Receita de pão de queijo instantâneo no micro-ondas

Como boa mineira que sou, já divulguei aqui no blog um bocado de receitas de pão de queijo. Teve o pão de queijo de liquidificador, o pão de queijo da vovó Rosa e o pão de queijo da vovó Angélica.

Hoje trago uma receita beeeeem menos pretensiosa, mas muito útil para os momentos de desespero para comer um pão de queijo.

O preparo completo desta iguaria leva, no máximo dos máximos, 10 minutinhos.

Anote aí:

INGREDIENTES

  • 4 colheres de sopa de polvilho azedo misturado a 1,5 colher de café de fermento em pó
  • 4 colheres de sopa de leite
  • 4 colheres de sopa de queijo (parmesão ou canastra) ralado
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • Um ovo
  • Sal a gosto (uma pitada resolve)

MODO DE PREPARO

Misture tudo isso em uma vasilha pequena (um caneco ou um pote de sorvete, por exemplo), até formar uma massa homogênea. Coloquei no micro-ondas por 4 minutos, em potência alta (que costuma ser o padrão dos aparelhos).

E bom proveito! 😉

20161120_194123 20161121_185916

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Anúncios

Pão de queijo da roça

Passamos pelo Sertaneja para comprar queijo minas canastra, para eu levar aos colegas paulistanos, para quem tento ensinar o que é queijo minas de verdade (eles insistem em chamar aquela coisa branquela e aguada, sem gosto de nada, de “queijo minas”).

O vendedor e dono da lojinha, bem-humorado, falou:

— Aqui você compra um queijo e ganha de brinde um carregador de celular universal.

E estendeu a sacola:

— Viram só? Com esta sacola vocês carregam todos os tipos de celular para onde quiserem.

Um traquinas.

Vimos o pão de queijo assando no forno, feito com legítimo queijo canastra, e não resisti.

— Dois pães e queijo e dois cafés, por favor.

— O pão de queijo é R$ 2,50, mas o café é cortesia da casa.

Quando chegou, maravilhoso, quentinho e com gosto de queijo de verdade, o dono falou:

— Se não gostarem do pão de queijo, não pagam. — E completou: — Mas se não gostarem do café, pagam.

Pedi a receita:

— Eu te passo a receita numa boa, se você trouxer a receita da Coca Cola pra mim.

Meu pai viu o retrato de uma senhorinha na placa que dizia “Pão de Queijo da Roça”. Quem era a artista?

E ele contou toda a história:

— Minha avó. Eu morava há 18 anos numa fazenda aqui em Juatuba. Quando minha mãe morreu, encontrei um livro de receitas, onde li: “receita de pão de queijo da Vó Veva”, a vó Genoveva. Comecei a fazer, elogiaram muito, aí resolvi abrir uma lojinha pra vender lá em Belo Horizonte. Logo não cabia mais, tive que ampliar a fábrica, tamanha era a demanda. Em pouco tempo, vendíamos para 64 lanchonetes. A gente entregava em todas elas, com o trânsito de Beagá, percorríamos 200 km por dia. Aí resolvi deixar para minha ex-mulher e meus filhos e voltei para Juatuba.

Um empreendedor traquinas.

Ele vende também os congelados que vendia em Belo Horizonte. Uma bandeja com oito pães de queijo gigantes, R$ 6. Uma com 30 pães de queijo coquetel, R$ 10. Levamos a que tinha 30.

Um dia vou aprender a fazer um pão de queijo assim e também viver à margem do rio Paraopeba, da renda das minhas iguarias 😉

Quem quiser conhecer um pão de queijo de verdade, pode comprar lá também. A fábrica de Beagá fica na rua dos Guajajaras, 739, no centro (31-3072-2121). A do Sertaneja, fica em Betim, na rodovia Fernão Dias, sentido São Paulo, logo antes de virar para a BR-262 (31-8318-8484).

Receita de pão de queijo – parte 2

160920121591

Para os mais tradicionalistas que acharam uma blasfêmia uma receita de pão de queijo quadrado e em que nem se coloca a mão na massa, divido aqui duas receitas das minhas avós.

(Cheguei a tentar fazer uma delas também, mas ficou duríssimo e sem gosto. Tentarei de novo quando estiver mais experiente no fogão…)

Pão de queijo da vovó Rosa

Para 1 copo de 200 ml de polvilho doce de boa qualidade, misture a mesma medida de queijo ralado, 1 ovo grande, 1 colher de sopa de manteiga (cheia), 1 pitada de sal a gosto e acabe de amassar com leite ( de 1/4 a 1/2 copo de leite na temperatura ambiente). Amasse bem até que a massa fique homogênea e bem macia. Faça + ou – 20 bolinhas, e asse em forno quente. Pré-aqueça o forno antes de colocar o tabuleiro.

Obs: Não deixe a massa muito dura.

Pão de queijo da Vovó Angelica

Para 1/2 kg de polvilho doce de boa qualidade, coloque 1/2 copo de 200 ml de óleo, 1/2 copo de água, 1/2 copo de leite, 4 ovos, 1 colherinha de café de sal e + ou – 200 gr de queijo ralado.

Modo de fazer: ferver o óleo, a água e o leite. Numa vasilha aberta misture o polvilho e o sal. Despeje a mistura de liquidos ferventes sobre essa mistura e mexa bem até esfriar. Coloque os ovos um a um e sove bem. Continue sovando e então acrescente o queijo ralado. Unte as mãos com óleo e enrole os biscoitos. Assar em forno médio, pré-aquecido.

 

Observação geral: o ideal é que o queijo seja Minas (o Minas de verdade, de preferência Canastra, não esse frescal insosso que os paulistanos chamam de queijo Minas).

Sugestão aos não-mineiros: experimentem fazer isso em casa e nunca mais comprarão aqueles pães de queijo congelados de supermercado nem comerão os pães de queijo vendidos nas padarias da vida. Se fizerem aquela receita de ontem também não vão se arrepender!

Receita de pão de queijo

Sempre me vangloriei de só saber “cozinhar” pipoca, brigadeiro e miojo.

Sabe aquela coisa de mulher moderna, que tem ojeriza de Amélia? Era um jeito “cool” de disfarçar minha inaptidão na cozinha (quando eu era criança, cabia a mim ajudar na faxina de toda a casa, mas eram minhas irmãs que sabiam fazer um arrozinho e passar um bife, para eu lavar as vasilhas depois).

Acontece que outro dia minha mãe me ensinou a fazer um frango absurdamente fácil e resolvi testar num almoço aqui em casa. E ficou uma delícia e todos adoraram (ou disfarçaram muito bem!). Depois fiz de novo em outro almoço de amigos em Beagá e também foi um sucesso. Olha ele aí:

Acabei comprando utensílios que nunca imaginei que teria: ralador de queijo, escorredor de macarrão, descascador de legumes, pão-duro, aquela colher cheia de furinhos que serve pra esmagar batatas e uma panela média (eu só tinha uma grandona, pra pipoca, e uma pequenininha, pro miojo ;)).

Aí minha mãe enviou uma receita de pão de queijo de liquidificador, da minha cunhada, e resolvi testar. Na primeira tentativa, ficou meio duro e sem gosto. Mas, na segunda, ficou delicioso, macio, cheio de queijo e acabou em coisa de segundos!

Assim, empolgada com meus avanços nessa nova carreira de chef (ajuda o fato de meu último casinho de amor ser um expert em culinária e de eu ter muito mais amigos homens que sabem cozinhar do que mulheres, o que derrubou de vez o mito de Amélia na minha geração), resolvi comprar um livro com 400 receitas de vários tipos, todas ilustradas e tals. Pretendo testá-las uma a uma nos almoços que organizo com frequência aqui em casa.

As que derem certo, vou dividir aqui no blog 😉

Prometo passar a do frango depois, mas hoje abro com a do pão de queijo:

Ingredientes:

  • 2 xícaras de polvilho, doce ou azedo
  • 1 xícara de leite
  • 3/4 de xícara de óleo ou azeite
  • 1 ovo
  • 1 pitada de sal
  • 4 colheres de sopa de queijo parmesão ralado (o ideal é comprar o queijo e ralar na hora. Se for o queijo Minas canastra, melhor ainda. Não se atenha à receita: pode colocar mais que quatro colheres! Quanto mais, melhor ;))

Bata tudo no liquidificador.

A massa não fica durinha, então não dá pra fazer bolinhas. Você pode colocar em forminhas ou fazer como eu: despejar num tabuleiro, assar em forno quente, e cortar, em quadradinhos, como se faz com uma torta.

IMGP1319

Batizei de “pão de queijo quadrado”, como a bola do Kiko 😉

IMGP1320