‘Up’: um filme sobre morar, conviver e amar

Não deixe de assistir: UP: ALTAS AVENTURAS (de 2009)
Nota 9

Divulgação

Russell e Carl. Foto: Divulgação

Assim como “Divertida Mente“, filme do mesmo diretor, “Up” não é uma animação para crianças. Ou até pode ser, mas são os adultos — provavelmente os mais velhos — os que mais se emocionam com a história contada no filme.

“Up” conta a história de Carl Fredricksen, um velhinho que resolveu se aventurar até a Venezuela, a bordo de sua própria casa, para realizar tardiamente o sonho que ele compartilhava com sua amada esposa, Ellie, desde a infância.

up2

Foto: Divulgação

Sim, a bordo de sua própria casa! O lado mais fantástico da animação é justamente o dos balões coloridos que conseguem erguer o imóvel onde Carl morou a vida inteira e que estava sendo pressionado a deixar para que grandes empreiteiras pudessem demolir para construir prédios imensos no lugar.

Aí aparece, desde o comecinho do filme, o primeiro tema de interesse para os espectadores adultos: a especulação imobiliária. Carl se recusa a vender sua casinha por qualquer valor, mesmo após grande insistência. O personagem foi inspirado na história real da norte-americana Edith Macefield, que chegou a recusar a proposta de R$ 3 milhões por sua casa, quando estava com 84 anos de idade. Continuar lendo

Anúncios

Crescer é difícil, mas pode ser divertido

Não deixe de assistir: DIVERTIDA MENTE (Inside Out)
Nota 8

divertidamente

Alegria, tristeza, raiva, medo e aversão. Esses sentimentos nos controlam desde o dia em que nascemos e ditam a forma como nos relacionamos com o mundo. Cada um deles tem sua importância.

É essa a mensagem que o filme “Divertida Mente” passa a seus espectadores, mirins ou não. Mas, apesar de ser uma animação, teoricamente voltada para crianças, este filme tem um dos roteiros mais filosóficos da Disney.

Tanto que, além de concorrer como melhor animação no Oscar deste ano, Inside Out também concorre na categoria de melhor roteiro original. Escrito e dirigido por Pete Docter, a mente por trás de outros sucessos como “Toy Story”, “Montros S.A.” e “Up”, o filme envereda fundo dentro da mente humana, passando pelas memórias profundas, as que moldam nossas personalidades, pelos sonhos, pela imaginação, pelo subconsciente e até pelo esquecimento. A história aborda, de forma simples e didática, temas como a nostalgia e o amadurecimento. Mostra como crescer é difícil, principalmente quando estamos deixando de ser crianças, como a personagem do filme, que tem 11 anos de idade.

Originalmente, o filme incluiria outras das várias emoções que sentimos, como orgulho, surpresa e confiança. Elas foram cortadas e os roteiristas deixaram apenas aquelas cinco principais, para facilitar o entendimento. Afinal, mesmo com a redução, a animação já comporta grande nível de complexidade.

Mas não fiquem pensando que é um filme-cabeça disfarçado de animação. Como sugere o nome em português, trata-se de um filme muito divertido, capaz de agradar a todas as crianças — inclusive aquelas que ainda não morreram dentro de nossos cérebros adultos.

Que a ilha da bobeira nunca desapareça! 😀

Veja o trailer do filme:

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

tarja_licenca