Ir para conteúdo

13 gentilezas para todas as horas

Gentileza

Já escrevi aqui antes sobre a importância da “gentileza urbana”, termo popularizado pelo “Jornal do Ônibus”, de Beagá (leia AQUI e AQUI).

Em tempos de brigas fatais entre vizinhos, o assunto se impõe ainda mais.

Por isso, a revista “sãopaulo”, encartada na “Folha de S.Paulo” de hoje, trouxe um “manual da gentileza”, com orientações sobre como agir, da melhor maneira possível, nas ruas, com os vizinhos, em restaurantes, no escritório, no cinema, na internet.

Algumas dicas são fracas, porque inverossímeis (ex.: acho difícil um morador de um grande prédio sair distribuindo bombons aos vizinhos para se desculpar pelo barulho de uma reforma), mas há algumas que, embora aparentemente óbvias, são bastante importantes. Selecionei minhas 13 favoritas abaixo e fiz algumas observações sobre cada uma delas:

1- Por que dar seta se não há nenhum carro atrás do meu?
A seta é uma orientação também para pedestres e ciclistas. Não custa nada e evita atropelamentos. [Nota da Cris: Realmente, não dá pra entender a relutância de alguns motoristas em fazer uma coisa tão fácil, simples e automática, além de eficaz]

2- Devo ter uma arma para me proteger em casa?
Nunca. O risco de seu filho encontrá-la, de perdê-la para o bandido ou de você perder a cabeça em uma briga não compensa. [Nota da Cris: Essa dica é importante, mas não se encaixa bem no que entendo como “gentileza”. Enfim…]

3- Vizinhos podem reclamar do que eu faço na varanda?
Sim. Embora faça parte da sua casa, qualquer um tem visão do que acontece ali. Ninguém é obrigado a ver você fazendo sexo ou sentir o cheiro do que quer que você esteja fumando.

4- Não lembro o nome da pessoa que está me cumprimentando
Não prolongue a conversa para ela não perceber. Ou simplesmente diga: “Desculpe, seu nome me fugiu”.

5- Não quero papo com o taxista
Sorria e dê respostas monossilábicas. Ou peça licença e coloque fone de ouvido. Não seja grosso, ele vai perceber que você quer ficar em paz.

6- O que digo para um colega de trabalho que foi demitido?

Fale “sinto muito” e se ofereça para ajudar em algo. Não fale mal do chefe nem peça detalhes sobre a situação.

7- Um amigo pediu indicação no trabalho, mas não acho que ele mereça 
Indicar alguém inapropriado pode comprometê-lo [Nota da Cris: Te comprometer, e não o indicado]. Diga que não tem muita influência na escolha, que o processo é rígido e dê uma resposta vaga: “Vou ver o que posso fazer…”.

8- Fiquei sozinho com o CEO no elevador
Um bom dia é suficiente. Não tente vender uma ideia, pedir feedback ou puxar o saco em 30 segundos. [Nota da Cris: Detesto puxa-sacos. Especialmente puxa-sacos de chefes]

9- Quando devo bloquear uma pessoa na rede social?
Se a pessoa estiver incomodando. Ela não vai mais poder contatá-lo pelas redes sociais. Se quiser só limitar o que ela pode ver, coloque-a no grupo de restritos no Facebook. O Twitter não tem essa opção. [Nota da Cris: Se tiver sido bloqueado, dê de ombros. É só uma rede social. Talvez você incomode o outro na rede social, mesmo ainda sendo um ótimo amigo fora dela. Supere! Realmente não entendo como tanta gente se sente ofendida por ter sido bloqueado virtualmente ou algo do gênero]

10- Posso responder mensagens pelo celular no cinema?
Durante os trailers, tudo bem. Mas nada de ficar trocando mensagem o tempo todo ou sacar o aparelho no auge do filme. [Nota da Cris: É óbvio, mas valeria dizer que falar ao celular durante um filme é inadmissível. Infelizmente, vejo muito isso.]

11- Como chamar o garçom?
Pergunte o nome dele e chame-o pelo nome. Você pode levantar a mão, dizer ‘por favor’ ou ‘garçom’. Mas jamais assobie, estale os dedos ou diga ‘amigão’, ‘chefe’ ou ‘querido’. [Nota da Cris: Discordo do “amigão” e afins, imortalizado na música do Skank, em caso dos garçons de butecos. Ao menos aqui em Beagá, eles aceitam isso muito bem. Mas sempre-sempre prefiro aprender o nome ou apelido do garçom e chamá-lo dessa forma. É melhor para ele e para mim]

12- Um conhecido janta sozinho. Devo chamá-lo para a mesa?
Só se for alguém que você realmente queira como companhia. Não pergunte se a pessoa está esperando alguém – ela pode estar só querendo sossego.

13- Posso deixar o celular em cima da mesa num encontro?
Só se quiser deixar claro que um amigo, seu chefe, um desconhecido que está ligando por engano ou qualquer um que tente contatá-lo são mais importantes do que a pessoa que está na sua frente. [Nota da Cris: Sobre isso, vale ler ESTE post].

Leia todas as dicas AQUI e nos textos correlatos. Abaixo, uma ilustração legal que veio junto da reportagem (clique nela para ver maior):

gentileza2

E viva a convivência gentil em sociedade! 😀

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

9 comentários em “13 gentilezas para todas as horas Deixe um comentário

  1. “Devo ter uma arma para me proteger em casa?” Isso não se enquadra em “gentileza”… tá mais para “dica de segurança”.

    “Não lembro o nome da pessoa que está me cumprimentando”. Tenho esse enorme problema e fico puxando conversa ( como em um conto do Veríssimo) para tentar lembrar do nome da pessoa. É feio. :/

    “Quando devo bloquear uma pessoa na rede social?
    Se a pessoa estiver incomodando. ” Embora as pessoas estejam bloqueando/excluindo apenas por discordarem de um posicionamento. (seja político ou em outra área)

    Gostei do manual! 🙂

    Curtir

  2. No fundo não é nem uma questão exatamente de gentileza. Gentileza em si é quando fazemos algo que não é nossa obrigação, apenas para facilitar a vida do outro. Tudo isso que falamos é, na verdade, obrigação nossa para não tornar a vida dos outros um inferno.

    []s,

    Roberto Takata

    Curtir

  3. Ótimo….a falta de gentileza me dá preguiça da humanidade.
    Adorei seu blog.
    Beijos e boa sorte nessa vida louca de jornalista (mas parece que vc gosta!)

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: