Primeiro livro das férias

Keli tem um talento especial para “fotografar” as cenas e pessoas por meio de palavras. Sua capacidade de descrever detalhes, sobre como alguém está vestido ou como se expressa, por exemplo, nos faz enxergar direitinho a situação, como se a estivéssemos presenciando. Enxergamos perfeitamente, por exemplo, o cearense José Abílio Moreira, do conto “Abílio Conselheiro”,… Continuar lendo Primeiro livro das férias

Avalie isto:

Os vigilantes da água

— 29 minutos!, exclama, desligando o cronômetro. — O quê, pai? — 29 minutos de banho! É um absurdo! Com o ouvido colado à parede, ele escutava atentamente o barulho da água no encanamento que divide com o apartamento ao lado. Preocupado, telefona ao vizinho do bloco B: — 29 minutos de banho! Cronometrados! — Pois meu… Continuar lendo Os vigilantes da água

Avalie isto:

O interfone

20h10, quinta-feira. Estou em casa. Toca o interfone. “Uai, quem pode ser uma hora dessas?”, pergunto a mim mesma, num automonólogo. “Será que estou esperando alguém?”, repasso as possibilidades na cabeça. “Será alguma ONG? Pedido de pão velho?” Toca a segunda vez. Não deve ser nenhuma campanha. “Ah, vou fingir que não estou em casa.… Continuar lendo O interfone

Avalie isto:

Duas boas ideias para intercâmbio entre Minas e São Paulo

Nesse retorno a São Paulo, durante as férias, lembrei de duas coisas que são corriqueiras em Beagá e que nunca consegui encontrar lá na Terra Cinza. Ao mesmo tempo, me ocorreu duas tradições de São Paulo que bem poderiam ser adotadas na terrinha. Ficam aqui, portanto, as sugestões de intercâmbio de boas ideias, para quem… Continuar lendo Duas boas ideias para intercâmbio entre Minas e São Paulo

Avalie isto: