Wall Street, a grande perdedora na derrota de Hillary Clinton

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto escrito por José de Souza Castro:

Barack Obama perdeu as eleições nos Estados Unidos, tanto quanto sua ex-secretária de Estado Hillary Clinton. Mas os maiores perdedores foram os grandes bancos e corporações concentrados em Wall Street que “sempre foram, de fato, os eleitores do presidente dos Estados Unidos”, segundo o cientista político Luiz Alberto Moniz Bandeira, em entrevista divulgada nesta quinta-feira pela revista “Carta Capital”.

Quando lançou no mês passado seu último livro, “A Desordem Mundial”, Moniz Bandeira não previa a eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. No entanto, o livro faz minuciosa descrição do predomínio do sistema financeiro e do esforço militar para “espalhar pelo planeta o ‘espectro da dominação total’ dos EUA”, diz “Carta Capital”.

A vitória de Trump pode significar o começo do fim desse sonho imperialista. Sendo assim, não tenho que lamentá-la.

Como não parece lamentar Moniz Bandeira, para quem a “política do presidente Barack Obama, do Partido Democrata, foi igual ou pior do que aquela do presidente George W. Bush, do Partido Republicano. E o sistema político nos Estados Unidos está corrompido e apodrecido como no Brasil”.

É uma entrevista curta, mas importante. Em certo ponto, afirma o entrevistado: Continuar lendo

Anúncios