As marchinhas politizadas do Carnaval de Beagá

Pré-Carnaval já acontece em Beagá. Foto: Cristiano Trad/O Tempo.

Pré-Carnaval já acontece em Beagá. Foto: Cristiano Trad/O Tempo.

Beagá nunca teve movimento no Carnaval, era a época do ano de cidade-fantasma. Mas, de uns três anos pra cá, a festa está se firmando na cidade, com direito a multidões fantasiadas andando pelas ruas em pleno feriado.

E uma das marcas da cidade, desde 2012, é o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas. Apesar de ter o apoio da Rádio Inconfidência, que é do governo do Estado, e ter um projeto de R$ 300 mil aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o concurso não é nada chapa-branca — pelo contrário, tem selecionado, entre finalistas e premiados, marchinhas com alto grau de crítica política.

Tanto que, em 2012, a vencedora foi a marchinha “Na Coxinha da Madrasta”, de Flávio Henrique, sobre irregularidades envolvendo o presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Léo Burguês:

Em 2013, o vencedor foi “Imagina na Copa”, de Daniel Iglesias, Matheus Rocha e Guto Borges, com críticas pra todos os lados, incluindo o próprio Léo Burguês e o senador Aécio Neves:

No mesmo ano, o Flávio Henrique fez outra marchinha de grande repercussão, criticando o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, que tinha declarado que a prefeitura deveria ter sido “mais babá dos cidadãos“, para evitar tragédias causadas pela chuva, que tinham acabado de acontecer naquele janeiro de 2013:

Neste ano, as inscrições para o concurso se encerram hoje [ATUALIZAÇÃO: foram prorrogadas até 27 de janeiro!], mas já foi divulgada uma marchinha irreverente, que faz críticas ao episódio envolvendo um helicóptero de Zezé Perrela encontrado cheio de cocaína, e ao senador Aécio Neves, pré-candidato à presidência da República. Já está bombando nas redes sociais.

Não descobri quem é o autor ou autores, mas foi divulgada no Youtube no perfil de uma pessoa identificada como Zé Mayer [ATUALIZAÇÃO EM 16/1: Fui informada agora, pelo Daniel Iglesias, que a marchinha é dos músicos Gustavo Maguá e do Thiago Dibeto!]. Vamos aguardar para ver se o pai do santo aparece. Enquanto isso, bora escutar:

[ATUALIZAÇÃO em 17/1: o vídeo original foi tirado do ar, após uma “reclamação de difamação, segundo o Youtube. Mas vários usuários já replicaram em outras contas de YouTube, então é possível ouvir por outros links, como AQUI.]

Quer inscrever uma marchinha? Veja AQUI como. As inscrições foram prorrogadas até 27 de janeiro e o prêmio é de R$ 9.000.

***

Atualização às 12h30: descobri agora que a cantora Ana Cristina também já havia liberado na internet, desde novembro, sua marchinha Boi em Pó, outra versão para o episódio político do ano. CLIQUEM AQUI para ouvir 😉

Anúncios

11 comentários sobre “As marchinhas politizadas do Carnaval de Beagá

  1. Interessante esse vosso carnaval! Mas não podem deixar que o divertimento carnavalesco se torne em um simples ato político, mas enriquecê-lo para que se torne um ato social com crítica à injustiça da política social executada pelos mais variados governos!

    Só existe uma única solução para que a política seja executada com Justiça Social!

    Curtir

      • Os atos políticos são sempre bem-vindos e muito importantes para a cultura do conhecimento de todos nós! Eu ouvi as musiquinhas! Elas(as marchinhas) não chamam a atenção para as favelas, para a miséria social, para a falta de escolas, para a falta de atendimento digno na saúde, para a falta estrutural do saneamento básico,…etc. Na zona metropolitana de Fortaleza a situação é idêntica ou pior! Quando chegam as eleições recebem uma cesta básica, cachaça, combustível e esquecem que estão elegendo alguém que vai tomar o destino da sua região ou da sua nação!
        Só existe uma única solução para que a política seja executada com mais Justiça Social! Mudar o voto sempre que os governantes eleitos não atenderem efetivamente os mais diversos setores da sociedade civil.
        A política não é como um time de futebol que embora faça asneiras sempre o apoiaremos! Na política há que mudar de sempre de time para tentar que o próximo governante seja um bom líder!

        Curtir

  2. Faltou só aquela: Começa com M, termina com “erda”, adivinha o que é que é?
    Acho que saiu no mesmo ano do da Coxinha, mas não ganhou o concurso.

    Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s