Um filme para atleticanos

galo

O dia 24 de julho de 2013 foi inesquecível para todo atleticano. Aqui no blog, virou um poema, que depois virou livro ilustrado (que pode ser baixado de graça por todos). Já os diretores Cris Azzi e Luiz Felipe Fernandes transformaram aquele dia em um documentário de 57 minutos sobre a paixão de dez torcedores naquela final entre o Galo e o Olímpia, que nos deu o título de campeões da América.

Uma versão mais curta do documentário, com 22 minutos, pode ser vista no Youtube, e já teve mais de 350 mil visualizações.

 

A versão completa, que venceu a Mostra de Cinema de Tiradentes deste ano (categoria júri popular), vai chegar aos cinemas no dia 23 de julho.

Imperdível, hein? 🙂

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Anúncios

Virou arte! A Saga do Galo na Copa do Brasil (para entrar no clima da Libertadores)

De saga em saga, o Galo está escrevendo histórias épicas nos principais campeonatos que existem. E hoje, nesta quarta-feira de Cinzas, começa o mais importante deles. O time está afinadíssimo, com novatos já bastante entrosados, e acho que é um dos favoritos nesta Copa Libertadores da América 2015.

Para entrar no clima, nada melhor que relembrar a saga mais recente, a bela conquista da Copa do Brasil em novembro do ano passado. Mais uma vez, o grande ilustrador Acir Galvão fez uma linda arte para meu poema, que vocês podem baixar e usar, por exemplo, como papel de parede do computador 😉

Clique na imagem para baixá-la em tamanho real:

galo9 (2)

Leia também:

A saga do Galo na Copa do Brasil, em 13 estrofes

tmp_28219-20141127_001834-913365164

1

Paredão após paredão
— Palmeiras, Corinthians, Flamengo –,
Fomos derrubando, tabu ou não
Sem dancinha, freguês ou arenga

2

Nada podia segurar o Galo
Fora de casa, eles com os 100 anos,
E já o Luan cabeceava o regalo
Só não fez mais porque não precisamos

3

Na volta, Independência lotado,
Jemerson e Luan nos põem nas quartas
Dois gols em 4 minutos, coitados!
Surge o artilheiro do mata-mata

4

Curíntia abre o placar com 2 em casa
Mano Menezes faz dancinha, bem patético
Imprensa paulista dá fatura liquidada
Parece mesmo que não conhecem meu Atlético

5

A volta é em casa, Mineirão, salão de festas
E foi heroica, foi histórica, foi épica
Com 4 gols seguimos à semifinal
Mas, naquela aula, 8 gols seriam o normal

(Fez dancinha? Então tchau!)

6

Flamengo no Maracanã — outro tabu
Vem freguesada!, solta jornal fluminense
Dois a zero fazem mesmo os urubus
Mas a manchete ainda estava bem nonsense

7

Lá vem a virada, suada, emocionada
Com direito a placar sendo aberto por rival
Mas a massa gosta é de ser maravilhada
E viu 4 gols repetindo um ritual

Desta vez não foi “eu acredito”,
Foi “tenho certeza”, pessoal!

(Fez manchete errada? Então tchau!)

8

Na final, contra o Cruzeiro, em nosso Horto
Podia ser mais, mas ficou 2, saiu de graça
Se o rival não saiu morto foi por pouco
E nosso Galo já tocou a mão na taça.

9

Na volta, no Mineirão dos 4 gols
Primeiro tempo só deu mesmo o Galão
E primeiro gol foi aos 47 minutos
Foi o Tardelli entrando em plena combustão

???????????????????????????????

10

Segundo tempo e só deu o Galo de novo
Até com Dátolo batendo em travessão
E o Cruzeiro não marcou nem um golzim
Galo levou a taça com toda razão!

???????????????????????????????

11

Equipe inteira foi brilhante
São Victor e os outros campeões
Mas destaco os três novos gigantes:
Jemerson, Dátolo e São Luan
E Levir, claro, que fez história
Renovando sua massa de fãs.

???????????????????????????????

12

O novo hino, “eu sei que você treme”,
Passou a ser o mais ouvido em Beagá
E os cruzeirenses, temendo virar meme,
Começaram, então, a desdenhar.

???????????????????????????????

13

Mas “eu vi o gol do Vanderlei
E o Fábio de costas a chorar”
Não esqueça o velho ditado, também:
No fundo, quem desdenha, quer comprar.

???????????????????????????????

***

Escrito por Cristina Moreno de Castro em 26.11.14 (26 = 13 dobrado, e 13 é Galo)
Pode compartilhar à vontade, mas com link pra fonte, plis 😉


 

Leia também:

Um livro para todos os atleticanos guardarem de recordação

sagacapa

 

Sabe o que é esta imagem acima?

A capa de um livro! (Segunda tentativa de fazer uma capa que preste, rs)

Acabo de transformar aquele poema que fiz, e que foi ilustrado pelo Acir Galvão, em um livreto – para quem quiser baixar de graça, imprimir, e guardar de lembrança.

Já está na Biblioteca do Blog. É só clicar AQUI, e escolher o livro para fazer seu download gratuito!

É uma recordação de um momento histórico do Galo.

Se gostou, compartilhe com seus amigos atleticanos 😉

Leia também:

Virou arte! A conquista da Recopa pelo Galo

Pela terceira vez, fiz uma parceria muito produtiva com o grande ilustrador Acir Galvão. Ele ilustrou o poema que escrevi sobre a última conquista do Galo, ainda com Ronaldinho: a taça da Recopa, na última quarta-feira.

O resultado virou um wallpaper em três tamanhos, para todo mundo que quiser baixar e guardar de lembrança desse momento histórico.

CLIQUE AQUI para baixar em três tamanhos de fundo de tela e clique na imagem abaixo para vê-la em tamanho real, em altíssima resolução:

ImpressãoLeia também: