Ir para conteúdo

Que venha o céu do Natal

Foto do último cometa de grande visibilidade que passou por aqui, o Lovejoy, em 2011, com magnitude -4 (Y. Beletski/ESO).
Foto do último cometa de grande visibilidade que passou por aqui, o Lovejoy, em 2011, com magnitude -4 (Y. Beletski/ESO).

Eu não entendo nada de astronomia. Nem sequer participei da tradicional viagem do meu colégio para Milho Verde, distrito de Diamantina, onde os alunos se deitavam em cangas num gramado durante a noite e observavam o céu, recebendo informações preciosas do professor de Física. Não consigo identificar constelações e não é sempre que vejo Vênus.

Mas adoro admirar uma noite de céu estrelado, de preferência em uma dessas roças perdidas no mundo, com pouca iluminação artificial para atrapalhar a vista. Um dos meus programas favoritos, quando ia à Serra do Cipó, era deitar no chão e ver as estrelas. Não raro enxergo uma estrela cadente. E também não posso me esquecer da Lua: quando criança, uma das minhas maiores diversões era, assim que entrasse no carro, procurar pela lua e disparar: “Olha a lulua!”, apontando o dedo para ela, vitoriosa. Meus pais vibravam.

Por isso, espero ansiosa pela chegada do Natal deste ano, desde que soube que, nesse fim de 2013, poderei enxergar a olho nu, além das belas estrelas e da lua, um cometa descoberto pelos russos no ano passado e batizado de Ison (nome do observatório no Cáucaso). Diz a “Época” desta semana que ele terá magnitude de -13 — menor que a de uma lua cheia, que chega a -12,7. Explicam os entendidos que, quanto menor a magnitude, mais brilhante é o astro. Ou seja, esse cometa poderá ser mais brilhante do que a lua cheia! Além disso, será mais brilhante que o mais brilhante dos cometas que já passou perto da Terra, que atingiu magnitude -10 — e isso em 1965, vinte anos antes de eu nascer para poder admirá-lo. O Halley chegou só a -3,5.

Enfim, será um espetáculo digno de reis magos, e com previsão de durar dois meses para quem não tem luneta, como eu. Que venha o Natal!

***

Leia mais informações e veja imagens dos maiores cometas (como o que ilustra este post)  AQUI.

Cristina Moreno de Castro Ver tudo

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser mãe. Redes: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro www.goodreads.com/kikacastro. Mais blog: http://www.otempo.com.br/blogs/19.180341 e http://www.brasilpost.com.br/cristina-moreno-de-castro

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: