6 meses depois

 

Tá baratim, tá baratim!! 😉

Passou batido por mim, mas no sábado este blog fez aniversário de seis meses.

Ele nasceu justamente no último Natal, quando seu espírito começou a me assombrar numa caminhada noturna na Praça da Liberdade. Eu não queria mais fazer um blog exclusivamente sobre política, como era meu anterior, nem necessariamente jornalístico, já que isso poderia gerar conflito com o meu trabalho no jornal, que, afinal, me paga para produzir pautas.

Por outro lado, comecei a pensar que seria legal ter um cantinho pessoal onde eu pudesse dividir minhas fotos, poemas, crônicas e contos, críticas de filmes e livros, músicas, achados na internet e divagações gerais (além de 23 ótimos artigos do meu pai, que atraem os leitores sérios também :D). Ou seja: um hobby.

E, orgulhosamente, venho anunciar que parece estar dando certo. Desde que criei este blog, já produzi 197 posts. Ou seja, em média mais de um por dia, já que se passaram 185 dias até hoje. Só deixei de atualizar em 13 dias — e garanto que isso deve ter acontecido porque eu estava sem condições mesmo. Às vezes chego em casa bem tarde do jornal e escrevo três, quatro posts de uma vez, já agendados para os dias seguintes. Às vezes esses posts frios têm que ser atropelados pelo noticiário, que é a categoria mais cheia no blog, com 58 inserções (jornalista não tem jeito: até o hobby tem notícia no meio!).

Com esse ritmo, acho que consegui atrair uma meia dúzia de pessoas que criaram a rotina de entrar aqui de vez em quando e comentar (não vou nem contar pra ninguém que minha família nuclear tem seis pessoas… ;)). Mas assim chegamos aos 1.560 comentários e mais de 23 mil visitantes únicos.

Pra encerrar logo com essa bateção de bumbo, antes que eu perca toda a meia-dúzia de leitores que conquistei, vou só colocar aqui umas curiosidades que este maravilhoso WordPress me permite saber:

  • O post que mais bombou até hoje, com 803 acessos únicos, foi sobre os prós e contras de viajar de busão e avião. Em seguida, o que contou o caso da revolução da praça de alimentação (659) e, em terceiro, o artigo do meu pai sobre a prefeitura de Marcio Lacerda (403).
  • O triste é que um dos posts mais fracassados, com apenas seis acessos diretos, foi com dois vídeos de show ao vivo do filho de Muddy Waters, o fodíssimo Mud Morganfield, em festival inédito na Galeria do Rock de São Paulo. Vai entender 😦
  • (Mas vale lembrar que muita gente lê os posts quando ainda estão na home, que teve 6.422 acessos diretos.)
  • Os termos de busca no Google que trouxeram gente pro meu blog incluem coisas como “corte de cabelo da piu piu”, “que saco meu namorado”, “Bolsonaro fumando unzinho”, “putas na escola”, “acordei com um caroço na boca” e “refrigerante de uva é racismo”. Não quero nem saber o que acharam do meu blog…
  • O link mais clicado foi uma charge sensacional do Laerte que postei aqui. Depois, um pequeno manual civilizatório em ônibus publicado no ótimo NAQ. E em terceiro o incrível http://www.futureme.org.
  • As palavras que mais se destacam na nuvem são Amor, Blues, Cinema, Natureza, Racismo, Preconceito, Política, São Paulo, Chuva, Viagens, Jornalismo, Morte… Dão ideia do que diz o blog? 😉
  • O dia que o blog mais bombou foi em 9 de junho, com 481 acessos únicos.
  • Também é legal dizer que o canal que mais traz acessos para o blog é o Twitter, seguido, distantemente, do Facebook.

O mais legal de ter um blog é que, diferentemente de publicar uma matéria no jornal, você interage diretamente com seu leitor e vê o impacto de um post na hora. É claro que, como este blog é um hobby, não espero nada de espetacular dele. Mas já acho espetacular poder interagir com tantas pessoas legais e inteligentes que surgem por aqui e vivem me surpreendendo, agregando novas informações, piadas, links, conhecimentos, me deixando pra cima, me virando de ponta cabeça.

Espero que também gostem desta cachaça e voltem sempre, pelos próximos aniversários 😀

Anúncios