Os conspiradores poderão escapar agora, mas não quando a democracia voltar ao Brasil

Ex-presidente do PSDB-MG Narcio Rodrigues é preso nesta segunda-feira. Foto: Uarlen Valério / O Tempo

Ex-presidente do PSDB-MG Narcio Rodrigues é preso nesta segunda-feira. Foto: Uarlen Valério / O Tempo

Texto escrito por José de Souza Castro:

“Numa democracia séria, a cúpula do PMDB, incluindo Temer, Eduardo Cunha, Sarney, Romero Jucá, junto com Aécio Neves e outros personagens sombrios do conglomerado que se articula em torno do PSDB estariam presos e julgados por conspiração contra o Estado e contra a democracia. Até mesmo juízes do STF e o Procurador Geral da República estariam sendo investigados e sob o risco de prisão por conspiração.”

A afirmação é de Aldo Fornazieri, num artigo em que comenta gravações de Sérgio Machado, ex-senador pelo PSDB e que presidiu a Transpetro (Petrobras Transporte S.A.), subsidiária de nossa principal estatal. Para Fornazieri, doutor em Ciência Política e diretor acadêmico da Fundação Escola de Sociologia e Política desde 2006, as gravações “de Sérgio Machado não deixam dúvidas de que houve uma ampla e criminosa conspiração contra o Estado e contra a ordem democrática.”

Na perspectiva do autor do livro “Introdução ao Risco Político”, da Editora Campus, os políticos citados no início do artigo, “se não forem derrubados e presos nos próximos meses em consequência da luta política e da desobediência civil em curso terão que ser presos e julgados num futuro governo democrático”. Continuar lendo

Anúncios