Detector de mentiras desconstrói pronunciamento de Temer

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Texto escrito por José de Souza Castro:

Michel Temer gastou no sábado 12 minutos para tentar se defender da denúncia da Procuradoria Geral da República que se baseou na delação de Joesley Batista, dono JBS e da marca Friboi. No domingo, um laudo técnico da Truster Brasil (Tecnologia em análise de voz) afirmou que o Presidente da República “parece ter conhecimento de que não existe manipulação no áudio divulgado” e que “sabe que não continuará à frente do governo”.

O laudo assinado por Mauro J. Nadvorny – “Perito em Veracidade” – pode ser lido aqui. A Truster Brasil, com sede em Porto Alegre, é representante oficial da Nemesysco. Esta, conforme a Wikipedia, é uma empresa israelense que vende programas de análise de voz, comercializados para prevenção de fraude, entre outros propósitos, e que têm sido usados por companhias de seguro, call centers, bancos e aeroportos.

A Nemesysco precisa ainda provar que sua tecnologia não se sustenta numa pseudociência.

Temer tem muito a agradecer por essa ressalva. Pois, a ser verdade o que diz o laudo, o presidente da República não estava sendo verdadeiro, no seu pronunciamento de sábado, “quando afirma que o áudio estaria sendo impugnado por conta das mais de cinquenta edições realizadas e não tem certeza de que o áudio tenta macular sua reputação e invalidar o país”. Ainda, que não está sendo verdadeiro quando afirma: Continuar lendo

Anúncios