Quando a foto conta uma história à parte

Postei hoje no Novo em Folha sobre a foto tirada nesta semana, em Vancouver, durante briga de torcidas da copa do hóquei.

Teve gente incendiando carros, policial batendo e, lá no meio, um casal se beijando:

A história é menos romântica do que parece à primeira vista, já que a moça tinha se ferido com o escudo de um guarda. Mas a foto desperta o imaginário de cada um, faz com que a gente invente nossa própria versão para a história daquele casal e fique curiosos com a história real dos dois. E isso é o mais legal de tudo 😉

Além disso, a foto simboliza o que o pai do rapaz postou no Facebook: “Faça amor, não faça guerra”. Um velho slogan dos anos 60, tempos de protestos contra a guerra do Vietnã.

O que me remete, instantaneamente, a outra foto histórica:

Mas a ideia do beijo também nos remete a ainda antes, na segunda guerra mundial:

Tentando achar essas duas fotos clássicas, encontrei um fórum onde foram postadas diversas fotos histórias, de todos os tipos. Muito legal, vejam só.

Espero que o casal de Vancouver também encontre seu espaço nessa galeria. Está faltando mais beijos na fotografia mundial.

Anúncios