Detector de mentiras desconstrói pronunciamento de Temer

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Texto escrito por José de Souza Castro:

Michel Temer gastou no sábado 12 minutos para tentar se defender da denúncia da Procuradoria Geral da República que se baseou na delação de Joesley Batista, dono JBS e da marca Friboi. No domingo, um laudo técnico da Truster Brasil (Tecnologia em análise de voz) afirmou que o Presidente da República “parece ter conhecimento de que não existe manipulação no áudio divulgado” e que “sabe que não continuará à frente do governo”.

O laudo assinado por Mauro J. Nadvorny – “Perito em Veracidade” – pode ser lido aqui. A Truster Brasil, com sede em Porto Alegre, é representante oficial da Nemesysco. Esta, conforme a Wikipedia, é uma empresa israelense que vende programas de análise de voz, comercializados para prevenção de fraude, entre outros propósitos, e que têm sido usados por companhias de seguro, call centers, bancos e aeroportos.

A Nemesysco precisa ainda provar que sua tecnologia não se sustenta numa pseudociência.

Temer tem muito a agradecer por essa ressalva. Pois, a ser verdade o que diz o laudo, o presidente da República não estava sendo verdadeiro, no seu pronunciamento de sábado, “quando afirma que o áudio estaria sendo impugnado por conta das mais de cinquenta edições realizadas e não tem certeza de que o áudio tenta macular sua reputação e invalidar o país”. Ainda, que não está sendo verdadeiro quando afirma:

  • Não acreditar que Joesley Batista teria segurado juízes.
  • Que continuará à frente do governo.
  • Que não deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha e que esta anuência não existe na gravação.

Além disso, muito provavelmente não está sendo verdadeiro, quando afirma:

  • Que a gravação foi manipulada e adulterada com objetivos subterrâneos.
  • Que Joesley cometeu o crime perfeito e que a notícia foi seguramente vazada por gente ligada ao grupo que antes de entregar a gravação comprou um bilhão de dólares.
  • Que Joesley obteve empréstimos bilionários nos dois últimos governos para avançar seus negócios enganando os brasileiros e que agora esteja morando nos EUA.
  • Que por conta das reclamações de Joesley com relação às instituições, esta seria a prova de que seu governo não estava aberto para ele, e que pelo não atendimento aos pleitos dele não se sustentaria a acusação de corrupção passiva contra si.
  • Que está acabando com os velhos tempos das facilidades para os oportunistas.
  • Que indicou uma outra pessoa para ouvir suas auguras. (Está sendo verdadeiro quando afirma que não existe crime nesta atitude. Porém, observa o perito, a pessoa a quem Temer se refere “é alguém de sua confiança e intimidade. Não se trata de qualquer pessoa como ele tenta dar a entender e por conta disso a tecnologia aponta uma inverdade na situação. Sim, não existe crime em indicar uma terceira pessoa para escutar outra, mas neste caso a tecnologia mostra existir uma intenção em apontar esta pessoa que ele não menciona pelo nome”.)
  • Que tem crença nas instituições brasileiras.
  • Que houve uma montagem na gravação para criar um flagrante. (“Está sendo verdadeiro quando afirma que ouve (Sic) um grande planejamento para obtenção do áudio”).

O laudo aponta outras duas situações em que Michel Temer foi verdadeiro: quando afirma que seu governo tem rumo; e quando diz que Joesley especulou contra a moeda nacional.

Na conclusão geral, o perito afirma que Michel Temer não mantém mais uma boa relação com Eduardo Cunha. E que, apesar das insinuações do presidente e de seu aparente desprezo por Joesley, “sabe que as reclamações do empresário com relação a algumas instituições de seu governo não têm relação alguma com as conclusões a que chega com relação aos possíveis crimes cometidos pelo Presidente da República. Tampouco que isso seria a prova cabal do não cometimento destes crimes. É uma relação que ele sabe que simplesmente não se sustenta. O Sr. Presidente da República não acredita nas instituições brasileiras e sabe que não continuará à frente do governo”.

É isso aí. Não vou defender o laudo técnico da Truster Brasil, pois não conheço a tecnologia utilizada – e nem cabe a mim contestá-lo. Não me chamo Michel Temer… Ufa!

 

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Anúncios

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s