Marchinha vencedora do concurso de 2018 fala sobre piada que é metrô de BH; ouça

“Há tempos tou esperando, esperando o metrô! Eu era criancinha, hoje sou avô!”

Quem mora em Belo Horizonte vai se identificar imediatamente com esta marchinha, de autoria de João Batera e Dimas Lamounier, que venceu o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas neste ano. A final foi no último domingo (4).

Beagá só tem uma linha em operação, de 28,1 km, apenas em trechos de superfície, que liga o Eldorado, em Contagem, a Vilarinho, em Venda Nova. O tempo de viagem é de 44 minutos. Passa por uma pequena porção da região central da cidade. Não tem nenhuma estação na região da Savassi, por exemplo, que é extremamente movimentada e com grande concentração de prédios comerciais. Nada também na Pampulha ou no Barreiro:

São 25 trens, mas só 21 em operação, cada um com capacidade para atender 1026 passageiros. Eles atingem velocidade máxima de 80 km/h. O intervalo entre as viagens chega a 7 minutos em horário de pico e 12 minutos nos demais horários (ou até 15, nos sábados). Estas informações estão AQUI.

Uma linha, minha gente!

E não é por falta de promessas: leia AQUI, AQUI e AQUI três boas reportagens sobre o assunto, em ordem cronológica de publicação.

Pra piorar, o noticiário da semana informa que o metrô de BH corre o risco de ter o funcionamento reduzido ou até parar, por falta de recursos. Ou seja, o que já era insuficiente e ineficaz vai ficar ainda pior. E dá-lhe carros nas ruas!

Por tudo isso, a marchinha vencedora do concurso carnavalesco mais politizado do Brasil mereceu o prêmio. Estava atualíssima!

OUÇA ABAIXO: Continuar lendo

Anúncios