60 textos sobre a notícia da semana

Hoje acordei sem inspiração para o blog.

Para mim, houve apenas dois assuntos importantes nesta semana que acabou de começar, mas são de reportagem feita por outros veículos e repórteres, a saber: “Folha de S.Paulo” (repórter Lucas Ferraz) e “Fantástico” (repórter Eduardo Tchao). São os temas que se impõem no momento.

Mas tenho lido tanta coisa boa, especialmente a respeito do primeiro caso — o escândalo de um aeroporto construído por doadores de campanha de Aécio Neves e Anastasia, com recursos públicos do governo de Minas, por R$ 13,9 milhões, no segundo mandato de Aécio Neves, em terra de propriedade de sua família, que inclusive tem as chaves do local até hoje –, que acho desnecessário elucubrar mais a respeito.

Por isso, prefiro apenas indicar, para seu desfrute, algumas leituras de pessoas mais competentes que eu. Seguem abaixo:

  1. Governo de Minas fez aeroporto em terreno de tio de Aécio (a reportagem original do Lucas Ferraz, manchete da “Folha” no último domingo)
  2. Gestão de Aécio fez aeroporto em fazenda de tio de senador, diz jornal (repercussão no jornal “O Tempo”, já com a íntegra da resposta do candidato tucano e do governo de Minas, para quem se interessar em ver como se explicaram)
  3. Perguntas e respostas (que mostram como se explicaram mal)
  4. Anac investigará pousos e decolagens irregulares no aeroporto de Cláudio (desdobramento técnico)
  5. Comitê de Dilma vai representar Aécio por improbidade administrativa (desdobramento político)
  6. Promotor abre inquérito para analisar obra (desdobramento judicial)
  7. Empreiteira que fez aeroporto doou [apenas] para Aécio e Anastasia nas últimas eleições (Estadão correndo atrás do furo do concorrente)
  8. Choque de indigestão (coluna de Ricardo Melo na “Folha” de ontem, um dos poucos que vi abordarem o assunto na seção de opinião. Trecho importante: “Pego no escândalo, o candidato embaraçou-se todo. Alega que a área do aeródromo particular foi desapropriada. O que, vamos e venhamos, já é discutível: no mínimo não pega bem um governador indenizar sua própria família para uma obra de utilidade social mais do que duvidosa.”)
  9. Blogueiro Idelber Avelar diz que aeroporto é apenas ponta do iceberg e que jornalistas deveriam investigar a fundo a cidade de Cláudio, onde toda a família de Aécio Neves possui terras.

Novos textos acrescentados entre 23.7 e 1.8.2014:

  1. Elio Gaspari escreve sobre o escândalo, mostrando como o esclarecimentos do candidato ainda foram insuficientes. Trecho: “A comodidade de uma pista de pouso paga e mantida pela Boa Senhora é o objeto do desejo de todo fazendeiro. Tome-se, porém, o exemplo de Paul Mellon, um finíssimo bilionário que vivia entre seu haras da Virgínia e o mundo. Comprou um avião e, para seu conforto, construiu um aeroporto dentro de suas terras, em Upperville. Lá, avisa-se: ‘Uso privado. É necessária autorização para pousar’. Mellon fez o aeroporto com o dinheiro dele. A pista de Cláudio, como diria Armínio Fraga, foi construída com o ‘meu, o seu, o nosso’.”
  2. Natuza Nery escreve sobre o fato de tucanos estarem se sentindo “perseguidos”. Trecho: “O próprio senador já disse em conversas reservadas que a fazenda que herdou em conjunto com outros parentes é o seu “refúgio” preferido. O aeroporto teria sido erguido ali se o tal refúgio ficasse em outro lugar? Quem concorre a um cargo público precisa se acostumar a dar explicações sem, necessariamente, achar que o jornalista ou o jornal tem uma agenda outra que não seja informar seu leitor.”
  3. Aécio Neves monta força-tarefa para rebater acusações.
  4. Pimenta da Veiga, candidato ao governo de Minas pelo PSDB, sobre a denúncia: “Não tem nenhuma importância isso”.
  5. Imagens aéreas da construção do aeroporto, uma delas mostrando um avião no local.
  6. Edital do governo de Minas desmente desmentido de Aécio agora.
  7. PT vai à Procuradoria Geral da República pedir ação contra Aécio por improbidade administrativa.
  8. Lei deu nome de outro tio de Aécio a aeroporto ainda não inaugurado [Outro furo de Lucas Ferraz, que ficou em cima de sua boa pauta!]
  9. Pista de terra do aeroporto também teve verba pública e já foi alvo do MP [Trecho: “Múcio (o tio de Aécio Neves que é dono da fazenda) é réu em ação de reparação de danos ao erário por ter usado verba pública, também do governo mineiro, para abrir uma pista de terra batida no local em 1983.”
  10. Cronologia das irregularidades no aeroporto, datando de 1983, até os dias de hoje.
  11. Aeroporto pode ajudar tio de Aécio em ação que ainda tramita na Justiça.
  12. PT pede que MP estadual também investigue.
  13. Coluna de Murilo Rocha no jornal “O Tempo” desta quinta-feira. Trecho: “Junta-se aos argumentos acima o relato quase unânime dos moradores do município da baixíssima utilização do local por aeronaves. E, quando a pista é utilizada, na maioria das vezes, quem a frequenta é o próprio Aécio e seus familiares ou então motociclistas e aeromodelistas nos fins de semana. Um pouso fora dessa rotina, por exemplo, ocorreu em 11 de dezembro do ano passado e mereceu até uma reportagem na “Tribuna de Cláudio”. Na ocasião, a pista foi usada por um avião da Polícia Militar participante de uma operação de transplante de órgãos.”
  14. Coluna de Heron Guimarães fala como todos os candidatos têm tetos de vidro. Trecho: “Talvez será preciso chegar ao ponto de termos que fazer uma escala individualizada e uma espécie de ranking de escândalos e irregularidades para ver qual o poleiro será o menos sujo até o dia 5 de outubro.”
  15. Coluna no Brasil 247 diz que Aécio deveria abdicar de sua candidatura e cita dois exemplos na história recente em que isso aconteceu.
  16. Aeroporto de Aécio custou tanto quanto um aeroporto comercial de grande porte no Ceará.
  17. Cláudio nunca foi polo de fundições e metalúrgica, como alegou comitê de Aécio.
  18. Empresas locais só utilizam transporte viário e empresas de fundição são de pequeno porte, sem aviões fretados.
  19. Aécio Neves também autorizou melhorias em aeroporto no norte de Minas, em cidade onde pai de Aécio tinha agropecuária.
  20. Tio de Aécio diz que aeroporto era para todo mundo usar, inclusive Aécio (entrevista feita pelo Estadão, publicada neste sábado)
  21. Aécio se recusa a responder se usou o aeroporto em Cláudio.
  22. Reportagem da “Folha” neste sábado (26): Dos 14 aeroportos novos previstos pelo programa ProAero, criado quando Aécio era governador de Minas, só dois saíram do papel: um na Zona da Mata e o de Cláudio, onde ficam as terras da família de Aécio.
  23. Reportagem de Isabella Lacerda, no jornal “O Tempo” deste domingo (27/7): ProAero só atingiu um terço da meta, após mais de dez anos.
  24. Infográfico do ProAero.
  25. Cláudio e Capelinha ainda fora da lista da Anac.
  26. Gestões municipais têm visões distintas da necessidade das obras.
  27. Aécio se recusa a responder a perguntas de jornalistas sobre aeroporto.
  28. Coluna de Ricardo Balthazar sobre aeroporto aborda os interesses privados comandando o pulso do gestor público, o que “pode ajudar a conhecê-lo melhor, agora que ele quer ser presidente da República”.
  29. Editorial da “Folha” neste domingo (27) resume o caso após uma semana.
  30. Vereadores questionam transferência do aeroporto para prefeitura.
  31. Aeroporto serve a sertanejo e empresário.
  32. Usou ou não usou o aeroporto, eis a questão. Coluna de Julia Duailibi; trechinho: “O que não dá é para o principal candidato da oposição não responder à pergunta e ainda protagonizar situações constrangedoras ao dizer que tudo já foi esclarecido, quando não foi.”
  33. Metas do ProAero não justificavam uso de verba pública para construir aeroporto em Cláudio.
  34. Coluna de Ricardo Kotscho: “Convenhamos que se trata de uma história no mínimo estranha, para quem começou a campanha fazendo pronunciamentos em defesa da ética na vida pública e ataques aos adversários dos governos petistas.”
  35. Boa reportagem do R7: Governo de Minas pode pagar R$ 20 milhões por terreno da fazenda de tio de Aécio avaliado inicialmente em R$ 1 milhão.
  36. Reportagem da revista Fórum fala com moradores de Cláudio, que se dizem espantados com gasto de R$ 14 milhões por aeroporto.
  37. Bossa do Aécio“: paródia genial de “Samba do Avião”, com críticas ao candidato.
  38. Coluna de Janio de Freitas na “Folha”, em 29.7; trecho: “O maior e já efetivado ganho com a construção da pista em fazenda da família está nesta certeza: a fazenda que circunda a pista asfáltica de mil metros tornou-se um imóvel dotado de infraestrutura especial e incomum. (…) A valorização da fazenda comum tornou-a, tão logo a pista foi concluída, um patrimônio de alto nível da família do então governador Aécio Neves.”
  39. Justiça abre prazo pra analisar valor de desapropriação do terreno. Autos do processo agora estão abertos ao público.
  40. Campanha finalmente admite que Aécio usou aeroporto de Cláudio (reportagem de 30/7, do Estadão).
  41. Aécio se recusa a comentar admissão.
  42. Minas prevê até R$ 20,5 milhões de gasto com desapropriação.
  43. Coluna de Elio Gaspari em 30/7: a Impaciência Imperial de Aécio. Trecho: “A pista de Cláudio incomoda, mas deriva de uma visão patrimonialista do poder. A impaciência imperial é bem outra coisa. Reflete, a um só tempo, a ideia de que, seja o que for que se discute, daqui a um mês o assunto estará esquecido, ou ainda que manda quem pode e obedece quem tem juízo, inclusive parando de perguntar o que não deve. Trata-se de um erro crasso de conduta política, até mesmo de marquetagem.”
  44. Aécio diz que uso de aeroporto foi um equívoco. E depois culpa a Anac por seu “equívoco”.
  45. Gasto per capita do aeroporto de Cláudio é o maior do programa (reportagem de Marcelo Portella no Estadão de 31.7.2014)
  46. Aécio Neves escreve no “Tendências/Debates” da “Folha” sobre aeroporto (31.7.2014).
  47. Prefeitura de Montezuma diz não ter documentos sobre aeroporto reformado por Aécio (reportagem de Estêvão Bertoni na “Folha” de 31/7).
  48. Editorial da “Folha” de 1/8 está muito bom! Trecho: “Embora o candidato tenha procurado transformar o tema num pormenor, entende-se por que tentou ocultar a aterrissagem em Cláudio. Será mais difícil negar o óbvio: a pista de pouso, no mínimo, é conveniente para ele e seus parentes. (…) A questão, como se vê, não está “mais que esclarecida”, como supôs Aécio. O episódio, de todo modo, mostra como o tucano, hoje candidato, reage a perguntas –ainda que simples e “irrelevantes”.”
  49. Charge do Duke em 1/8. Clique AQUI para ver.
  50. Mais uma charge genial de Duke (clique sobre ela para ver maior):

chargeduke2607

Adendo de 22/10/2014: MPF vai investigar se Aécio Neves cometeu improbidade administrativa ao construir aeroporto em Cláudio. Veja reportagem AQUI.

Vou fazer como em outros posts e acrescentar outros textos interessantes sobre o assunto à medida que for me lembrando ou forem surgindo. Para fechar este, nada melhor do que a charge do Duke, publicada na edição de hoje do jornal “O Tempo”:

aeroneves

Diariamente, desde anteontem, estou divulgando na página do blog no Facebook recomendações de reportagens nos jornais/portais do dia. Depois de ler o noticiário da manhã, pinço as melhores matérias, como fiz neste post, e coloco os links lá. Acompanhe 😉

Leia também:

Anúncios

9 comentários sobre “60 textos sobre a notícia da semana

  1. Espero que finalmente as tramóias de Aécio venham à tona e que ele faça um favor ao Brasil desaparecendo da vida pública.
    Tenho arrepios só de pensar que esse cidadão pode vir a ser presidente do Brasil, mas felizmente ele não conseguiu comprar toda a imprensa brasileira – só a de Minas – e por isso é pouco provável que venha a ser eleito. Melhor usar seu tempo e dinheiro para curtir praia e festas no Rio de Janeiro.
    Não sou dilmista, lulista, petista ou qualquer coisa correlata (também não sou anti-pessedebista), sou apenas radicalmente contra Aécio, por ver o mal uso que ele fez do dinheiro público quando foi governador (as obras que fez foram para que? para quem? choque de gestão, ahn?) e ainda gastar rios com publicidade dizendo que Minas tem a melhor educação, a melhor saúde, o melhor tudo do Brasil.
    Quero relatar duas cenas que me deixaram esperançosa quanto ao futuro:
    a campanha do Aécio está pagando jovens bem apessoados para ficarem na praça da Savassi distribuindo adesivos e outros brindes. Na semana passada, passei lá de carro em duas noites (quinta e sexta) e, enquanto o sinal estava fechado, os jovens foram de carro em carro oferecendo os brindes. NINGUÉM aceitou. Tudo bem, é uma pequena amostra de eleitores, em momentos rápidos, mas isso ter acontecido em duas noites seguidas mostra que nem tudo está perdido…
    Agora estou em busca de um adesivo “sou mineiro e não voto em Aécio” para colar no meu carro.

    Curtir

  2. Parabéns pelo artigo. Vc viu o Merval? Tem no conversa afiada. Fala que desapropriaram a fazenda. Mas na verdade foi só o pedaço da pista, quer dar a entender que o tio foi prejudicado, o governo de MG pagou 1 milhão pela fazenda toda. Qdo na verdade a fazenda é deles e hj está mais valorizada, com aeroporto no quintal.

    Curtir

    • Fala também que o Ministério Público de MG já investigou, que a PGR deve responder isso ao PT. Como se Ministério público fizesse algo contra governador.

      Curtir

    • Pois é, nem fiquei colocando esses artigos que só repetem o que o Aécio falou, porque a explicação dele já está na íntegra em uma das primeiras matérias que listei. Quem quiser ir lá ler e tirar as próprias conclusões, fica à vontade, né? A mim, não convenceram, e muito por causa desses outros artigos que listei, que trazem muitos questionamentos ainda não respondidos pelo ex-governador. abraços!

      Curtir

  3. Vc viu a matéria (ridícula) da Veja sobre o caso? Só faltou falar que Aécio foi mais crucificado que Jesus Cristo, mas em se tratando da Veja isso já era esperado…
    Fiquei supresa foi com a Época que gastou aproximadamente cinco linhas comentando o ocorrido. Mas o assunto é banal mesmo, né, não merecia mais que essas linhazinhas…

    Curtir

    • Pra falar a verdade, já faz um tempinho que ando sem ler estas duas revistas, Elisa… A “Época” eu até assinei por quase dois anos até o começo do ano, mas eles foram muito idiotas no atendimento ao consumidor e cancelei. Já a “Veja”, eu tenho que ler de vez em quando, por causa da minha profissão, mas é uma leitura sacrificante!

      Curtir

  4. Vc usou a palavra certa, “sacrificante”. A Veja é intragável, mesmo.
    Mas quando surgiu essa história do aeroporto eu fiquei me mordendo de curiosidade para ver o que iria sair na Veja. Achei que iriam ignorar o assunto ou escrever meia dúzia de linhas narrando o ocorrido e dizendo que o caso ainda teria que ser melhor apurado.
    Já a Época eu sempre leio, a leitura é agradável e ela dá um resumo satisfatório do fato da semana. Mas essa última edição me decepcionou, vê lá se “como chegar aos oitenta anos” é capa de revista com o perfil a que ela se propõe?? (embora esse tipo de capa seja cada vez mais comum quando a publicação não quer se manifestar sobre um assunto à tona)

    Curtir

    • A “Época” caiu muito. Teve uma revista, a edição 800, que me marcou por sua má qualidade. Resolveram fazer um “especial” com 800 inovações. Só que era só um amontoado de fotos e cada uma com duas linhas, ao melhor estilo de figurinha que vem em chicletes. NENHUMA (nem UMA!) reportagem sequer. E ainda alguns trechos com erros grosseiros. Cheguei a escrever uma carta ao editor, com quem já tinha falado em outra ocasião para elogiar, e ele responder de forma super arrogante e grosseira, assim como o atendimento ao assinante já tinha feito quando precisei de registrar uma reclamação. Ou seja, tanto a Redação quanto o marketing da revista são arrogantes, então parece ser parte da linha editorial. Por isso, desisti para sempre e de vez dessa publicação 😉

      De qualquer forma, no período todo em que assinei e nos quase seis meses em que resolveram me enviar revistas de graça depois que cancelei a assinatura, não vi quase nenhuma reportagem que tenha me marcado. Tinha semanas em que eu só folheava a revista e, sem ver nada de bom, nem perdia o tempo lendo a edição da semana.

      Curtir

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s