Abaixo o vidro automático nos carros!

Minha mãe tem um carro que não fecha os vidros de forma automática, só apertando o botão do alarme, como é comum entre vários carros. Sempre vi isso como uma desvantagem.

Nesta semana, após mais uma (de tantas) notícia sobre o pai que esqueceu o bebê dentro do carro, desta vez em Divinópolis, me dei conta de que esta poderia ser, afinal, uma vantagem.

O Eduardo Santos, leitor deste blog, foi quem me disse que, em seu carro, ”

os vidros só se fecham manualmente, apertando os botões”. “Perguntei na concessionária e disseram que os [fabricantes] japoneses alegam que é para não deixar criança lá dentro”, informou ele.

Japonês, como bem sabemos, é um povo esperto. Talvez esta devesse ser mais uma campanha para adotarmos aqui no Brasil, terra dos cintos de segurança, bafômetros e, quem sabe um dia, airbags e outros itens de segurança tornados obrigatórios: abaixo o vidro automático! Todos nós estamos sujeitos a esquecer completamente de algo, por mais valioso que seja, e a tragédia da morte de um filho supera qualquer 30 anos de prisão.

Anúncios