A letra de música mais atual de todos os tempos

Alô, alô, marciano!

Alô, alô, marciano!

A letra foi composta em 1980. Há 34 anos, portanto. E continua sempre, e para sempre, atual.

Continuamos em guerra. Continua havendo crise econômica (hoje mais forte em países da Europa, mas piorando no Brasil). Ah sim, e continua muita patrulha. Patrulha de todos os lados e todos os níveis, inclusive ideológica.

Vale até a brincadeira com a coisa ficando russa, porque até a Rússia voltou ao cenário de conflito mundiais, após o avião abatido na Ucrânia por rebeldes separatistas pró-Rússia.

A menção aos aiatolás é que perdeu um pouco o fôlego, embora aquela região do Oriente Médio e Pérsia continue nas manchetes de todo o mundo, por razões diferentes da dos anos 80. Hoje mesmo Obama autorizou novos ataques ao Iraque, quem diria (eu diria).

E assim seguimos desesperados para desabafar com algum marciano e mudar de planeta de vez. Viva minha ídola Rita Lee, que compôs a letra de música mais atual de todos os tempos (no ritmo mais legal, diga-se de passagem):

“Alô, alô marciano
Aqui quem fala é da Terra
Pra variar, estamos em guerra
Você não imagina a loucura
O ser humano tá na maior fissura porque
Tá cada vez mais down no high society !

Alô, alô marciano
A crise tá virando zona
Cada um por si, todo mundo na lona
E lá se foi a mordomia
Tem muito rei aí pedindo alforria porque
Tá cada vez mais down no high society !

Alô, alô marciano
A coisa tá ficando russa
Muita patrulha, muita bagunça
O muro começou a pichar
Tem sempre um aiatolá prá atolá , Aláh !
Tá cada vez mais down no high society !”

Anúncios