13 desenhos animados lindos e educativos para crianças de 0 a 2 anos

A quem interessar possa: aquele vício que meu filho parecia ter em relação à Galinha Pintadinha não durou nem 1 mês. Isso mesmo: um mês! Hoje ele não só não é mais fissurado na galinha como não quer vê-la nem pintada em sua frente. Aquela minha preocupação entrou no topo da lista de dilemas inúteis que a gente enfrenta na maternidade, hehehe. Desde então, o desenho que ele mais quer assistir (e de que, aliás, sempre gostou), é o russo “Masha e o Urso”. Ele chega da escolinha já pedindo: “Urso! Urso!”. Quanto tempo durará esta nova moda? Outro mês? E depois, que virá? Peppa tem alta cotação na bolsa de valores aqui em casa! 😀

Bom, dado que mandei para as cucuias a recomendação das cartilhas de especialistas de alienar completamente meu filho das telas, telinhas e telonas antes dos 2 anos, e que isso já se tornou uma realidade inexorável aqui em casa, resolvi compartilhar com vocês aqueles desenhos que achei mais legais e que o Luiz também gostou de assistir em algum momento (nem que fosse por um mês apenas). Desenhos que acho que acrescentam algo de positivo, não apenas hipnotizam. Não vou colocar nem Galinha Pintadinha na lista nem aqueles desenhos que sei que são legais, beleza, mas que ainda não atraíram meu pimpolho de 1 ano e 7 meses (tipo Beat Bugs e Show da Luna). Mais tarde, se for o caso, repito a lista para uma faixa etária mais ampla 😉

Aí vai: Continuar lendo

Anúncios

Começou a caça aos ipês!

Foi dada a largada para minha época favorita do ano: a época de observar e fotografar os lindos ipês que encontramos pela cidade afora!

Em 2014, quando inventei esse desafio pela primeira vez, recebi 70 fotos de ipês, que acabaram se tornando uma página fixa aqui do blog, criada apenas para encher nossos olhos de alegria. Em 2015, repeti a caça aos ipês e recebi 56 fotos maravilhosas vindas de várias partes do Brasil (por emailFacebook e Twitter). Em 2016, fiz uma hashtag no Instagram para marcar as fotos, mas não tive o mesmo entusiasmo para depois passá-las para a galeria do blog… fiquei devendo até hoje.

Bom, eis que o inverno de 2017 chegou e, mesmo com um frio maior do que o normal, alguns ipês valentes já começaram a desabrochar por aí. Assim, posso dar a largada para a caça aos ipês deste ano! Começo com três fotos clicadas recentemente em Beagá:

Ipê no tobogã da Contorno, BH, em foto minha, no dia 30.6.2017. Clique nas fotos para ver em tamanho real.

Ipê na Praça da Assembleia, BH, em foto de Beto Trajano, no dia 11.7.2017. 

Foto de ipês na Praça da Assembleia, BH, em clique de Beto Trajano, no dia 11.7.2017.

Viu algum ipê maravilhoso assim na sua frente? Observe, fotografe e compartilhe comigo, para que elas possam iluminar o dia de outras pessoas! Vou acrescentar à galeria do blog e, no início da primavera, compartilhar todas as fotos em um único post. Você pode me mandar por e-mail, Facebook, Twitter ou Instagram 😉 Não se esqueça de dizer a data da foto, quem fez o clique e o lugar em que foi feito!

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Contradições, omissões e obscuridades na sentença do juiz Moro

Charge do Duke!

Texto escrito por José de Souza Castro:

Os advogados do ex-presidente Lula entraram na sexta-feira (14) com embargos declaratórios à sentença do juiz Sérgio Moro que condenou o ex-presidente da República a nove anos e seis meses de prisão. Para eles, a sentença contém contradições, omissões e obscuridades.

“A ausência de imparcialidade”, afirmam os advogados Cristiano Zanin Martins, Roberto Teixeira, José Roberto Batochio e Valeska Teixeira Martins, “ficou ainda mais evidente pelo teor da sentença proferida no dia 12.07.2017 — com as indevidas considerações feitas em relação ao EX-PRESIDENTE LULA e à sua Defesa”.

O documento de 67 páginas talvez nem seja lido pelo juiz, mas quem se interessar pode acessá-lo AQUI. Os advogados já se preparam para entrar na segunda instância, em Porto Alegre, com o recurso de apelação.

Eles sintetizam as omissões, contradições e obscuridades encontradas na sentença: Continuar lendo