Os ocupantes da Câmara de BH não me representam. Desocuparam tarde! Que não voltem!

Estou muito, muito indignada. Ia postar minha nota abaixo só no Facebook, mas decidi ampliar aqui para o blog:

“O pessoal que ocupou a Câmara Municipal de Belo Horizonte não me representa.

Nem os da primeira ocupação, que pediram doação de lentilhas (“porque é mais barato”) e de lenços umedecidos, nem os que vieram depois, que cuspiram na cara de vigilantes da Câmara, que nada têm a ver com qualquer caso de corrupção e ganham bem menos que a maioria dos ocupantes, nem os que atacaram de todas as formas os jornalistas que estavam TRABALHANDO dando visibilidade às manifestações, nem os que fizeram greve de fome e, muito menos, mas muito menos mesmo, esses que cometeram MAIS DE UM estupro, conforme a nota da Assembléia Popular Horizontal e matéria veiculada pelo jornal “O Tempo“. E quando confrontados com a questão, em assembleia formada pelos próprios ocupantes, ironizaram as vítimas! Os ditos “Mídia Ninja” DESLIGARAM as câmeras quando os ocupantes passaram a discutir o estupro, também reforçando que NÃO ME REPRESENTAM, tampouco, e estão longe de fazer qualquer sombra de um trabalho jornalístico (ao menos neste caso).

Os vereadores que estão atualmente no poder não foram postos lá por mim, nenhum deles, já que os que ganharam meu voto não foram eleitos. Mas ao menos representam alguns cidadãos que dedilharam seus números na urna eletrônica nas últimas eleições.

Já esses vinte gatos pingados que estupram, cospem em vigilantes, desligam as câmeras quando lhes convêm, atacam jornalistas, comem lentilhas porque nunca compraram um saco de feijão pra saber quanto custa e fazem greve de fome NÃO ME REPRESENTARAM, NÃO ME REPRESENTAM E JAMAIS ME REPRESENTARÃO. Desocuparam TARDE a casa legislativa de Belo Horizonte. Que NÃO VOLTEM!”

Pronto, desabafei 😉

***

O que já postei desde o início das manifestações:

  1. A caixa-preta da BHTrans (e a do governo de Minas)
  2. Plebiscito pra quê?
  3. Os políticos que responderem, bem ou mal, vão se dar bem
  4. Muito cansada (mas sempre os protestos)
  5. Já são 20 respostas de Executivos, Legislativos e STF ao povo
  6. Tem certeza absoluta? Que pena!
  7. Com este pronunciamento, pauso meu protesto particular
  8. Ou o rumo ou a pausa
  9. Melhores charges e quadrinhos sobre os protestos
  10. As primeiras vitórias importantes, em mais um dia histórico (atualizado até 7/8/2013)
  11. 20 vídeos da violência da PM durante os protestos pelo país
  12. Um poema em homenagem aos que gritam
  13. Tentando entender os protestos, nesta barafunda de interpretações
  14. Cenas do protesto com milhares de pessoas em BH
  15. O brasileiro trabalha mais para pagar seu ônibus
  16. O mundo grita
  17. O vômito entalado o dia todo no meu cérebro borbulhante
  18. 10 observações sobre os protestos contra a tarifa de ônibus
Anúncios

2 comentários sobre “Os ocupantes da Câmara de BH não me representam. Desocuparam tarde! Que não voltem!

  1. Realmente lamentável que além de um abuso sexual ter sido cometido, foi tratado com tanto escárnio na hora do debate. Isso mostra que estamos a milhas de distância de superar o machismo e a violência contra a mulher, e como essas práticas estão arraigadas entre grupos que deveriam ter o feminismo como aliado. Pelo menos várias pessoas se dispuseram a debater a questão e formar grupos para lidar com a situação, o que mostra que havia sim gente inteligente lá. Tendo dito isso, avancemos:

    Uma coisa não ficou clara: você diz que “não voltem” e que “nunca me representaram”, em relação às duas ocupações da CMBH. Essa é a sua posição para todas as ocupações das Câmaras Municipais pelo país? Essa é a sua posição em relação a toda e qualquer ocupação?

    Também queria mais detalhes sobre alguns episódios que você citou. São eles:

    – Cuspiram na cara de um funcionário da CMBH. Quando foi isso? Em que contexto? Uma coisa é um cara chegar pra um atendente sentado atrás do balcão e cuspir na cara dele. Outra coisa é no meio de um empurra-empurra com guardas da Câmara, no meio de cassetetes e spray de pimenta, um cara cuspir na cara do guarda, entende? O que aconteceu e qual é a fonte?

    – Atacaram de todas as formas os jornalistas que foram cobrir. De quais formas? Fisicamente? Verbalmente? Quando e como isso aconteceu?

    – A Mídia Ninja desligou as câmeras quando as pessoas começaram a discutir o estupro. Cliquei no link que você deu, mas caiu na página de um cara que contou que estava vendo a transmissão e ela foi interrompida depois de uma gritaria e um empurra-empurra. Estão surgindo trocentas críticas à PósTV, sendo várias sem pé nem cabeça, então eu realmente espero algo mais crível do que “eles desligaram de propósito”, quando se sabe que em várias transmissões os Ninja caem e voltam várias vezes.

    E tendo em vista essas e outras críticas que eu vi surgir, gostaria de indagar (sem raiva nenhuma e em prol do debate saudável): você diz que a Mídia Ninja não faz nem sombra de jornalismo. Tem acompanhado as transmissões? Tem visto as entrevistas? Tem participado dos debates?

    Você diz que a ocupação da Câmara de BH não te representa nem nunca representará. Você chegou a ir nas ocupações? Gastou algum tempo lá pra conhecer as pessoas? Chegou a ir em alguma das Assembleias Horizontais?

    Sobre o caso de os ocupantes comerem lentilha ou feijão, de usarem ou não lenços umedecidos,
    eu nem vou comentar, porque é o irrelevante do irrelevante, né?

    Curtir

    • Lalá, escrevi a respeito da ocupação da Câmara de BH. Tá até no título. Tá no texto também.
      Sobre o Mídia Ninja, uma pessoa em quem muito confio estava assistindo ao PosTV exatamente NA HORA da discussão, e as câmeras foram desligadas. Pus o link de outra pessoa que escreveu a respeito, mas se vc achar alguém que tenha gravado o PosTV na hora, será bem legal! Me mande! De qualquer forma, para meu post, basta a minha fonte.
      Falei que não faz sombra de jornalismo neste caso. Sim, tenho acompanhado. Imagino que qualquer um com interesse mínimo em jornalismo esteja acompanhando.
      Sobre o cuspe e as agressões, relatos de pessoas que estavam lá e viram. Não, os cuspes não estavam nesse contexto de reciprocidade.
      Sim, tenho acompanhado as ocupações, as discussões, as redes sociais, e conheço pessoas que participaram das ocupações, inclusive amigas minhas. Quando digo que não me representam, digo com base no meu conhecimento do assunto. Se ele não te parece suficiente, basta você se ater aos que te parecem mais confiáveis que eu. Acho gozado que você esteja vindo aqui no meu blog questionar minha credibilidade (que é o que parece, ao exigir que eu revele minhas fontes para cada afirmação minha). Para quem acredita na minha credibilidade, minhas frases bastam, simplesmente por partirem de mim. Esperava o mesmo de você.
      Sobre a lentilha e o lenço umedecido, você acha irrelevante, eu acho que ajuda a traçar um perfil. Claro que, perto doS estuproS, passa a ser irrelevante, mas está apenas listado junto a outros itens e não abri com eles.
      besos

      Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s