Um filme sobre qualquer família

Para ver na Netflix: OS MEYEROWITZ: FAMÍLIA NÃO SE ESCOLHE (The Meyerowitz Stories (New and Selected))
Nota 8

Vou listar com calma para ficar bem registrado: Dustin HoffmanAdam SandlerBen Stiller. Emma ThompsonElizabeth Marvel. Candice Bergen.

Com um elenco desses, fica difícil um filme dar errado. Bom, poderia dar muito errado se o roteiro e a direção fossem um lixo. Aqueles filmes longos sobre famílias desajustadas (qual família é ajustada?), que não chegam a lugar algum. Mas o roteiro e a direção são de Noah Baumbach, que já tinha abordado o espinhoso assunto “família” em “A Lula e a Baleia” (2005), único filme que eu já tinha visto dele, que concorreu ao Oscar justamente por seu excelente roteiro.

Não tinha como dar errado mesmo.

Estou falando de um filme de 1 hora e 52 minutos que eu tive que interromper em duas partes e assistir em dias diferentes, porque meu filhote acordou e, excepcionalmente, não quis mais saber de voltar a dormir. E, ainda assim, com esse corte abrupto, não perdi o fio da meada. Mérito das boas histórias.

É a história de três irmãos e de um pai, que é um artista aparentemente esquecido/desvalorizado ou realmente de menor importância. É um filme sobre egos inflados, famílias desestruturadas, crianças abandonadas pelos pais, irmãos que vão se afastando com a vida, rancores que se acumulam.

Mas sabe o que achei mais legal nesse filme? Não há nada de realmente extraordinário no comportamento ou na história de nenhum dos personagens. O patriarca, interpretado por Dustin Hoffman, é carrancudo, egoísta, pisou na bola com os filhos várias vezes, mas não foi nenhuma pisada de bola extraordinária, nada que nenhum de nós não possa fazer um dia. Tem o filho frustrado e o bem-sucedido, mas nenhum deles é excepcional em seu sucesso ou dissabor. São pessoas de carne e osso, como tantas outras, de tantas famílias, inclusive da nossa própria família.

Outra coisa bacana do filme é que aborda pequenas tragédias da vida, como as doenças, as perdas, as separações etc, mas de uma forma leve, bem-humorada, muitas vezes engraçada. Não é assim que deveríamos todos encarar a vida? Como uma longa comédia dramática? Alguns se fixam só no drama (“eles não cuidam de mim, eles me tratam mal, eles isso, eles aquilo”), em vez de mirar o humor (“eles se dedicam até onde me aguentam, ora essa”).

As atuações dos feras citados logo no início deste texto estão impecáveis, mas destaco a de Ben Stiller, que está sensacional. É o personagem que mais chama a atenção no filme, que muda totalmente depois que ele entra em cena, com alguns minutos de atraso.

“Os Meyerowitz” chegou a ser indicado ao Cannes, juntamente com outra produção da Netflix, Okja, mas não pôde concorrer por causa de uma regra idiota que impede filmes que não passam no cinema de participar da premiação. Pena que algumas coisas continuam paradas no tempo. Mas que bom que você pode ver este filme direto do sofá da sua casa…

Assista ao trailer legendado:

Leia também:

faceblogttblog

Anúncios

3 comentários sobre “Um filme sobre qualquer família

Deixe aqui seu comentário! ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s