As capas dos jornais no dia histórico da morte de Fidel

A morte de Fidel Castro levantou todo tipo de análises sobre o passado, o futuro de Cuba, o ódio e o amor que o líder revolucionário sempre despertou. Mas também trouxe para mim a oportunidade de fazer uma das coisas que acho mais divertidas em dias históricos assim (ou no dia seguinte a eles): comparar as capas dos jornais de todo o mundo, quando a única manchete possível já está dada.

São poucos os fatos históricos que se impõem desta maneira, universalmente. Atentados terroristas, terremoto no Haiti, aviões desaparecidos, Bin Laden morto… No Brasil, o impeachment de Dilma foi manchete obrigatória nacional, por exemplo.

A morte de Fidel Castro, por tudo o que ele representa, é manchete obrigatória. E assim foi, em todos os jornais ao redor do planeta: New York Times, Washington Post, El País, Le Monde, Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo etc.

(Curiosamente, os três maiores jornais mineiros acharam outros assuntos mais importantes para manchetar. O “Estado de Minas” achou que Fidel não mereceu nem a dobra de cima da primeira página. Vai entender…)

Seguem abaixo algumas primeiras páginas que encontrei nesta manhãzinha de domingo (27), para você comparar e dizer qual condiz mais com seu pensamento sobre Fidel Castro. Assim que o Newseum abrir as capas de domingo, acrescento outros exemplos nesta galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

E aí, qual destas capas foi sua favorita e por quê?

Leia também:

faceblogttblog

Anúncios