Frase do dia

“Podemos tentar fugir de nossa pequenez construindo foguetes, fazendo abdominais ou escrevendo crônicas sobre a morte, com arroubos de lirismo e profundas aspirações, mas no fim das contas (…), não somos mais do que uns risíveis primatas que nascem, crescem, morrem e, neste ínterim, soltam uns puns por aí.”

Da excelente crônica “Do ‘pum'”, do sempre ótimo Antonio Prata, na Folha de hoje.

Assinantes leem AQUI, não assinantes já leem AQUI e eu recomendo que todos leiam todas as outras crônicas dele, que é capaz de escrever sobre uma simples jarra de suco — ou um peido — com a mesma graça!

 

Anúncios