Epílogo surpreendente no caso do tênis Olympikus

Mais um pacote…

Como vocês devem se lembrar, na última quinta eu estava satisfeita porque minha novela com a Olympikus havia chegado a seu fim: eles reembolsaram o valor que gastei por um tênis que estragou com três meses de uso e pediram ao carteiro para buscar na minha casa o tênis enviado errado, dois meses e meio depois do início do processo de troca.

A solução demorou, mas veio e foi satisfatória. Agora é justo que eu registre aqui o epílogo da novela, que se deu de forma surpreendentemente positiva.

Na sexta-feira outra funcionária da empresa, chamada Cleide, me telefonou para pedir desculpas pelo transtorno e disse que, para compensar todos os problemas que tive com o atendimento anterior, ela me enviaria um tênis novo da minha escolha.

Optei pelo mesmo que eu havia escolhido da outra vez, quando tentei efetuar a primeira troca, e desta vez ele foi remetido na segunda-feira e chegou na minha casa ontem, levando apenas um dia!

Finalmente vemos um atendimento a consumidor feito de forma decente. Como isso é raro no Brasil e como registrei aqui toda a minha indignação com os erros de antes, acho importante registrar também esse desfecho acertado, que mostrou preocupação comigo, enquanto consumidora de um produto que só deu dor de cabeça, e vontade de consertar um problema sem necessidade de passar pelas vias judiciais:

Tênis de aparência e valor similares ao que comprei, que já tinha esgotado no estoque.

Desta vez não mandaram ao Paulo!

 

Leia todos os capítulos desta novela:

  1. Três meses depois, e o tênis não presta mais
  2. Ainda a novela do tênis da Olympikus
  3. Dois meses e meio e vem o tênis errado!
  4. O fim da novela da Olympikus, em quatro capítulos
  5. Epílogo surpreendente (e positivo)
Anúncios

15 comentários sobre “Epílogo surpreendente no caso do tênis Olympikus

    • Você tem toda razão: eles não fizeram mais que a obrigação de atender bem, mas, como isso é exceção, o post valeu como um joinha. Principalmente por terem sabido contornar a cagada de forma tão elegante.
      Mas, daí a dizer que algum dia vou voltar a comprar um tênis da Olympikus, não sei não. O antendimento anterior me traumatizou um pouco. E tenho que ver se esse novo tênis vai durar mais que três meses, né?

      Curtir

  1. Eu pediria à Olympikus para trocar meu Olympikus por um Adidas, e agradeceria à Antárctica por ter fornecido as brahminhas da festa do Corinthians. att Vicente Mateus 😉

    Curtir

  2. Fico muito feliz por você ter conseguido solucionar um problema, e também por ver um SAC agir dignamente como deveriam agir todos os setores de atendimento ao cliente. Tomara que tenham solucionado a deficiência interna, e que este procedimento seja padrão.
    Dê uma chancezinha preles sim….rsrs
    Abraços, Cristina.

    Curtir

  3. Então, moça, fiquei pensando se esse atendimento decente não seria só uma “política de contenção de danos” dado à divulgação que você deu ao caso. Sei lá, quando a pessoa não utiliza nenhum tipo de mídia para reclamar, ela acaba ficando mesmo com o péssimo atendimento que vc registrou aqui. Enfim, como diria o meu pai, eles “não fizeram mais do que a obrigação”, rsrsrs Mas, que bom que pelo menos se tocaram.

    Curtir

    • Será? Porque aí eu acho que teriam me atendido mais rápido desde o primeiro post, né? Precisaram de QUATRO pra se tocar? hehehe
      Eu acho que, se bobear, eles nem viram o meu blog. E em momento nenhum, é claro, eu me identifiquei como jornalista.
      bjos

      Curtir

  4. oi eu ganhei um tenis e usei apenas duas vezes pois quando fui usar a terceira percebi que ele estava td se descolando gostaria de saber o que podria ser feito pois as pessoas compram um objeto de marca e mais caro ja p nao ter esses tipos de problemas e que tipo de produto esse que ñ resiste a uma hora de uso gostaria de receber uma informaçao sobre meu caso.

    Curtir

    • Oi, Viviane. Sugiro que faça como eu: busque o SAC da Olympikus e, se ele não funcionar, parta para outros canais, como o site Reclame Aqui, as redes sociais e, por fim, o Procon e a Justiça de pequenas causas. No meu caso, apesar de ter havido grande demora e aborrecimento e confusões, o trabalho do SAC acabou satisfatório e o novo tênis que me deram ainda não teve problemas. bjos

      Curtir

  5. Caríssima Cristina: comprei um tênis Mizuno na Best Mania em outubro de 2013, há 5 meses,portanto. Não recebi o maldito tênis até hoje. Enviei vários e-mails para a empresa, que ignorava. Na única comunicação que recebi a tal de “Best”, que deveria chamar-se WORST, empurrou a responsabilidade para a B Cash, da Buscapé, afirmando que a BCash não repassara o comprovante de pagamento, realizado com o cartão Itaucard. Por sua vez, a B Cash se isenta de qualquer responsabilidade. E o babaca que vos fala dançou na transação. Não recebi o tênis, tento novos contatos com a best, e nada. Gostaria apenas de deixar o registro como alerta a seus leitores. Abraços, Sérgio Senna. EM TEMPO: leio todos os seus textos, e gosto muito.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s