Ir para conteúdo

Cinquentona

Foto do álbum de família de Helô Pinheiro, "musa" que inspirou "Garota de Ipanema", publicada no jornal mineiro "Hoje em Dia" de 1/3/2012.

E eis que “Garota de Ipanema”, a segunda música mais tocada do planeta (perde para “Yesterday”), chega aos 50 anos.

O que fez com que essa música de Tom e Vinícius — justo essa, dentre tantas outras da dupla dinâmica — ganhasse o gosto do mundo e tantas versões em tantas línguas?

Uma reportagem da minha irmã, a jornalista Viviane Moreno, especialista em cobertura de cultura, esclarece o mistério, depois de ouvir gente como a irmã de Tom e a musa inspiradora da música, Helô Pinheiro.

Dá pra ler no site do jornal mineiro “Hoje em Dia” 😉

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

4 comentários em “Cinquentona Deixe um comentário

  1. Boa a reportagem de sua irmã, Cris. Muita informação para os apreciadores da Garota de Ipanema. Ela entrevistou muita gente e leu bastante a respeito. O link indicado por você leva à página de cadastramento de leitor. Eu me cadastrei. É sempre bom ter acesso gratuito ao “Hoje em Dia”, que se destaca por ser o único jornal diário do Estado que não parece ter, atualmente, rabo preso com o governo estadual e com a prefeitura da capital.

    Curtir

  2. Garota vou transitar
    no teu segredo.
    Acampar no teu delírio
    Me chegar na tua boca.
    Eu não tenho
    quase nada,
    vou vender a minha alma,
    por você minha ilusão.
    em Ipanema
    no bar do soropema
    que Vinícius freqüentou
    vou falar da tua beleza
    que é maior do que a garota
    que ele tanto cantou.

    hoje uma balzaquiana
    para o Brasil, o mundo sonhar.
    Ipanema solidão
    Ipanema só saudade.
    vou embelezar teus olhos tristes
    que o poeta não cantou!
    Com o luar que ainda existe
    Neste Rio encantador.
    Derramar com minha alma
    Versos quentes que acalente
    Sua beleza interior.

    que me resta é cantar!
    Que me resta é cantar…
    A garota de Ipanema, não morreu…
    Esta viva está viva e no meu derradeiro
    suspiro, vou gritar perdidamente
    ela ainda é meu amor!

    MusicBox

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: