Sobre orelhas e contracapas de livros

Tirinha do Liniers
Tirinha do Liniers

 

Qual é a graça de ler uma novela da Agatha Christie já sabendo quem é o assassino? Pois foi o que me aconteceu certa vez. A culpa não foi de nenhum amigo linguarudo, mas do resumo minúsculo que estava na contracapa do livro, e dava uma pista substancial sobre quem estava por trás de todos aqueles crimes.

Fiquei tão revoltada com isso que, desde aquele livro — e já faz um bocado de tempo –, parei de ler até as contracapas dos livros, mesmo com os menores resumos. As orelhas, então, nem se fala. É muito raro eu permitir que elas estraguem meu prazer.

Mas acabei me esquecendo dessa regrinha de ouro na semana passada. Eu estava começando o clássico “O Fio da Navalha”, de Somerset Maugham, quando me perguntei se o romance seria meio autobiográfico, como era “Servidão Humana” (que adorei!). Pensei: deixa eu ler na orelha, para ver se eles falam disso. Qual não foi minha surpresa — e ódio — ao constatar que a orelha contava TODO o enredo do livro? Parei a tempo de ver o final, mas, antes disso, já tinha percorrido o que ainda ia ser lido centenas de páginas adiante.

QUAL É O PROBLEMA DESSES EDITORES?!

Acho que um dos maiores prazeres da leitura é se entregar à narrativa totalmente às cegas quanto ao seu conteúdo. Tudo bem, o conteúdo não é tudo: a forma como o autor descreve a história, seu estilo, também são essenciais. Mas acho que perde metade da graça quando eu sei demais sobre o que vai acontecer. Suspense não é pré-requisito apenas de romances policiais, afinal.

Por isso, toda vez que faço uma resenha, de livro ou filme, aqui no blog, sempre tenho o cuidado de não me aprofundar demais na história, abordando apenas os motivos mais periféricos que me levaram a gostar tanto dela. E acho O FIM DO MUNDO quando uma editora consegue, em cinco linhas, revelar o assassino de um livro de detetive ou descrever tudo o que vai acontecer com o protagonista de um livro de personagem.

Como não dá para confiar nas editoras, deixo aqui a dica aos leitores: se você, assim como eu, também detesta spoilers, evite ler orelhas e contracapas dos livros. É melhor prevenir, porque não há remédio — só, talvez, uma máquina que apaga seletivamente a memória da gente, ainda não disponível no mercado.

Leia também:

faceblogttblogPague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Por Cristina Moreno de Castro (@kikacastro)

Mineira de Beagá, jornalista, blogueira, poeta, blueseira, atleticana, otimista, aprendendo a ser a melhor mãe do mundo para o Luiz. Redes sociais: www.facebook.com/blogdakikacastro, twitter.com/kikacastro e www.instagram.com/arvoresdascidades.

2 comentários

  1. Gente, que transmimento de pensação, rs.
    Isso aconteceu comigo com o livro “Minotauro”, de Benjamin Tammuz, recentemente lançado no Brasil pela brand new Rádio Londres – que só tem editado livraços.
    Estava na livraria, li a contracapa e orelhas de Minotauro e pensei “uau, tenho que ler esse livro”. Comprei, cheguei em casa e comecei a ler. Estava entretida com a leitura, no entanto permanecia o sentimento de estranheza de que eu não tinha entendido uma questão mencionada na orelha. Nas páginas finais do livro, eis a solução do mistério: não era eu que estava lesada, era a a orelha que revelava uma questão somente esclarecida no finalzinho do livro.
    O livro não é de mistério e assassinato, mas era melhor que eu não soubesse a informação que estava na orelha, porque grande parte do valor da narrativa estava na revelação gradual e fora da ordem cronológica da vida do protagonista.
    O editor dessa vez comeu mosca, mesmo.
    Mas a não ser que a capa ou título me atraiam muitíssimo, mesmo, não consigo dispensar a leitura da contracapa ou da orelha antes de começar a leitura de um livro. Não tenho essa sua determinação e força de vontade, rs.
    abraços

    Curtir

    1. É, confesso que nem sempre consigo deixar de ler também, rs
      Mas tenho tentado ler a contracapa só em casos em que realmente não sei neca sobre o livro ou o autor. Se conheço minimamente, evito ler.
      Por outro lado, não consigo deixar de ver trailers quando estou no cinema!

      Curtir

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: