente e partir para o coletivo (coisa que falta muito neste país com tantas opiniões exclusivistas) e exigir, todos juntos, que já basta de canalhice. Todos juntos. Sem esta coisa sem propósito de guerra de classes, de partidos, de tipificação de como deve ser a mudança. A mudança exigida é, em resumo, desenhando e soletrando: Próspero! Saudável! Desenvolvido! Forte! Quem não quer isto??
    Ficar em casa é ser conivente com esta miséria e desmando em que vivemos. Se é este o seu motivo. Qualquer outro como preguiça, sem opinião, a favor do governo, satisfeito, vá lá. Mas para dividir e enfraquecer um protesto legítimo, porque tem meia dúzia que se empolga além do limite, desculpe, é mesquinho demais! Somos todos brasileiros. Merecemos coisa melhor.

    Curtir

  20. É o texto que mais se aproxima do que penso. Quanto aos “reaças” pedindo a volta dos militares…bem, deveriam os “democratas” refletirem o porquê desses desejos. Algo do tipo: “o que fizemos e estamos fazendo de errado a ponto de ter gente querendo a volta dos milico”?

    Curtir

  21. O povo sabia há muito tempo das falcatruas desse governo. Acompanhou in loco os trabalhos do Joaquim Barbosa e de seus colegas no julgamento do mensalão. O que o povo fez? Deveria saber que a economia já dava sinais perigosos. Mas prefere cair na modinha de reclamar da Globo ao invés de acompanhar as notícias do JN, que nem é um telejornal completo assim. Deu voto de confiança a estes mesmos condenados, jogando o trabalho do Barbosão no lixo. Então…que o povo aguente e aprenda a votar!

    Curtir

  22. Vivemos numa democracia? Onde você vive, certamente não é o Brasil. Ah já sei , com essas idéias marxistas provavelmente deve ser em Cuba, onde ninguém pode sair às ruas, nem no dia 15 nem em dia nenhum.

    Curtir

    • Eu vivo. Posso escrever livremente contra qualquer governo ou partido, sem ser perseguida por isso. Posso protestar nas ruas, como já protestei várias vezes. Posso votar em quem eu quiser, vestindo a roupa que eu quiser no dia da eleição. Poderia me filiar a partidos, se eu quisesse. Posso acompanhar votações nas casas legislativas. Posso recorrer de decisões judiciais. Posso protestar contra os deputados, na porta da ALMG, se tiver vontade. Ou contra a presidente, na porta do Palácio do Planalto. Posso manter este blog há quatro anos. Posso entrar com processos judiciais contra outras pessoas. E assim por diante. Você não?

      Curtir

  23. Cristina, desejo-lhe uma longa vida na democracia. Muitos pensam como você, felizmente. Um exemplo: http://www.hildegardangel.com.br/

    Primeiros parágrafos do artigo de Hildegard Angel:

    “Dó daqueles jovens, vaiando a presidenta Dilma, na abertura do Salão da Construção, em SP, desconhecendo que, graças a ela, justamente a ela, ostentavam aqueles crachás de trabalho na foto de primeira página do jornal, .

    Dilma foi a São Paulo, em hora ingrata, para anunciar o fantástico número de 2 milhões de imóveis já entregues do programa Minha Casa Minha Vida. Marca inédita, não no Brasil, mas no MUNDO!

    E o que dois milhões desses imóveis populares significam para o país? Significam investimentos de R$ 137 bilhões (até julho de 2014), gerando um milhão e 200 mil postos de trabalho, sobretudo absorvendo aquela mão de obra menos qualificada, dos menos favorecidos.

    Significam um extraordinário impulso ao comércio de materiais de construção, pois 70% do Minha Casa Minha Vida são realizados por pequenas e médias empreiteiras, que adquirem seu material de construção no comércio local.”

    E os dois últimos parágrafos são uma advertência para o governo (e para todos nós):

    “Se o Governo eleito pelo povo não ensaiar uma rápida reação contra esse bullying em rede nacional sobre as mentes brasileiras, teremos como consequência – talvez irreversível – uma população para sempre amargurada, psicologicamente sequelada, de cérebros encolhidos pelas doses massivas e diárias de “opinião única”, numa fórmula misturando ódio, ferocidade, desequilíbrio entre fatos reais e manipulação, além de alta concentração de má fé.

    Não posso pedir ao Senhor que os perdoe por não saberem o que fazem, pois esses homens maus – não só os da mídia, como os do establishment poderoso, que se movem nos bastidores desse cenário de horror hoje sendo desenhado – sabem muito bem o mal que estão nos fazendo sim!”

    Curtir

  24. Aposto que a ilustre blogueira não entende nada de futebol para citar o fluminense no seu péssimo texto!! Se o país se encontra na atual situação é por causa de pessoas como vc!! Respeite o centenário fluminense football club, introdutor do futebol no RJ e pioneiro dos grandes clubes brasileiros!!!

    Nunca tinha tido o desprazer de visitar o seu blog, só fazendo questão de deixar um comentário em razão da indignação da torcida tricolor com uma ofensa gratuita a instituição que tanto contribuiu e contribui para a formação cultural do povo brasileiro!! Espero que publique!!

    Curtir

    • Eu só acho que, por enquanto, não há motivo para impeachment. Não houve acusações diretas de nenhum crime contra a presidente. Como houve contra o Collor (que, diga-se de passagem foi depois inocentado pelo STF). Então acho que temos que evitar um processo traumático para o país se o único motivo para ele for insatisfação, em vez de uma razão jurídica/legal. Este é o momento de cobrarmos respostas do governo (com protestos, por que não? Só não acho que com impeachment) para que o país melhore e não para que haja ainda mais turbulências políticas e econômicas. Mas, enfim, Patrícia, esta é só minha opinião. Cada um age de acordo com a própria consciência. E as pessoas têm total direito de discordarem da minha visão (de preferência, com educação, né ;)) Um abraço

      Curtir

  25. Lei do impeachment Lei 1079/50 | Lei nº 1.079, de 10 de abril de 1950
    Art. 80. Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados ao exercício da Presidência o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal.

    Art. 81. Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga.

    § 1º – Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei.

    Curtir

    • Que confusão! A lei 1.079 pode ser lida neste link oficial: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l1079.htm. Veja o artigo 80 e me diga se é isso que você postou.
      Já a Constituição federal pode ser vista neste link, também oficial: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm
      Veja na Constituição os artigos 79 a 81:
      Art. 79. Substituirá o Presidente, no caso de impedimento, e suceder-lhe-á, no de vaga, o Vice-Presidente.

      Parágrafo único. O Vice-Presidente da República, além de outras atribuições que lhe forem conferidas por lei complementar, auxiliará o Presidente, sempre que por ele convocado para missões especiais.

      Art. 80. Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados ao exercício da Presidência o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal.

      Art. 81. Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República, far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga.

      § 1º – Ocorrendo a vacância nos últimos dois anos do período presidencial, a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga, pelo Congresso Nacional, na forma da lei.

      Ou seja, em caso de impeachment, o vice-presidente assume. Se o vice também sofrer impeachment, haverá eleições. Que, no caso dos dois últimos anos de mandato, serão indiretas e não diretas.

      O UOL fez um “perguntas e respostas” que deixa tudo bem claro, para quem não é muito fã de leis: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/03/11/conheca-mitos-e-verdades-sobre-o-impeachment-no-brasil.htm

      Um abraço

      Curtir

  26. VC NÃO VAI!?! DAS DUAS UMA… OU VC É UMA PETISTA FANÁTICA OU PRA VC NO BRASIL REALMENTE NÃO HÁ INFLAÇÃO, CORRUPÇÃO E UMA MÁQUINA PÚBLICA INCHADA!!! VC NÃO VAI PRA RUA PQ PRA VC O BRASIL É O PAÍS QUE A DONA DILMA PINTOU NAS ELEIÇÕES…
    EU VOU SIM PRA RUA MOSTRAR NÃO QUE QUEREMOS MAIS ESSES PILANTRAS NO PODER!!!

    Curtir

  27. Achei hoje um artigo interessante no site Outras Palavras [http://outraspalavras.net/brasil/quem-esta-por-tras-do-protesto-no-dia-15/], intitulado “Quem está por trás do protesto no dia 15”. Nenhuma surpresa, para quem conhece um pouco a história do Brasil. Trechos:

    “David Koch se divertia dizendo que fazia parte “da maior companhia da qual você nunca ouviu falar”. Um dos poderosos irmãos Koch, donos da segunda maior empresa privada dos Estados Unidos com um ingresso anual de 115 bilhões de dólares, eles só se tornaram conhecidos por suas maldosas operações no cenário político do país. Se esses poderosos personagens são desconhecidos nos Estados Unidos, o que se dirá no Brasil? No entanto eles estão diretamente envolvidos nas convocações para o protesto do dia 15 de março pela deposição da presidenta Dilma.”

    “As Koch Industries têm suas principais atividades ligadas à exploração de óleo e gás, oleodutos, refinação e produção de produtos químicos derivados e fertilizantes. Com esse leque de atividades não é difícil imaginar o seu interesse no Brasil — a Petrobras é claro. Seus apaniguados não escondem esse fato.”

    “A Oscip Estudantes pela Liberdade é a filial brasileira do Students for Liberty, uma organização financiada pelos irmãos Koch para convencer o mundo estudantil da justeza de suas gananciosas propostas. O presidente do Conselho Executivo é Rafael Rota Dal Molin, que além de ser da Universidade de Santa Maria, é oficial de material bélico (2º tenente QMB) na guarnição local. Outras das frentes dos irmãos Koch são a Atlas Economic Research Foundation, que patrocina a Leadership Academy, e o Institute for Humane Studies, às quais os integrantes do MBL estão ligados.”

    “Segundo a Folha de São Paulo o “Movimento Brasil Livre”, uma organização virtual, é o principal grupo convocador do protesto. A página do movimento dá os nomes de seus colunistas e coordenadores nos Estados. Segundo o The Economist, o grupo foi “fundado no último ano para promover as respostas do livre mercado para os problemas do país”’.

    “Entre os “colunistas” do MBL estão Luan Sperandio Teixeira, que é acadêmico do curso de Direito Universidade Federal do Espírito Santo e colaborador da rede Estudantes Pela Liberdade (EPL) do Espírito Santo; Fabio Ostermann, que é coordenador do mesmo movimento no Rio Grande do Sul, fiscal do Instituto de Estudos Empresariais (IEE) e diretor executivo do Instituto Ordem Livre, co-fundador da rede Estudantes Pela Liberdade (EPL), tendo sido o primeiro presidente de seu Conselho Consultivo, e atualmente, Diretor de Relações Institucionais do Instituto Liberal (IL). Outros participantes são Rafael Bolsoni do Partido Novo e do EPL; Juliano Torres que se define como empreendedor intelectual, do Partido Novo, do Partido Libertários, e do EPL. Segundo o perfil de Torres no Linkedin, sua formação acadêmica foi no Atlas Leadership Academy. Outro integrante com essa formação é Fábio Osterman, que participou também do Koch Summer Fellow no Institute for Humane Studies.”

    Como aprendi ao longo da vida, em se procurando, acha-se…

    Curtir

  28. E a Folha de S. Paulo voltou a citar hoje o MBL:

    “Em Belo Horizonte, o MBL (Movimento Brasil Livre) recebeu como doação anônima 25 mil panfletos que chamam para o ato. Segundo Elias Fernandes, 17, um dos coordenadores locais do grupo, o doador não quis se identificar “porque talvez ele concorde com a causa, mas não queira comprometer o seu negócio”.

    Outros financiadores da manifestação do dia 15, no texto completo: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/211536-grupos-recorrem-a-vaquinha-e-doacao-para-atos.shtml

    Curtir

  29. Sera que essa pessoa se informou melhor antes de escrever esse texto? Ninguém quer tira um governo do poder se ele for um bom governantes.

    Curtir

  30. Queria ver se nenhum desses que não vão , se tivesse desempregado , sem plano de saúde , com filhos em colégio público , com ente querido preso por não ter adv. Particular , sem segurança , andasse de ônibus correndo risco de ser roubado ou morto , em universidade particular sem Fies , e muito mais … etc ….. Não iria ??? E continuar essa corja de ladrões por mais 4 anos , aí dentro …

    Curtir

  31. Olá Cristina, pude ler alguns comentários e entre eles li que vc gosta de bons argumentos e discussões que agreguem conhecimento. Por isso escrevo. Em seu texto, citou que não há motivos para o impeachment, não se vc conhece o renomado jurista Ives Gandra, ele deu seu parecer jurídico a respeito do assunto! E PROVOU HAVER MOTIVOS BEM SÓLIDOS E LEGAIS PARA UM IMPEACHMENT!
    peço a gentileza que assistam esse vídeo. Para se informarem e não cometerem equívocos tão grande e PIOR, disceminar estas informações erradas!
    https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=ePB7J1pR7wQ

    Boa tarde a todos!

    Curtir

  32. Acho q a maioria não esta compreendendo.
    São duas coisas diferentes.
    Presidente definido por eleição Ok. Viva a democracia. Tem mais é q fazer valer a lei mesmo. Porém o que esta havendo e o descobrimento de imensas quantias de dinheiro (que é de todos nós brasileiros) desviados, descobrimento de envio de remessas a paraísos fiscais como o caso do HSBC na Suíça (estranho a Globo q é uma das maiores redes televisivas do mundo não noticiar isto), fraudes em licitações, roubo na Petrobrás, sem falar na incapacidade do governo controlar a economia nacional e as mentiras ditas aos brasileiros em rede nacional (só pra constar, não existe crise mundial, a crise é aqui, apesar da China ter diminuído seu ritmo, ela ainda sim terá crescimento este ano, os EUA estão crescendo e a Europa esta investindo em seus países).
    Logo vejo que, se nós não falarmos, irmos às ruas e cruzarmos os braços neste período de grande mentira dos que nos governam, visto todos esses problemas, ai então meu amigo…melhor a gente ficar pianinho, deixar que nos roubem e continuemos a ser escravos dos que nos governam.. Como sempre foi aki no Brasil. Não importa neste momento quem irá suceder, isso é algo pra depois… (Concordo que PSDB tbm é uma roubalheira só, basta ver o caso da Alstom em SP com o governo do Alckmin).. O importante é não aceitarmos que nos façam de trouxas…. Vamos sair da adolescencia Brasil!!!

    Curtir

  33. Sabemos quem será o vice. A questão é sacudir os alicerces desta máfia política e demonstrar que a população tem visão e não merece se OMITIR como alguns estão fazendo

    Curtir

  34. Cada um faz o que achar melhor, mais se ta bom p vc q é a favor da Dilma, pode comecar a ajudar porque tem muita gente ferrada, ou entao ficar com lingua dentro da boca é a opcao.

    Curtir

  35. MST e aliados vem ai e poderao ver o que e’ odio cego quando entrarem em suas casas ou invadirem algo de suas familias. Ai sim voces vao sentir porque no Brasil so se mobilizam quando tocam no calo. MST vem ai para lembrar a voces o egoismo de cada um em se preocupar com o proprio umbigo.

    Curtir

  36. Kika, eu gostei de seu artigo, concordo com elê. Sabemos que governar um país tão grande e com tantos problemas engavetados por governos anteriores, por muitos anos, não é fácil. E mais que agora temos um governo que deu autonomia à Procuradoria e à PF e estão saindo as corrupções. Pena que as forças da oposição e a grande mídia ocultam as falcatruas de seus interesses. Detesto a visão dos que só vem negativo deste Governo. Ainda falta muito e também corregir alguns equívocos, porém quem pode negar que milhões de marginalizados estão podendo comer, comprar e estudar até em universidades e cursos Técnicos? Aumento de empregos, agricultura familiar e muitos outros programas reconhecidos internacionalmente, que deram outra realidade para os pobres?
    Esta visão negativista é asficciante. Não dá para mim. Precisamos analizar a situação e sugerir soluções.

    Curtir

  37. Porque o movimento de 15/03 , que é autenticamente do povo , e que é histérico? Parece mais histérica e a mobilização da CUT, do MST e da UNE, soldados do governo abastecidos regularmente por ele com o repasse de dinheiro arrecadado dos trabalhadores sérios: será medo de perder essa regalia milionária periódica!

    Curtir

  38. Não existe elementos por enquanto para se pedir o impeachment da presidente Dilma, o fato é que o Brasil está entrando numa ciranda de não governabilidade, a cada dia que passa ela está perdendo apoio no congresso, o Ministro da Fazenda já ameaçou pedir demissão, o dólar no patamar dos R$ 3,50, enfim se a coisa descer ladeira abaixo, ela própria vai renunciar ao cargo, pressões de todos os lados. Infelizmente foi assim que o povo quis, colocaram no congresso uma quadrilha que está afundando o Brasil. Não estão votando emendas que o Brasil necessita. Não existe segurança, saúde e nem educação.
    Enfim PT não tem capacidade de gerir um país da dimensão do Brasil.
    15 de março é o inicio do declínio da presidente, não com o impeachment, mas uma possível renuncia. Um povo só é politizado quando existe educação e não é o caso do Brasil, um pais de uma grande parte de ignorantes.

    Curtir

    • Acho que você tocou em outra questão muito importante, que as pessoas pouco discutem: o legislativo atual me preocupa muito, e não vejo pessoas protestando na porta do Congresso. Todos os males do Brasil foram colocados na conta do Executivo, e os brasileiros pouco se importam com o judiciário corrupto (estamos aí com o caso do juiz de Eike, que dirigiu o Porsche apreendido, ficou com o piano no prédio, desviou dinheiro da Vara etc, um belo exemplo do que acontece na caixa preta do Terceiro Poder) e com o legislativo corrupto, pouco eficiente e mais preocupado em aprovar regalias para eles próprios do que a tão necessária reforma política — dentre várias outras — que são fundamentais para minimizar os problemas de corrupção históricos do Brasil. Isso para não falar nas outras instâncias de poder — os governos estaduais e municipais — que respondem por outra grande parcela dos nossos problemas, que também está sendo colocada apenas na conta do Executivo federal. Enfim, precisavam de alguém para crucificar e ninguém melhor que a pessoa nada carismática da presidente reeleita… Um abraço

      Curtir

  39. Acontecendo ou não impechement é claro que governar mais 3 anos e 8 meses com apenas 7% das pessoas achando seu governo excelente ou bom vai ser quase impossível, uma hora o povo se revolta mesmo. Alias 7% deve ser menos os filiados do pt e cut, mostra que ate pessoas que eram pt estão avaliando seus conceitos, suas convicções continuam as mesmas mas o governo tem feito tudo ao contrario do seu discurso pré eleição, o que já desmoraliza sua administração.

    Curtir

    • Sem dúvida será bem difícil o segundo mandato de Dilma. Ela vai passar por grandes perrengues, principalmente pela rebelião que está enfrentando dentro do Congresso. Mas foi eleita e terá de cumprir o mandato e enfrentar esses desafios. E eu, como brasileira, espero que tudo dê certo e o país consiga sair desse período turbulento 🙂 Um abraço

      Curtir

    • Sim, ele é vice, é a vida. Assumiria. Assim como as pessoas votaram em Itamar para senador sem perceber que, quando ele morresse, assumiria o “terrível” Zezé Perrella, primeiro suplente. Uma pena mesmo que não levem isso em conta. Independente de qualquer coisa, assumindo Temer ou o Papa, eu acho que não há razões legais para o impeachment de Dilma. Esse é o ponto do meu argumento. Essa é minha opinião. Você tem todo direito de ter a sua, de divergir, viu, Blabla? 😉 Um abraço

      Curtir

  40. Me pergunto ae sua posição quanto ao impeachment foi a mesma quando em 1992 as pessoas saíram às ruas protestando contra um presidente que fez MUITO menos que a nossa grande presidenta e seu governo. Pedir pelo impeachment não é atentar contra a democracia, mas querer dar um basta na impunidade estrutural que mata esse país. Ou você quer que cheguemos ao ponto de ter 100% do STF composto por ex advogados do Dirceu!? Amanhã é dia de lutar para que o PT não transforme o Brasil em uma Venezuela. Se ama o Brasil e a democracia que tanto defende, proteste contra esse mar de lama, muito maior que qualquer outro na história do Brasil. Vamos ver se consegue ser apartidaria…

    Curtir

    • A princípio, Collor fez muito mais do que Dilma, porque ela não fez “nada”, segundo os juristas entendidos do assunto. Não há base legal para pedido de impeachment, porque não há provas de que a presidente tenha cometido nenhum crime (veja o que diz o presidente da OAB nesta entrevista: http://www.otempo.com.br/capa/1.1009155). Qualquer coisa é mais que nada, né? 😉 Segundo, Collor foi depois inocentado pelo STF, então, realmente, pode ter sido um erro o processo político que culminou em sua renúncia. Mas, enfim, nem vou entrar nesse mérito da questão. As situações são totalmente diferentes, na minha opinião. Um abraço!

      Curtir

  41. Isso deveria ser um motivo para fazer protestos.
    Presidente da câmara quer construir novos prédios com custo de R$ 1 bi.
    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/02/presidente-da-camara-quer-construir-novos-predios-com-custo-de-r-1-bi.html

    Jean Wyllys – Salário de Deputado (R$ 26.723,13) é igual o de professor.

    A arrecadação das receitas federais – R$ 968.725 milhões no período de janeiro a outubro de 2014
    http://www.receita.fazenda.gov.br/publico/arre/2014/AnaliseMensalout14.pdf
    O que aconteceria se uma grande parte da população não declara-se o IR ? Será que iria interferir no governo ?

    Curtir

  42. Cristina Moreno de Castro, sou a favor dos protestos, contudo lendo os seus comentários e de outras pessoas acabei curioso… De onde vem tamanha determinação em defender a presidente Dilma? Poxa vida muitas pessoas, digo muitas mesmo, teriam desistido dessa empreitada. Você não me convenceu de que a maioria está errada, mas admiro sua determinação.

    Curtir

    • Jhon, se você leu mesmo meus comentários, viu que eu não estava defendendo a presidente Dilma, estava defendendo meu ponto de vista. Que, neste momento, é que não cabe impeachment, fosse ela a presidente Dilma ou qualquer outro no cargo. Sobre eu responder aos comentários, vou te explicar de onde vem a determinação: desde que comecei a blogar, há 12 anos, eu me propus a responder a todos que comentassem nos meus blogs. Às vezes é difícil, porque o volume é grande e minha vida é muito atribulada e meu blog é só um hobby. Às vezes não respondo por preguiça do tom que alguns usam ou porque acho que não vale a pena discutir com algumas pessoas. Mas, na maioria das vezes, vejo uma oportunidade de acrescentar alguma informação útil para o post ou esclarecer algum ponto (como agora, te esclarecendo sua curiosidade). Acho que uma das melhores coisas de se ter um blog é poder promover um debate e os debates morrem se você só aprova comentários e os deixa sem resposta, né? Onde há discussão se eu agir apenas como a blogueira-que-tudo-sabe e ignorar os comentaristas? Prefiro ler um a um e responder à maioria: é uma forma de demonstrar que, mesmo discordando de algumas ideias, eu respeito todas as opiniões. Um abraço 🙂

      Curtir

      • Esse é um excelente exercício, com tempo nos aperfeiçoamos como cidadão debatendo e procurando encontrar uma saída boa, se não para todos pelo menos para a maioria, parabéns pelo bonito esforço.

        Curtir

  43. Gostei de ver seu post coerente! Se o vice presidente não presta pq está com nossa presidente! Histeria só vc vê! Pelo amor de Deus querida isso é democracia! Respeite aqueles que buscam um país melhor! Por favorrrrr quem falou em ditadura militar! A meu ver quem apoia ditaduras são os próprios petistas ou cuba, venezuela são o que!

    Curtir

  44. Sou a favor da democracia mas sinceramente não entendo o simples fato dos a favores do nosso atual governo se mostrarem tão cegos aos fatos reais.
    A situação atual do país.
    Basta não pensar nas preferências e sim enxergar e aceitar os fatos, o caos, a roubalheira.
    Coisa simples de se fazer.
    Triste realidade.

    Curtir

    • Vejo caos e roubalheira em todas as esferas de poder desde que tenho memória, quando ainda era criança. Pela primeira vez tou vendo corruptos e corruptores atrás das grades, diligências sendo feitas pela PF e pelo MP, governo tendo que se virar nos 30 pra apresentar pacote anticorrupção. Ou seja, acho que, no que depende do Executivo, as coisas estão até melhores do que anos atrás. Falta ainda o Legislativo dar o ar da graça e se mobilizar para aprovar leis anticorrupção e promover uma reforma política, né? E, claro, falta tb o Judiciário agir, ao fim dessas investigações, promovendo um julgamento justo dos acusados. Um abraço

      Curtir

      • Pra mim não falta o judiciário agir em nada, pois em tudo que faz, fez ou esta fazendo para colocar os bandidos corruptos atras das grades o PT vai lá e tira, e ainda coloca de ministro um da mesma laia para cuidar dos interesses do PT e ser uma especie de advogado deles, pronto para ajudar-los no que der e vier, ou seja o judiciário só vai fazer e acontecer quando for imune ao governo corrupto que estamos vivendo.

        Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s