Ir para conteúdo

Carta ao meu filho Luiz, 6 anos

Luiz e o aviãozinho que fez, com direito a um desenho dele mesmo lá dentro. Voe, meu filho! Voe alto!

 

Chegou seu dia tão esperado, filho!

Há um mês você já não parava de falar no aniversário, ansiosíssimo para ele chegar logo. Fizemos até um calendário, em que fomos diminuindo, juntinhos, a quantidade de dias que faltavam para a grande data.

Seis anos. Mais de 2,1 mil dias de vida. Desses, acho que só não estivemos juntos em, sei lá, dois dias. Não é à toa que te chamo de “meu grudinho”.

Este ano foi bem melhor que o anterior, né? Você conseguiu voltar a ter aulas presenciais desde maio, fez vários amiguinhos na escola, começou a fazer aula de esportes uma vez por semana, voltou a se encontrar com os priminhos com frequência, e voltamos a ir ao cinema juntinhos. Só a vacina ainda não chegou para sua faixa etária, e a máscara passou a ser um acessório quase corriqueiro na sua rotina, mas a vida aos poucos foi retomando a alegria de antes de 2020.

No ano que vem, você já vai começar a incrível jornada do Ensino Fundamental. Vai ter aulas de português, matemática, ciências. Vai saciar sua insaciável curiosidade e aprender muito mais coisas legais. Mas já chegará à nova escola com uma bagagem impressionante para um garotinho tão pequeno.

Graças aos livros, seus presentes favoritos. E você sempre pede os “livros científicos”, né? Já sabe ler, escrever e mais uma porção de coisas legais sobre dinossauros, insetos, animais do fundo do mar (agora diz que quer ser oceanógrafo quando crescer, passou a fase do paleontólogo), o espaço sideral etc.

Continua gostando de desenhar, mas agora expandiu esse gosto pelas artes para mais coisas. Adora inventar “artesanatos”. Às vezes chego em casa e tem alguma parafernália maluca espalhada na sala, criada por você. Ou um cartaz pendurado na janela, com uma corda até a garagem. Ou uma cabaninha feita de cobertores. Até um palco completo eu já vi você criar, com direito a cortina improvisada e toda a cenografia.

A cortina do teatro que ele fez na sala de casa, com um cobertor.

Sua imaginação e criatividade parecem não ter limites. E torço para que continuem assim pra sempre, porque isso vai tornar sua vida muito mais interessante.

Toda a independência, coragem e personalidade forte que descrevi no ano passado continuaram também, talvez ainda mais intensas. A constante aprendizagem, idem. E você acrescentou essa criatividade à lista de qualidades importantes que te moldam a cada dia. Já se sente mais seguro para brincar sozinho, arquitetando as aventuras de um jeito que só as crianças conseguem fazer. Já consegue passar uma tarde inteira longe da tentação dos desenhos animados, brincando-criando-inventando sem parar.

Sobre a personalidade forte, cabe um parêntesis. Ontem, acordei mais tarde que o normal e vi um bilhete que você deixou para mim, meio chateado, dizendo que eu não precisava manter nossa tradição de telefonar na hora do almoço – foi a punição que você encontrou por eu ter demorado a chegar da festa de natal da firma na véspera:

 

Achei bonitinho de todo jeito, claro, porque adoro ver você escrevendo esse tantão de coisas, sem medo de errar. E, claro, telefonei do mesmo jeito na hora do almoço.

Quando você me atendeu, já estava arrependido de ter feito aquele bilhete anterior e me mostrou o outro bilhetinho que você já tinha escrito:

 

É isso, meu filhote. Você está crescendo! E, a cada ano que passa, parece estar se tornando uma pessoinha mais incrível. Que já sabe até pedir desculpas quando comete uma injustiça – e talvez esta seja a característica mais importante de todas, afinal, porque tem um monte de gente que cresce, vira adulto, e ainda é incapaz de fazer isso.

Obrigada por ser um filho tão maravilhoso, e me proporcionar o privilégio de te acompanhar nesta jornada da vida!

Que seu novo ano – e os anos seguintes – seja ainda mais cheio de aventuras, brincadeiras, imaginação, criatividade, aprendizado, alegria, independência, coragem, personalidade, e esta pitada de humanidade para te guiar em suas decisões.

Feliz aniversário de 6 anos!

Um beijo carinhoso da “mami”.


Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: