As valiosas dicas que ganhei de vocês

Ler é o melhor prazer

O mais legal de ter um blog é quando percebemos que os leitores se identificam com o assunto do post e interagem, acrescentando coisas superlegais, que enriquecem o texto original e praticamente o reescrevem.

Isso aconteceu com alguns posts deste blog-bebê, com menos de três meses de vida, que tiveram a maior leitura e foram os mais comentados:

Mas o post que mais trouxe contribuições dos leitores, até hoje, foi o de anteontem, sobre o problema literário que tenho a combater.

Eu queria destacar aqui algumas soluções apresentadas pelos amigos:

  • Ouvir audiobooks (Albener Pessoa)
  • Se propor a ler um livro por mês (Pablo Vasques)
  • Dormir mais tarde, para ler no silêncio da madrugada, e ler caminhando na rua (Marcelo Soares)
  • Colocar os livros no caminho, para ficar sempre com vontade de se livrar deles 😉 (Humberto Massa)
  • Ler no café da manhã, pelo menos 15 minutos ao dia (Thais)
  • Ler no trem, em ônibus, em filas etc (Juliana e Alexandre Giesbrecht)
  • Ler vários livros de uma vez, de tipos diferentes, para sempre ter um adequado à disposição do dia e desligar da excitação das leituras noticiosas umas duas horas antes do sono, reservando estas para a literatura. (José Américo)
  • Discutir o que foi lido com os oturos, inclusive em rodas de leitura, para o hábito ficar menos solitário. (Roberto Belisário)
  • Se desligar totalmente de tudo, trocar café por chá calmante e ler uma hora por dia, em local calmo, fresco e com luz baixa. (Chargel)
  • Aproveitar a ida ao banheiro para ler 😀 (Roberto Takata)
  • Trocar um pouco a leitura de notícias pela de livros. (Fábio Chiossi)
  • Não pensar muito em  quantidade, mas na qualidade (Leandro Machado).
  • Tentar ter disciplina para conciliar leitura com as mil tarefas de dona de casa. (Lanna)
  • Perder menos tempo na internet. (Jaime Guimarães)
  • Resolver o resto primeiro 😉 (Kenji)

E as sugestões de livros que o pessoal me passou:

  • “Queda de Gigantes”, de Ken Follett (pai)
  • “Os meninos da rua Paulo”, de Ferenc Molnár (Bruno Ribeiro)
  • “Histórias Apócrifas”, de Karel Capek (Jaime Guimarães)
  • Qualquer um do Bolaño e do Amós Oz (Leandro Machado)
  • Livros do Saramago (José Américo e @rmtakata)
  • “Carmen”, de Ruy Castro (@fradimmarcelo)
  • “O Retrato de Dorian Gray” (@WashingtonLMN)
  • “Os Anões” (@lannamorais)
  • “Cartas de um diabo a seu aprendiz” (@MariaAmeliaSaad)
  • “As noites das grandes fogueiras”, de Domingos Meirelles (@cambuinha)

Obrigada!! 😀

Anúncios