Sérgio Andrade, bem mais que acionista da Andrade Gutierrez

Sérgio Andrade, em foto tirada da lista de bilionários da Forbes.

Sérgio Andrade, em foto tirada da lista de bilionários da Forbes.

Texto escrito por José de Souza Castro:

Os lavajatistas de Sérgio Moro ameaçam atingir pelos menos um dono de empresa que vem sendo investigada por corrupção. Até agora, se limitaram aos executivos. Conforme a “Folha de S.Paulo” deste domingo, a Lava Jato quer ouvir Sérgio Andrade, filho de um dos três fundadores da Andrade Gutierrez, empresa nascida em Belo Horizonte em 1948.

Sérgio, filho de Roberto Andrade, não era um “Zé ninguém” dentro da empresa. Não foi um simples acionista, como se informa neste trecho da reportagem assinada por Bela Megale e Valdo Cruz:

“A empresa negou qualquer possibilidade de Sérgio Andrade, um dos sócios do grupo, integrar o rol de delatores da Lava Jato. A assessoria informou que ele nunca teve função executiva no grupo e que sempre figurou apenas como acionista. A empreiteira relata ainda que até o momento não teve informações de que o dono do grupo teria sido alvo de relatos no âmbito das investigações.”

Os repórteres não citam fontes da Lava Jato, e tudo pode não passar de um recado luxuoso para alguém…

Se quisessem contestar a informação recebida da empresa, poderiam recorrer ao Google. Em julho de 2013, por exemplo, o iG publicou um ranking intitulado “Os 60 mais poderosos do País”. Entre eles, Sérgio Andrade.

Também tenho outras informações sobre esse acionista Sérgio Lins Andrade, seu nome completo. Continuar lendo

Anúncios