A história do Rock em 8’46

Como hoje é Dia Mundial do Rock, nada mais apropriado que postar a música que condensa de forma mais perfeita quase toda a história do rock’n’roll.

Sim, ela mesma: American Pie, de Don McLean.

Encontrei uma versão muito boa no Youtube, que coloca também algumas imagens de discos e figuras daquele período mágico entre os anos 50 e os 70, quando todos os grandes já haviam morrido ou estavam por morrer:

O tom da música é supertriste e pessimista, com a ideia de que o rock’n’roll morreu permeando cada verso.

Mas, como nós sabemos agora, o Rock virou vovô e continua firme e forte — eterno –, assim como o bisavô Jazz e o tataravô Blues. Essas coisas não morrem (embora percam aquele ar de revolução que têm quando são novidade).

Por fim, uma dica aos lesados que ainda não souberem: haverá show do Eric Clapton em São Paulo, no dia 12 de outubro, e a pré-venda já começou! Comprei meu ingresso ontem 😀

For those about to rock (we salute you)!

Anúncios

O ovo da serpente chocado na Internet

Texto de José de Souza Castro:

Era previsível. O uso da Internet para mobilizar milhares de pessoas em praças públicas – sejam elas opositoras de ditaduras no Oriente Médio ou simpatizantes de gays no Brasil – acabaria inspirando os que querem acabar com nossa incipiente democracia e que se ressentiam da falta de instrumentos para transformar em realidade o desejo.

O ovo da serpente pode ser o e-mail que está circulando na Internet com o título “Um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política”.

O apelo não é muito diferente daquilo que levou ao poder Hitler na Alemanha, Mussolini na Itália e Castelo Branco no Brasil: a corrupção nos poderes da República, em todos os níveis. Palha e lenha seca não faltam para acender a fogueira nesse início de governo Dilma Rousseff. Como os impostos sempre insuficientes, por mais alto que sejam, para aplacar a sede dos poderosos no poder – ou na periferia do poder.

Antes mesmo de deblaterar contra a falta de iniciativa dos governos para cortar mordomias e excesso de gastos, uma advertência: “Este e-mail vai circular hoje e será lido por centenas de milhares de pessoas. A guerra contra o mau político, e contra a degradação da nação está começando. Não subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos têm acontecido, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos próprios filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer tudo o que for preciso, para mudar o rumo deste abuso.”

Deixando de lado a gramática, vamos aos pontos que interessam, tais como redigidos ali:

1. Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;

2. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

3. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

4. Acabar com o Senado e com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares. O que é que faz mesmo uma Assembleia

Encontramos nesses quatro pontos o cerne daquilo que afirmamos no início. O que se segue a isso pode ser considerado apenas um acréscimo de caloria para apressar o choco do ovo da serpente. Por exemplo:

1. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente “legais”, sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam;

2. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

3. Fazer uma devassa nas contas do MST e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.

4. REVER as indenizações milionárias pagas indevidamente aos “perseguidos políticos” (guerrilheiros).

5. Investigar rigorosamente a origem da fortuna da família Lula da Silva.

E conclui com uma frase de Martin Luther King (o redator do e-mail poderia ter escolhido também uma frase dos Evangelhos, como já se fez antes neste e em outros países para objetivos semelhantes): ”O QUE ME INCOMODA NÃO É O GRITO DOS MAUS, E SIM, O SILÊNCIO DOS BONS”.

Ah, bom…

*****

P.S. da Cris – Está muito fácil para qualquer um promover passeatas e megamanifestações pelas ruas usando emails e Facebook. O “Churrascão de Gente Diferenciada”, que mobilizou moradores de Higienópolis, tinha mais de 55 mil com presença “confirmada” no Facebook, mas 600 apareceram de verdade. Tá até bom. No último sábado, 8.500 prometeram protestar contra o aumento do salário de Kassab, mas só 30 apareceram, no auge. Tinha mais jornalista do que manifestante na maior parte do tempo…