Epílogo surpreendente no caso do tênis Olympikus

Mais um pacote…

Como vocês devem se lembrar, na última quinta eu estava satisfeita porque minha novela com a Olympikus havia chegado a seu fim: eles reembolsaram o valor que gastei por um tênis que estragou com três meses de uso e pediram ao carteiro para buscar na minha casa o tênis enviado errado, dois meses e meio depois do início do processo de troca.

A solução demorou, mas veio e foi satisfatória. Agora é justo que eu registre aqui o epílogo da novela, que se deu de forma surpreendentemente positiva.

Na sexta-feira outra funcionária da empresa, chamada Cleide, me telefonou para pedir desculpas pelo transtorno e disse que, para compensar todos os problemas que tive com o atendimento anterior, ela me enviaria um tênis novo da minha escolha.

Optei pelo mesmo que eu havia escolhido da outra vez, quando tentei efetuar a primeira troca, e desta vez ele foi remetido na segunda-feira e chegou na minha casa ontem, levando apenas um dia!

Finalmente vemos um atendimento a consumidor feito de forma decente. Como isso é raro no Brasil e como registrei aqui toda a minha indignação com os erros de antes, acho importante registrar também esse desfecho acertado, que mostrou preocupação comigo, enquanto consumidora de um produto que só deu dor de cabeça, e vontade de consertar um problema sem necessidade de passar pelas vias judiciais:

Tênis de aparência e valor similares ao que comprei, que já tinha esgotado no estoque.

Desta vez não mandaram ao Paulo!

 

Leia todos os capítulos desta novela:

  1. Três meses depois, e o tênis não presta mais
  2. Ainda a novela do tênis da Olympikus
  3. Dois meses e meio e vem o tênis errado!
  4. O fim da novela da Olympikus, em quatro capítulos
  5. Epílogo surpreendente (e positivo)
Anúncios