Ela some. E é só o que posso dizer

Para assistir: GAROTA EXEMPLAR (Gone Girl)

Nota 10

garota

Fazia tempo que eu não via um filme de suspense tão bom assim! Por isso mesmo, fica difícil até de escrever uma crítica sobre ele aqui no blog sem correr o risco de estragar completamente as surpresas geradas a cada cena, a forma como vamos mudando nosso ponto de vista sobre as coisas a todo instante.

O que posso adiantar é que é um David Fincher em sua melhor forma. O diretor que eu já adorava desde “Seven” (1995), e que fez outros filmaços como “Clube da Luta” (1999), “O Quarto do Pânico” (2002), “Zodíaco” (2007), “O Curioso Caso de Benjamin Button” (2008), “A Rede Social” (2010) e “Millenium” (2011) agora faz um filme que também tem tudo pra entrar no hall dos clássicos do suspense, que “Seven” já ocupa há 20 anos.

Também posso dizer que duas atrizes se destacam especialmente: Rosamund Pike, que faz a garota exemplar e concorre merecidamente ao Oscar de melhor atriz, e Carrie Coon, que é a irmã gêmea do personagem de Ben Affleck (também bom em seu papel desajeitado).

E que sobram críticas no filme: aos casamentos, ao groupies e à mídia televisiva, especialmente.

Mais do que isso, lamento, não vou escrever. Recomendo que assista sem saber NADA do filme. Nem o que costumam divulgar na sinopse (bom, você pode só saber que a personagem de Rosamund desaparece, já que isso dá o nome original ao filme…). E prepare-se para muita tensão.

Veja o trailer:

Leia também:

Anúncios

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s