O inferno é aqui (em São Paulo)

Foto do Joel Silva na primeira página da Folha de 18/2/2012

Ouço, neste momento, um axé bem alto vindo do prédio vizinho.

É Carnaval, minha gente.

Mais cedo, às 11h, acordei com o barulho da obra do prédio em frente. Aproveita-se o Carnaval para incomodar menos pessoas com as obras e, logo, incomodar os pobres sofredores que ficaram por aqui, trabalhando.

11h ainda era cedo, pois sim, porque fui dormir quase 3h. Depois de trabalhar quase 16h.

Sim, porque gastei 7h pra cumprir um trecho de 1h30, entre Bertioga e São Paulo. Porque no Carnaval milhões de pessoas decidem ir de carro para o litoral e metade desses milhões decide voltar em plena SEGUNDA-FEIRA para “fugir do trânsito”. Pobres de nós.

Lembram do outro post, sobre o melhor do Carnaval em São Paulo? Pois este é sobre o pior do Carnaval nas estradas paulistas. Se eu não estivesse trabalhando, mas curtindo minha folga, JAMAIS, nunquinha da silva, eu pegaria aquela estrada naquele horário.

Está todo mundo louco.

Anúncios