Maternidade: uma mudança nova por dia

mother-and-baby-1646450_960_720

Até pouco tempo, nosso ritual do sono era assim:

eu colocava Luiz no berço e avisava que ia encher a banheirinha. Enquanto ela enchia, o que só leva uns dois minutos, eu ia e voltava várias vezes ao quarto, aproveitando para dar sustos e fazer brincadeiras, enquanto ele ria-ria-ria, de perder o fôlego. Eu dava banho, que ele amava. Enquanto o vestia, ele já ia ficando relaxadão, chupeta na boca, os olhinhos virando de sono. Eu dava o peito em seguida, e não raro ele dormia no meu colo mesmo. Colocava no berço e ele apagava quase instantaneamente.

De repente, sem aviso prévio, Luiz parou de gostar de ficar no berço enquanto encho a banheira. É só colocar ele lá e já abre o berreiro. Na primeira noite em que isso aconteceu, achei que fosse algo pontual. Na segunda noite, fiquei chateadíssima: poxa, essa era a hora de ouvir as gargalhadas, cadê as risadas gostosas do Luiz? Por que esse choro? Na terceira noite, me conformei: ele tinha mudado de gosto e não teríamos mais – ao menos até a próxima mudança – esse momentinho só nosso antes do banho. (Tive que inventar outro momentinho.) Continuar lendo

Anúncios