Blogueira há 12 anos!

Há exatamente 12 anos, em 20 de março de 2003, coloquei no ar meu primeiro blog. Eu tinha 17 anos (quase 18) e estava começando na faculdade de jornalismo. De lá pra cá, tive muitas experiências na blogosfera e posso dizer que blogar é um dos meus hobbies favoritos, uma das coisas que me dão mais prazer de fazer nas horas vagas. E estou prestes a completar 30 anos (ô, tempo, pega leve aí! 😛 ), formada há oito e já no meu terceiro emprego como jornalista.

Meu primeiro blog era principalmente sobre política e durou de março de 2003 a setembro de 2008. Era bastante amador, mas tenho orgulho do aprendizado que conquistei com esse exercício de pensar sobre política e até consegui que ele fosse reproduzido na revista digital NovaE e, algumas vezes, no Observatório da Imprensa. Encerrei em 2008, porque eu estava começando minha atribulada vida de repórter na “Folha de S.Paulo” e achava que não conseguiria sustentar o blog. Além disso, foi quando comecei a colaborar mais frequentemente com o blog Novo em Folha, da editoria de Treinamento do jornal, tarefa que assumi mais de perto a partir de fevereiro de 2009. Fiquei mais diretamente responsável pelo NEF até agosto de 2010, quando fazia pelo menos 4 posts por dia, inclusive várias séries de videoaulas. Mas continuei colaborando até setembro de 2012, quando me despedi de vez.

Antes disso, no Natal de 2010, resolvi criar este blog. Minha ideia original era fazer um espaço bem leve, para descarregar minhas crônicas, contos, poemas, resenhas e fotografias, sem tanto compromisso, como devem ser os hobbies. Mas acabou virando um lugar também para publicação de reportagens, entrevistas, análises e outras coisas próprias do ofício de uma jornalista. Assumi um compromisso com meu blog, de postar ao menos uma vez por dia, e acabei expandindo a página com a reprodução no portal O Tempo e no Brasil Post.

O que é blogar? Para mim, é poder escrever sobre tudo o que me dá na telha, num espaço dinâmico, que comporta todas as mídias, e extremamente interativo. Um espaço onde os comentários dos leitores são essenciais e fornecem subsídios para novos posts. Outro dia um leitor me perguntou porque tenho tanta “determinação” em responder aos comentários. Veja o que respondi a ele.

Não é à toa que ontem, ao listar as dicas para quem quiser criar o próprio blog, eu frisei a importância de se valorizar os comentaristas. Eles são o maior patrimônio de um blog. E posso dizer, vendo em portais de notícias e nas redes sociais, que bons comentaristas estão em extinção. Mas, por grande sorte minha, alguns dos melhores sempre aparecem para comentar aqui e deixar meu dia mais alegre 🙂

Aprendo muito fazendo o blog e interagindo com as pessoas inteligentes que passam por aqui. São leitores muito qualificados: segundo o censo do blog, a maioria tem entre 25 e 45 anos, a maioria tem alta escolaridade (40% com pós-graduação, 28% com curso superior, 7% com mestrado, doutorado ou pós-doutorado — totalizando 75% com pelo menos um diploma universitário), há pessoas de várias regiões do país e de várias áreas profissionais. Eu me sinto privilegiada por ter atraído um público tão eclético e especial 😀

Apesar das dificuldades e dos momentos de desânimo, prevejo vida longa para o blog — este ou outros que surgirem no futuro. Que venham mais 12 anos!

Um brinde!

Um brinde!

Leia também:

faceblogttblog

Anúncios