O que os leitores vão fazer se ganharem na loteria

dinheirao

Recebi algumas respostas para meu post de ontem (não leu? VEJA AQUI) e resolvi compartilhá-las aqui no blog.

Veja como tenho leitores cheios de sonhos e planos! 😀

Celso: “Cristina, com certeza, neste próximo sorteio, vou ajuda-la, adquirindo esta casa para você.” [Oba!]

Lu Menezes: “Ah que sonho!!!! rsrsrs, primeiramente viajaria… reformaria a casa da minha mãe, estudaria administração e abriria um negócio pra mim e meu esposo!” [Boas ideias!]

Adir Tavares: “Olha, ainda não ganhei, mas vou fazer o que estou fazendo depois que me aposentei, NADA, vou pescar quase todos os dias, só isso!!!” [Será? 🙂 ]

Gabriel: “Muita coisa da pra fazer…muita coisa…acho que ia cair na estrada por um ano inteiro…num motorhome….ia ser divertido” [Ia mesmo!]

Cleberson: “Se um dia eu ganhar muito dinheiro na loteria , só vou comprar uma coisa, uma passagem que me leve aonde quer que eu queira ir. Se der, levar comigo amigos especiais, se não der, ir sozinho, mas levá-los no meu Coração. E tirar um monte de fotos de jeito que eles também caibam, e a gente fique junto para sempre naquele momento, naquele lugar…” [Que poético!]

Pacífico Guerra: “Compraria uma casa. Não compraria um carro, já que não gosto. Aplicaria meu dinheiro para ganhar juros. Nem pensar em trabalhar(rs). Olha, eu tentaria viver da maneira mais simples possível, bem discreto. Até mesmo a casa que eu compraria, seria simples. Escolheria a dedo, um local bem sossegado e seguro, sem barulho. Acho que eu moraria na roça(rs). Vivo só. Tenho poucos parentes e apenas um irmão. Não contaria pra ninguém. No entanto, por mais que a gente pense, como no meu caso, de viver com simplicidade, procurando não modificar a rotina, nossos hábitos, acabam mudando e as pessoas percebem. Eu compraria produtos mais caros nos super mercados; compraria roupas mais sofisticadas; beberia campari; compraria discos caros importados e, certamente, notariam que mesmo morando numa casa simples, ela não é um casebre, daí, apareceria uma mulher a me “amar” (rs). Mesmo com minha experiência de homem maduro e sendo uma pessoa muito desconfiada, eu não resistiria aos seus encantos e me casaria com ela. Pra piorar, mesmo não tendo vontade alguma de ser pai, cederia a seus apelos e teria filho(s). Aí, meu sossego se acabaria. Melhor não ganhar na loteria (rs).” [Talvez seja melhor mesmo, né!]

Thaís: a primeira coisa que eu faria era comprar uma casa pra mim e uma pra minha mãe. E uma pro meu pai no interior, pq ele sempre quis ter uma casinha em alguma cidade mais tranquila. E ia dar um dinheirinho pra ele complementar o da venda do apartamento pra poder comprar um no Barreiro, porque ele é doido pra voltar a morar aqui. Também montaria uma loja pra minha mãe, pois ela trabalha em casa e sozinha, fica difícil aumentar a renda pra montar um negócio e contratar mais gente. E, pessoalmente, faria minha cirurgia de redução de mama, que não é barata e já tá meio urgente. Depois, começaria os preparativos pro meu casamento. Porque depois de ganhar essa grana toda não é possível que meu namorado ainda vai continuar me enrolando! kkkkk [Eu também duvido que ele te enrole, hehehehe!]

Jaime Guimarães: se eu ganhasse na loteria todo esse dinheiro… nem sei o que faria. Provavelmente não escaparia dos sonhos que envolvem casa (pertinho da praia, claro) e viagens – nem ligo para automóvel, talvez continuasse com o meu “velhinho 2007” ou compraria um novo modelo popular; no entanto três coisas eu faria com toda a certeza: 1) ajudaria algumas pessoas – inclusive com tratamento de saúde; 2) trabalharia apenas um turno (e dedicaria o restante do tempo ao ócio criativo, cursos livres, atividade física…) e 3) entraria nas livrarias com AQUELE SORRISO no rosto! 😀 [Essa ideia de trabalhar só um turno é mesmo a melhor!!]

Leonardo Shikida: se eu ganhasse na sena, meus planos sao antigos e notórios: vou mandar um red label pelo correio pros amigos; comprar um pálio; vou pagar as dívidas da nossa diarista, coitada; vou garantir uma renda mínima pros parentes mais próximos e mais apertados; aplicar o que sobrar; produzir meu cd kenji & friends 🙂 e colocar na web [Pode trocar meu red label por uma cesta de cervejas artesanais? 🙂 ]

Elisa: Cris, quero dar uma sugestão para quando VOCÊ ganhar: como vai sobrar muito dinheiro depois da compra e reforma da casa da Av. Amazonas, você distribui o resto entre seus leitores. Como são muitos e não dá para saber quem são, você distribui entre os que, até a data em que você foi contemplada no sorteio, deixaram comentários no blog, que tal? ¨-) [Espertinha!! hehehe]

Ontem mesmo um felizardo de Uberlândia ganhou mais de R$ 16 milhões na Mega Sena. Será que é um desses leitores aí de cima? Se for, espero que seja o Celso 😀 😉

E você, já pensou no que faria se ganhasse na loteria? Deixe aí nos comentários ou envie por email, e eu acrescento aqui no post 😉

Leia também:

Anúncios

“O que você vai fazer quando ganhar na loteria?”

Quando te perguntam aquela pergunta mais clássica — “E se você ganhasse na Mega Sena?” — o que você responde?

Eu nunca soube muito bem o que responder. Claro, ia querer comprar um carro e uma casa ou apartamento, ia querer viajar bastante e guardar uma boa quantia, para as adversidades do futuro. Mas jamais ia deixar de trabalhar. Tampouco tenho sonhos luxuosos, como barco, uma casa em uma ilha do Caribe, jatinho e afins.

Também já respondi que eu ia abrir um jornal, mas isso foi há alguns anos. Hoje em dia, não acho que eu iria querer encarar esse tipo de negócio de risco. A concorrência é grande, mas o interesse dos leitores é difuso, eles são pouco fiéis, e ainda vivemos num país onde não se leva a sério a liberdade de imprensa e de expressão, então qualquer coisinha vira alvo de coerção judicial. Pra que abrir um jornal nessas condições?

Engraçado é que eu não tinha sonhos muito específicos: quero a casa tal, no bairro da cidade tal. Nada no Lourdes ou no Leblon. Nada em Vila Madalena. E já pensei: vou dividir a fortuna entre os pais e os irmãos, porque costuma ser dinheiro demais, e tudo que é demais sobra. Doar para a caridade? Depende da caridade. Sou desconfiada de ONGs. Passei alguns anos doando para uma ONG que depois descobri que era uma fraude.

Por isso sempre preferi ganhar na quina. Eu aposto de vez em quando na Mega Sena e fico torcendo pela quina. É um dinheiro bão, mas o suficiente pro carro e só. Sem excessos, sem crises. Quem não gostaria de ganhar um carro? Já ganhar R$ 300 milhões me parece um absurdo. São tantos zeros que devem alterar até a nossa personalidade.

Dia desses meu sonho se expandiu um pouco mais. Passei por um velho sobrado (adoro a palavra sobrado), em plena avenida Amazonas, na região do Barro Preto ou Santo Agostinho, e o sinal vermelho, thank god, fechou. Adoro observar o mundo quando o sinal está fechado. Reparei na casa, no meu lado esquerdo, e fiquei viajando por cada quina visível dela. A varanda, a outra varanda, o muro, a árvore em frente. Será que teria um quintal atrás?

A casa, no entanto, está caindo aos pedaços, completamente abandonada. E não vi qualquer placa de vende-se. Será que está em processo de desapropriação?

O sinal verde interrompeu minhas divagações e tirei uma foto rápida com o celular, antes de seguir em frente. Continuei pensando: se me perguntarem agora o que vou fazer com a grana preta da loteria, que um dia eu vou ganhar, responderei: vou comprar esta casa e reformar ela todinha, preservando cada pedaço de sua arquitetura original, e vou colocar uma rede naquela varanda de baixo, uns banquinhos naquela varanda de cima, uma churrasqueira no quintal e uma trepadeira florida no muro, e ela vai ser a casa dos meus sonhos.

Foto: CMC

Foto: CMC

O problema é que, agora, não poderei mais ganhar só a quina da Mega Sena. E, como nunca consegui acertar mais do que um número, vou ter que me esforçar para acertar os outros cinco! Mas, enquanto isso, toda vez que eu passar pela avenida Amazonas, vou frear um pouquinho para admirar “minha” casa 😀

E você? O que vai fazer quando ganhar na loteria?

Leia também:

Por que não busquei meus R$ 23 milhões da Mega Sena*

dinheirao

Se alguém tivesse me contado essa história há quatro meses, eu nunca acreditaria. Mas foi o que aconteceu comigo, juro que foi.

Era o dia 10 de julho, o último para apostar naquele sorteio. Comprei um bilhete da Mega Sena. Nem sou muito de apostar, mas estava duro, cheio de dívidas para pagar, e resolvi tentar a sorte –  já que o emprego não estava dando para o gasto.

Um bilhete só. Tinha que escolher os números com cuidado. Apostei, então, no 17 e no 01, porque nasci em 17 de janeiro. Coloquei o 08, do mês de agosto, porque o mês seguinte seria meu mês de sorte, uma guinada na minha vida! Depois marquei o 46, minha idade. E o 44, idade da minha mulher. Por fim, pus no 53, o número do meu barraco.

“01 – 08 – 17 – 44 – 46 – 53”

Fiz o sinal da cruz, paguei os R$ 2 em moedas e fui embora dali, pensando no quanto aqueles R$ 23 milhões salvariam a pátria.

Nem contei a ninguém que tinha apostado. Minha mulher estava viajando com as crianças, aproveitando as férias escolares e fugindo do meu mau humor. Na verdade, nosso casamento já estava balançado há tempos e acho que ela não aguentava mais me ver afogar as mágoas na pinga. À noite, sozinho em casa, fui ver o jogo da Libertadores, Atlético-MG e Newell’s Old Boys. Meu time do peito é o Atlético, mas aqui do Paraná (sabe como é, sou ponta-grossense, com muito orgulho). Mas o xará mineiro fez tão bonito nessa Libertadores que eu estava torcendo por eles desde o início.

Só que o jogo foi sofrido, nossa! Já tinham levado 2 a 0 em Rosário e parecia um caso perdido. Depois que apagaram aquela luz do estádio, me arrepiei todo com aqueles gritos — “Eu acredito! Eu acredito!”. Já estava pulando no sofá, meio bêbado, quando o Guilherme arrancou o empate. Na hora dos pênaltis, com os dois erros do Jô e do Richarlyson, comecei até a sentir umas pontadas no peito. E aí, com a pegada do Victor, quase infartei de vez.

Nessa hora lembrei que tinha apostado na Mega Sena. Pô, se os mineiros tinham tido tanta sorte, será que minha fé não tava valendo alguma coisa? Pensei em tudo o que poderia comprar com tanto dinheiro. Os jornais tinham listado dezenas de apartamentos ou carros ou viagens, mas eu não precisava de tanto. Só queria quitar minhas dívidas, comprar uma casa mais confortável pra minha família, ajudar meu pai a pagar a cirurgia num hospital decente, e aplicar o resto. Bem que seria bom dar um colar bem bonito para minha mulher, dos nossos 25 anos de casados. Quem sabe não daria pra levá-la prum cruzeiro… Aí talvez ela me perdoasse por ter sido sempre tão pé-de-chinelo.

A esta altura, o site da Caixa finalmente abriu e fui conferindo os números. 01… Opa! Acertei de cara! 08… Nossa, mais um! 17… Que é isso… Acho que estou bêbado já. Não, é 17 mesmo. Meu deus! Quarenta e quatro. Minha vista ficou embaçada. Estou embaralhando tudo. Não, peraí, é qua-ren-ta-e-qua-tro mesmo…. 46!!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu vou ganhar! Eu vou ganhar! Eu ganhei!! GANHEI! GANHEEEEEIIIIII! CINQUENTA E TRÊSSSS… Vintrentaizeiss… jinguentaifrês….

Foi aí que percebi que estava falando realmente embolado. Meu peito doída, uma pontada tão forte que parecia que estavam me esfaqueando com um serrote pegando fogo. Ou apunhalando com um espeto de churrasco. Ou qualquer merda do tipo. Comecei a entender que estava morrendo. Lembrei da minha mulher, do colar que eu ia dar pra ela, dos meninos que iam brincar no quintalzão que ia ter nossa casa nova… Foi só aí que o pânico me invadiu de verdade: EU NÃO CONTEI PRA NINGUÉM! A dor foi multiplicada por três zilhões e caí morto no chão.

Quando minha mulher voltou de viagem com as crianças, o barraco já estava empesteado com meu fedor, o vento já tinha entrado naquela janela aberta há muito tempo, o bilhete já tinha voado para a rua junto com uma lixaiada que estava acumulada, o gari já tinha varrido para o bueiro e a causa da minha morte, a causa real, nunca mais seria descoberta.

Ah sim, e a merda dos R$ 23 milhões já tinham sido condenados a ficar com o governo.

***

* O texto acima é fictício, inspirado na notícia do sorteado na Mega Sena que não apareceu até as 16h de ontem e perdeu sua fortuna. Fica a dica: um novo sorteio vai acontecer hoje e, de novo, o prêmio está acumulado em R$ 23 milhões 😉