Qual é a sua configuração padrão?

"Não estou dizendo que as pessoas deveriam ser amigáveis o tempo todo, mas seria bom se esta fosse a configuração padrão."

“Não estou dizendo que as pessoas deveriam ser amigáveis o tempo TODO, mas seria bom se esta fosse a configuração padrão.”

O cartum de hoje do Doug Savage (um dos melhores cartunistas da atualidade, na minha opinião) está sensacional. Por que as pessoas acham que é preciso ser mal-humoradas umas com as outras? Pra se imporem?! Por que temos que lidar com tanta gente ranzinza, no trânsito, no trabalho, no caixa do supermercado…?

Como alguém pode achar normal, por exemplo, deixar de responder a um cumprimento de “bom dia” ou “boa tarde”? E quando quem faz o cumprimento é um colega de trabalho, com quem você cruza pelo menos uma vez por dia? Pra mim, é inconcebível. Pra muita gente, não é.

Eu tenho o hábito de cumprimentar todos os dias os porteiros e vigilantes do meu trabalho, depois os motoristas que ficam estacionados no caminho até a Redação, e depois dou um “boas tardes” geral para meus colegas. Outro dia, uma segurança nova viu e ouviu meu cumprimento e ficou muda. Eu estava irritada no dia, justamente por causa da falta de simpatia das pessoas (tinha acabado de esperar por uma vaga para estacionar e um espertalhão passou na frente, mesmo me vendo com seta ligada e tudo), e insisti: “Oi, tá me vendo? Eu disse boa tarde!, eeeeê!”, com aceninhos e tudo o mais. Aí ela respondeu. Depois fiquei pensando, até o caminho de bater o cartão: acho que eu que não estou nada amigável hoje 😀

Mas é como já disse aqui outras vezes: o mal-humor é contagioso. De tanto vermos pessoas ranzinzas, nos dando patadas ou nos sacaneando, acabamos reproduzido depois. A sorte é que o bom-humor também contagia. Por isso, sempre me esforço para sorrir, ser educada e não pisar na bola ou na bota alheia, para estimular que os outros façam o mesmo. Faço disso meu default, minha configuração padrão.

E você? Qual é a sua configuração padrão? A azeda ou a alegre? Já parou pra pensar nisso? 😉

Leia também:

Anúncios

9 comentários sobre “Qual é a sua configuração padrão?

  1. Sei lá, é tipo o Dunga, técnico da seleção, só consegue se motivar em clima de vingança do tipo “vou mostrar para ele”, “vou ser mais feliz que ele”. Essas pessoas ainda incluem no “ele” as pessoas próximas a “ele”. Enfim, o velho clichê da insegurança.

    Curtir

  2. Eu sou a chata do Bom dia! Boa tarde! Boa noite!
    Caixas de supermercado e de estacionamento de shopping parecem surdas ou mudas. Eu costumo ainda reafirmar: Eu te dei bom dia, você ouviu?

    E gente mal humorada que sem sente incompreendida? Socorro!!!

    Curtir

  3. Olá CRIS! Tudo bem? É isso aí: saudar as pessoas com ‘bom dia’, dizer ‘por favor’ e ‘muito obrigado’ não custa nada e o dia a dia fica muito mais prazeroso e produtivo.
    Tenho o maior prazer em cumprimentar as pessoas no trabalho, repartições públicas, elevadores, portarias, estacionamentos, no trânsito (mesmo sem conhecer) e tantos outros lugares. Não esqueço também dos garis, balconistas de lanchonetes e tantos outros que trabalham no meu trajeto diário. Cumprimento também os animais nas ruas (verdade!). Acredito que ter educação e ser cordial só acrescenta coisas boas. Infelizmente, nem todos pensam como nós. Aqui no meu trabalho tem um cidadão que não cumprimenta e não responde cumprimento, não pede ‘licença’ quando quer passar; é um tipo muito estranho, tanto que nem sei o nome do fulano. Meu mau humor fica só para mim, não repasso.

    Curtir

  4. Cris, eu sempre acreditei que o melhor modo para “desarmar” o mau humor é mesmo a gentileza – mas confesso que às vezes é muito difícil encontrar um vizinho de apartamento no corredor, dizer um “bom dia” e receber de volta um rosnado ou algo parecido. rs Tem um negócio também: como sou um tanto tímido, minha voz sai baixinha e muitas pessoas não ouvem – e aí começam os rótulos de “antipático”, “frio”….rs Mas não é nada disso, é timidez mesmo. 😦

    Curtir

    • Eu também sou meio tímida em algumas situações, e a miopia me deixa sem educação de vez em quando também. Dia desses eu vi uma colega de trabalho, cumprimentei efusivamente e, ao perceber que minha miopia tinha me enganado, e era uma desconhecida, fiquei super sem graça e praticamente “retirei” o boa tarde hehehehe! É cada situação!

      Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s